CIV. Dor de cabeça? Vai um suco aí?

frutas1

É só a gente falar que está tomando suco para vir uma penca de gente dizendo que suco não alimenta, dieta líquida faz mal, bater ou processar alimentos acaba com as vitaminas dos mesmos, e por aí vai…

Primeiro que o Bom Marido e eu não partimos para uma dieta líquida coisa nenhuma! (Ele nem poderia, pois já é beeeem magro). E segundo, não existe nada mais prático e gostoso que ingerir uma boa quantidade de legumes, verduras e frutas sem precisar passar horas e horas mastigando. A combinação é perfeita e a nutrição é garantida.

Ou seja, nossa meta era incluir alimentos ditos mais saudáveis em nossa rotina.

Conforme eu mencionei na postagem sobre o filme Fat, Sick and Nearly Dead (Gordo, Doente e Quase Morto), o Bom Marido e eu fomos ao Hortifrúti Vila das Frutas (pois o Sacolão mais próximo não tinha vaga no estacionamento) e compramos vários ingredientes para os nossos sucos, e logo no primeiro dia, testamos um bem bacana que vimos no site do Joe Cross:

::: Um Suco que Alivia a Dor de Cabeça :::

IMG_8968Ingredientes:

  • ¼ abacaxi
  • 2 folhas de acelga (folhas e talos)
  • 1 punhado de espinafre
  • 2 talos de salsão
    1 pepino
  • 1 limão
  • 1 pedaço de cerca de 2.5cm de gengibre fresco

Instruções:

  • Lave bem os ingredientes
  • Descasque o limão
  • Passe todos os ingredientes pela centrífuga e sirva o suco.

Substituições:

Abacaxi – Maçã, pera
Acelga – couve, espinafre, alface, agrião, rúcula
Espinafre – couve, acelga, alface, agrião, rúcula
Salsão – aipo-rábano, pepino
Pepino – salsão, aipo, abobrinha
Limão – toranja, lima
Gengibre – açafrão, hortelã

Rendimento: 1 porção

Nossas impressões:

  1. Substituímos o pepino por mais uma porção de salsão, pois o Thierry ficou com medo de não gostar, afinal ele não teve boas experiências com o sabor do pepino ao longo da vida. (Detalhe: ele associou ao picles, que a gente detesta mortalmente)
  2. Como não tínhamos centrífuga, fizemos tudo no liquidificador, ou seja, demoramos um tempão para conseguir bater tooooodos os ingredientes e ainda por cima tivemos de ir acrescentando água aos poucos, para ajudar no procedimento.
  3. O sabor ficou incrível. Nesses sucos não precisa e nem pode colocar açúcar.
  4. Deveríamos ter colocado umas pedrinhas de gelo na hora de servir. Lembrete para os próximos!
  5. Apesar da receita ser para 1 porção, o Bom Marido e eu resolvemos dividir, pois não estamos usando o suco para substituir uma refeição e sim para experimentar uma opção refrescante e nutritiva de lanche da tarde.
  6. Queremos testar mais sucos!

Veja a receita em Inglês no link: A Juice That Helps A Headache

____

Gostaram da dica?

Fiquem à vontade para sugerir alguma alteração, tirar dúvidas e comentar!

Abraços e até à próxima!

😉

CIII. Saúde! Agora o Bom Marido é fã de frutas, legumes e verduras!

2016 começou um pouco diferente na cozinha do Bom Marido.

Aliás, há algum tempo a lista de compras foi sofrendo algumas modificações, desde a redução do consumo de refrigerantes, guloseimas e gordurebas, devido ao preço elevado no supermercado.

Pois é… A falta de grana acabou nos ajudando a estocar menos porcaria em casa!

Mas o que deu aquele “plim” na cabeça do Bom Marido foi termos assistido a alguns documentários que eu havia pedido para ele baixar. Documentários estes que eu já havia assistido quando estive no Canadá na época em que eu estava fazendo o curso de Green Leadership (Liderança Verde) na ILSC-Vancouver e a professora havia passado uma lista de filmes como sugestão para complementar as aulas.

Aproveitando que eu estava no apartamento dos amigos Dimitri e Fabiana, do Canal Canadá Diário e eles haviam liberado a senha do Netflix deles, eu pude assistir a vários desses documentários recomendados pela querida professora Bari Blackhart.

Porém, me deu uma vontade de assisti-los novamente, bem como assistir aos que eu não tive tempo. E assim, Meu Amado baixou:

  1. Fat, Sick and Nearly Dead (Gordo, Doente e Quase Morto)
  2. Food Inc. (Alimentos S.A.)
  3. Food Matters (O Alimento é Importante)
  4. Hungry for Change (Fome de Mudança)

Todos os documentários falam da relação entre alimento e saúde, enfatizando as escolhas que fazemos no nosso cotidiano. Escolhas que podem ser prejudiciais não somente a nós e à nossa família, como também ao meio ambiente.

Gostamos muito do documentário “Fat, Sick and Nearly Dead”, pois foi o mais divertido, menos dramático e ainda assim muito elucidativo.

fatsickandnearlydead-sub

Trata-se da história de um cara chamado Joe Cross que estava realmente Gordo, Doente e Quase Morto e por isso resolveu dar a volta por cima para recuperar a saúde, através do desafio de fazer seu corpo se curar sozinho somente pela ingestão de sucos naturais de frutas, legumes e verduras, por um prazo de 60 dias.

Parece utópico e totalmente errado ficar 2 meses só tomando sucos, mas o cara teve acompanhamento de médicos e nutricionistas e viajou pelos EUA com sua centrífuga, seu gerador e sua “feirinha” no carro, contando sua história de vida para várias pessoas, chegando inclusive a incentivar algumas a fazerem o mesmo!

Bem bacana o sucesso e a repercussão que ele teve. O mais impressionante foi a mudança, não apenas externa (o cara ficou enxuto e com uma aparência super saudável), mas também interna, pois o próprio organismo dele começou a não sentir mais vontade de consumir porcarias. Até os medicamentos ele, que sofria de uma doença autoimune, acabou não precisando mais tomar.

Ele mostra tudo isso no documentário. Só não mostra detalhadamente as receitas dos sucos que ele foi tomando.

Mas eis que foi só pesquisar no Google e encontrar o site dele, o Reboot With Joe (Recomece com Joe) onde pude encontrar dicas, receitas, informações sobre os benefícios dos sucos e de cada ingrediente recomendado.

No filme, Joe carrega sua centrífuga para cima e para baixo. O Bom Marido e eu sempre quisemos ter uma centrífuga, mesmo não sabendo direito como funcionava uma. Achávamos prático e divertido ver frutas e legumes virarem suco em poucos segundos!

Como não tínhamos centrífuga, tentaríamos utilizar o liquidificador.

Primeiro eu pesquisei no site do Joe algumas receitas de sucos que eu achava que o Bom Marido e eu iríamos gostar (tem suco para melhorar as articulações, limpar o organismo, amenizar dor de cabeça, levantar o astral, curar resfriados e muito mais), anotei os ingredientes necessários para fazer estes sucos e fomos até um Hortifrúti Vila das Frutas providenciar tudo.

Assim que chegamos, já lavamos e embalamos tudo, cortamos e congelamos o que podia ser congelado e armazenamos tudo direitinho para que nada estragasse, afinal, não se pode desperdiçar quando as finanças estão em baixa, certo?

E assim tentamos fazer nossos primeiros sucos.

Querem saber o resultado? Então aguardem as próximas postagens, pois esta aqui já ficou enorme, pra variar!

____

Obrigada pela visita e até à próxima!

😉

____

Ah, só para deixar claro! Nem o Bom Marido e nem eu tencionamos perder peso tomando suco!!! Nossa meta é mudar nossa alimentação aos poucos, deixando-a cada vez mais saudável, por isso começamos a tomar pelo menos um suco de frutas, verduras e legumes por dia, ainda assim dividindo uma porção para nós dois!

Se o Bom Marido perder um quilo sequer, o coitado sai voando!

Mas segue um spoiler aqui: a aparência dele está bem melhor. Mais corado, com mais energia e com a pele bem mais bonita.

E não foi só com o suco, pois ele passou a comer frutas, beber mais água e não torce mais o nariz para os legumes na comida! (Vide a primeira foto que postei acima, do macarrão colorido que eu fiz para ele com molho branco e… LEGUMES! Ele adorou!!!)

😉