Sessão: Macho & Fogão (pte. 12)

Vamos a mais uma postagem de lamber os beiços: Sessão Macho & Fogão (pte. 12)

Mas antes, quem quiser relembrar mais postagens assim, só clicar AQUI!

____

Torta de Banana especialTorta de Banana Especial

Vamos começar com alguns experimentos MEUS (milagre!) na cozinha.

Uma receita fácil de fazer, deliciosa e que permite um toque de criatividade para acrescentar alguns ingredientes também.

É a famosa Torta de Banana que minha mãe sempre fez desde que eu me entendo por gente!

Super simples:

::: Como eu fiz:

Em uma tigela coloquei 3 xícaras (chá) de farinha de trigo, 1 xícara (chá) de açúcar + 1 xícara (chá) de açúcar mascavo (para dar uma corzinha e um sabor especial). Acrescentei 1 colher (sopa) de fermento, 2 xícaras (chá) de leite, 2 colheres (sopa) de margarina. Mexi tudo muito bem com uma colher de pau e tive a ideia de acrescentar mais 2 ingredientes para incrementar a receita: 1/2 xícara (chá) de amaranto em flocos e 1/2 xícara (chá) de aveia em flocos (opcional).

Depois foi só untar a forma, colocar toda a massa, distribuir 6 bananas cortadas na transversal, polvilhar com açúcar e canela e colocar para assar em forno preaquecido (180º) por uns 40 minutos. Dá para servir ainda quentinha!

O Bom Marido aprovou!!!

😉
____
Franguinho desfiado com Purê de batata doce Peito de Frango Desfiado com Purê de Batata-Doce

Mais um atrevimento meu na cozinha! Uhuuu!!!

Certo dia, o Bom Marido estava todo atarefado com os trabalhinhos dele e certamente não teria tempo e pique de fazer o almoço. Adiantei meu serviço na casa (vulgo faxina), encontrei os ingredientes que eu queria e resolvi aliviar o lado do Meu Amado e encarei o fogão.

Momento tenso. Eu + fogão = tragédia!

Mas como eu estava inspirada nesse dia, a gororoba até que saiu boa.

Vamos à receita?

::: Como eu fiz:

Peguei 2 batatas-doces médias, lavei, descasquei e coloquei para cozinhar na panela de pressão com água suficiente para cobrir as batatas. Enquanto isso preparei o frango do mesmo modo que mamãe me ensinou para fazer a torta de frango: clique AQUI e veja a receita completa!

Amassei as batatas, temperei com um pouco de sal, pimenta do reino e acrescentei meio copo de Requeijão Cremoso Danubio – Light.

(Gente! Não tem comparação. Requeijão bom mesmo, só o Danubio… Seja o tradicional, o light, o zero… Isso sim é requeijão de verdade! Pronto, opinei!)

Depois foi só colocar no prato, polvilhar um temperinho e servir para o Meu Amado, de surpresa! Hehehe!

Que bom que ele gostou. Mas eu gostaria mesmo era de ter mais coragem de encarar o fogão e poder cozinhar mais vezes para o Meu Príncipe Encantado! ^^

____

Macarrão Dona Benta com molho de tomate, presunto e queijoMacarrão Tortelini Tricolor Dona Benta ao Molho Vermelho com Presunto e Queijo

Em se tratando de gororobas especiais, o Bom Marido é craque! Ele transforma um simples macarrão em uma verdadeira obra de arte!

Desta vez ele utilizou nosso predileto, o Tortelini Tricolor da Dona Benta e, ao invés de fazer o molho branco que ele está acostumado, ele resolveu fazer um vermelhinho especial.

Na cabeça dele, macarrão com molho vermelho só ficava bom se fosse à bolonhesa. Mas eu sempre disse a ele que, desde pequena estou acostumada a comer macarrão ao sugo e sempre gostei.

Mas eis que ele resolveu abrir espaço em seu coração para o molho vermelho. Mas ainda assim não foi só o molho: ele teve que dar um toque especial ao Salsaretti. Ele acrescentou fatias de presunto e queijo picados, temperos e voilá, ficou espetacularmente delicioso!
____
Strogonoff de FrangoStrogonoff de Frango com Arroz Integral

Olha ele aí outra vez!

Desta vez só postei a foto para mostrar o capricho, o carinho e, é claro, o vinho!

Ah, mas desta vez o Strogonoff ficou um pouquinho diferente, pois o Bom Marido estava sem seu ingrediente especial e secreto…

(Ah, secreto coisa nenhuma, vou contar: ele gosta de acrescentar ao molho aquela sopinha em pó da Vono, sabor champignon! Se não me engano ele coloca uns dois pacotinhos e fica muito bom!)

Só mesmo o Bom Marido para fazer Strogonoff para sua Boa Esposa em plena quinta-feira e com direito a uma boa taça de vinho tinto!

::: Dica: Vinho Gato Negro – Carmenere. Um vinho leve, frutado, de fácil degustação e que acompanha muito bem qualquer momento. E nós adoramos!

____
Bolo de Banana

Bolo de Banana com Aveia

Ai, gente! Que fofo! O Bom Marido quis retribuir as vezes em que fiz Torta de Banana (receita da Mamãe) para ele, então ele fez Bolo de Banana (receita da Sogrinha) para mim!

Que mimo!

Eis a receita da Sogrinha e com as bananas que nasceram no quintal da casa dela:

::: Como ele fez:

Ele bateu 1/2 xícara (chá) de margarina com 2/3 xícara (chá) de açúcar mascavo. Acrescentou 2 ovos, 1 xícara (chá) de banana amassada e bateu mais um pouco. Em seguida ele colocou 3/4 xícara (chá) de farinha de trigo, 1 1/3 xícara (chá) de aveia, 1 pitada de sal, 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio e bateu tudo até ficar homogêneo.

Ele colocou a massa em uma forma untada e enfarinhada e fez uma espécie de farofa para a cobertura, usando 3/4 xícara (chá) de aveia, 1/3 xícara (chá) de açúcar mascavo e 2 colheres (sopa) de margarina. Foi só misturar tudo e polvilhar sobre a massa e levá-la para assar em forno preaquecido (170º) por cerca de 35 ou 40 minutos.

Assim que esfriou, nós devoramos!

Nham!
Torta de Banana com Aveia

____
Peixinho na conchinhaPeixe na Conchinha

Gente! Que receita incrível!

Mais uma obra de arte culinária que Meu Príncipe Encantado aprendeu a fazer com minha Sogrinha: É o Peixe na Conchinha!

Eu já havia provado essa iguaria quando a própria Sogrinha fez. Achei maravilhoso! E desta vez também estava uma delícia, afinal o Bom Marido aprendeu a fazer direitinho.

Vamos ao basicão da receita:

::: Como ele fez:

Ele grelhou e desfiou filézinhos de peixe (já temperados) e os colocou em um molho branco caseiro que ele fez. Depois ele espremeu um limão, misturou tudo, colocou na conchinha, polvilhou com farinha de rosca de levou para assar.

Só sei que foi assim!

Foi minha própria Sogrinha que deu essas conchinhas de presente para seu filhote. São tipo aquelas de plástico, usadas para as famosas Casquinhas de Siri. Sem dúvida, ficam um charme na hora de servir esse peixinho como entrada!

E para beber, olha o Gato Negro ali outra vez!

____

É sempre muito bom celebrar a vida, celebrar os momentos, celebrar o amor…

Independente de data ou ocasião especial, a comida sempre une as pessoas e marca épocas importantes em nossos corações.

O carinho de preparar algo especial para alguém ou até mesmo receber esse tipo de mimo reforça ainda mais os laços de amor, respeito, cuidado e união.

Vamos praticar?

😉
____

Sessão: Macho & Fogão (pte. 1)

Só para dar uma aliviada das postagens cheias de textos, hoje vou postar algumas fotos da Sessão: Macho & Fogão, com obras culinárias de Thierry Durieux, sim, ele mesmo, o Bom Marido!

São pratos simples, criativos, fáceis, rápidos (a grande maioria) e que servem de inspiração para quem não faz a menor idéia do que fazer para o jantar. Miojo é bom, mas uma hora enjoa, né? Então, machos, corram para a cozinha e mostrem que vocês também são ótimos pilotando o fogão!

Espero que gostem!

março-2011Peixe Vermelho ao Molho de Champignons

O que tem de bom aí:

Peixe vermelho, óbvio!

Champignons fatiados, temperos a gosto

E tudo nadando no azeite!

Joga na assadeira e poe pra assar essa belezura!

– Fevereiro/ 2011

____

maio-2011

Macarrão Integral ao Molho Branco Especial

O que tem de bom aí:

Macarrão Penne Integral

Creme de leite (ou molho branco já pronto)

Peito de peru, queijo, champignons e temperos a gosto (incluindo um saquinho de sopa Vono sabor Champignon! rs)

– Maio/ 2011

____

junho-2011Strogonoff de Camarão

O que tem de bom aí:

Tudo aquilo que se usa para fazer um Strogonoff, rs

Camarões, muitos camarões!!!

Arroz Integral

Batata palha

E um bom vinho para acompanhar!

Esse foi o jantar especial que o Thierry fez para mim no Dia dos Namorados!

– 12 de Junho de 2011 junho-2011

____

Mousse Apaixonante de Chocolate

O que tem de bom aí:

Sinceramente eu não sei o segredo, mas este é o mousse, ou a mousse (ah, isso não importa!) mais incrível que eu já comi em toda a minha vida!

Estou devendo postar essa receita aqui, mas não o fiz, pois ainda não extraí os segredos do chef!

Em breve eu posto. Prometo!!!

– 12 de Junho de 2011 (Dia dos Namorados) – uma sobremesa apaixonante!

____

julho-2011Peixe Assado e Batatas Felizes

O que tem de bom aí:

Aquele velho e querido peixe assado inteiro, com temperinhos leves e bastante azeite;

Batatinhas “Smiles” não fritas, mas sim ASSADAS;

A gente sempre come batatinhas com mostarda escura, tipo a Mostarda Spicy Brown FRENCH’S, mas essa aí também fica supimpa com maionese!

– Julho/ 2011

____julho-2011

Sopa de Couve-flor

O que tem de bom aí:

Thierry resolveu, pela primeira vez, fazer uma sopa aos moldes das sopas que a vovó dele faz.

Ele tem um mixer e isso o ajudou a triturar todos os ingredientes, incluindo a couve-flor cozida, mas acredito que um liquidificador também serviria.

Thierry ganhou da mãe dele uma máquina de fazer pão. Ele se diverte com o brinquedo! Esse pãozinho da foto é uma receita integral. Tanto a sopa quanto o pão ficaram deliciosos, principalmente porque estava friozinho e ele levou na caminha para a gente saborear! E com Schweppes Citrus!!!

– Julho/ 2011

____

novembro-2011 Frango ao Molho de Champignon

O que tem de bom aí:

Infelizmente não dá pra gente ver direito, mas o gato está vendo! Thierry fritou o filé de frango que ele sempre tempera com pouco sal e muitas ervas; e com o caldinho da frigideira ele fez um molho com creme de leite e champignon.

Batatas fritas para acompanhar (molhar a batatinha nesse molho do frango é coisa de outro mundo!!!)

– Novembro/ 2011

____novembro-2011

Frango Cremoso e Arroz Integral

O quem tem de bom aí:

Deu pra reparar que o Thierry faz tudo o que gosto, não é? Quando eu NÃO estou na casa dele, ele come carne vermelha, lanches gordurentos, bacon e outras coisas que eu não como, mas quando estou com ele, o coitado só tem a opção de fazer frango ou peixe!

Desta vez ele pegou frango que ele fez na frigideira, picou e fez um molho branco com creme de leite e temperinhos. Arroz integral (porque eu adoro!) para acompanhar.

– Novembro/ 2011

____

novembro-2011Purê de Batata Recheado

O que tem de bom aí:

Já imaginou um purê de batata recheado? Desta vez o Thierry se superou!

Fez um delicioso recheio de frango desfiado com requeijão e temperos e o resultado foi esse maravilhoso prato que ele inclusive levou ao forno para dar uma gratinada.

Incrivelmente delicioso!

Um Casillerro del Diablo – Carmenere 2009, para acompanhar e comemorar 1 ano em que nós havíamos nos reencontrado e voltado a “ficar” sem a cobrança de um “namoro”. 1 mês depois a gente resolveu oficializar e aí foi só alegria!

– 29 de Novembro de 2011 – Um ano de reencontro!

____

Macho & Fogão

Macho & Fogão – Thierry com cara de “Não contavam com minha astúcia!”

____

janeiro-2012Filé de Frango com Molho de Requeijão

O que tem de bom aí:

E olha o frangoso aí outra vez!

Lembro que voltamos de uma viagem de 15 dias e o Thierry fez o meu prato predileto: filé de frango com molho de requeijão e batatas fritas. Até já comentei aqui sobre esse prato:

Filé de frango bem temperadinho;

Requeijão Danubio cremoso com cebolinha picada, pimenta e mais alguns temperos extras.

E batatas fritas, claro! Sem deixar de citar o maravilhoso Chá Verde com laranja e gengibre da marca Feel Good!

– Janeiro/ 2012

____fevereiro-2012

Batata Assada com Molho de Requeijão

O que tem de bom aí:

Lembra do molho de requeijão citado acima? Pois é! Desta vez ele foi parar no meio da batata assada e coberto com Batata Palha (agora a gente só compra a que é Temperada, da Yoki!)

Sem segredo: assar a batata, cortar ao meio e rechear com essa delícia de molho de requeijão com cebolinha e pimenta. De lamber os beiços!

– Fevereiro/ 2012

____

fevereiro-2012 Filé de Peixe com Batata

O que tem de bom aí:

Um delicioso filé de peixe frito;

Batatas douradas.

Tudo isso com o temperinho especial do meu chef predileto!

Thierry usa pouco sal, mas adora temperar a comida com pimentas e ervas, principalmente Tomilho.

– Fevereiro/ 2012

____fevereiro-2012

Strogonoff de Frango

O que tem de bom aí:

O Strogonoff que o Thierry faz é um dos melhores que eu já comi em toda a minha vida! Ele usa os temperinhos especiais dele, capricha no molho e abusa sem dó do champignon!

Quando não tem arroz integral, ele faz o branco mesmo, mas ele sabe que eu prefiro mil vezes o integral, quando não os maravilhosos, porém caríssimos: Arroz Preto e Arroz Vermelho, da marca Ruzene (aqui a gente só encontra esse arroz no Pão de Açúcar do metrô Ana Rosa…), mas nunca fizemos com Strogonoff, pois nem combina!

Já a Batata Palha Temperada Yoki combina!

Mas enfim, esta aí o Strogonoff acompanhado de um belo vinho (tinto seco, delicioso, que eu ganhei em uma visita à Adega Maziero, após fazer uma apresentação teatral em Jundiaí)

– Fevereiro/ 2012

____

fevereiro-2012Salmão no Vapor, Molho Shoyo e Batatas Fritas

O que tem de bom aí:

Bom, eu já disse: Salmão no Vapor, Molho Shoyo e Batatas Fritas! Quer mais o quê?

Só esse tijolão de salmão que o Thierry fez no vapor encheu nossas barrigas lindamente!

Salmão boiando no Shoyo! Assim que eu gosto. Só não sei como Thierry temperou o salmão, só sei que ficou incrível!

As batatinhas foram só para caso de emergência, afinal a gente achou que o peixe não seria suficiente, mas foi!

– Fevereiro/ 2012

____fevereiro-2012

Frango com Molho de Requeijão com Arroz Secreto

O que tem de bom aí:

O famoso filé de frango com o mais famoso ainda molho de requeijão com cebolinha e pimenta;

Batatas fritas;

E o arroz secreto. Bom, não faço idéia do segredo do arroz, mas é um tempero e um modo de preparo diferente que deixa um gostinho especial ao tal.

– Fevereiro/ 2012

____

fevereiro-2012Filé de Frango com Purê de Batata e Cenoura

O que tem de bom aí:

Filé de Frango especialmente temperado pelo Thierry, claro;

Tirinhas de cenoura refogadas no caldo da fritura do frango;

Purê de Batata e Cenoura;

Arroz branco, só para constar.

Tive que trair meu Feel Good para tomar esse Nestea Chá Verde com Limão. Sinceramente prefiro meu Feel Good de Laranja com Gengibre, mas não tinha…

– Fevereiro/ 2012

____

Bom, e assim termina a Sessão: Macho & Fogão! É notável que temos mais fotos gastronômicas datadas de Fevereiro/ 2012, pois foi quando tive a idéia de fotografar mais essas delícias. E detalhe: as fotos estão mais bonitinhas de Janeiro até agora, pois Thierry me deu uma câmera decente no Natal. Antes a gente só tirava (tentava) fotos no celular!!! E viva a Sony!

macho & fogão

Macho & Fogão: mesmo cansado ele ainda tem tempo de fazer um caprichado Strogonoff! Isso é que é Bom Marido!

Macho&Fogão

Macho & Fogão: Thierry cozinhando tranquilamente em sua espaçosa cozinha!

Obrigada pela deliciosa visita!

Volte sempre!

XV. Ditando as Regras

Para um relacionamento funcionar sem decepções ou frustrações, é fundamental que cada um faça a sua parte. Isso inclui desde coisas simples do cotidiano a decisões sérias a serem tomadas.

Aqui as coisas funcionam da seguinte maneira:

Eu lavo a louça e limpo a casa (que por sinal não é minha e sim dele). Ele lava as próprias roupas e faz a comida. Ah e eu também passo as roupas dele!

Eu faço essas coisas porque eu gosto, são atividades que me dão prazer ao serem feitas. Não tenho a menor obrigação. Mas a partir do momento que eu assumir o fogão e a máquina de lavar, danou-se! Vai ser assim pra sempre. Por quê? Porque a tendência é o outro se acomodar. Algo do tipo: “Achando quem faça, por que irei fazer?”

Sou sim capaz de fazer comida, sou sim capaz de lavar uma roupa, mas não posso assumir mais tarefas para mim, senão vira costume, obrigação, dever, coisa chata, rotina…

Às vezes fico uns cinco ou seis dias sem ir para a casa dele e quando chego tem uma pilha monstruosa de louça para lavar. Eu que sujei? Não, mas eu lavo, afinal eu não me incomodo com isso. (Porém se foram os amigos que sujaram e largaram tudo lá, eu até lavo, mas ele sabe que vai ouvir uma reclamação depois, se duvidar na frente dos próprios amigos, ou de forma que eles entendam)

Minha parte eu sempre faço. Ele também faz a dele. A minha ele nunca irá fazer (exceto lavar uma loucinha quando a situação está bem crítica, rs). A parte dele eu posso fazer, mas como minha própria mãe aconselhou: “não faça, senão acostuma e era uma vez…”

Ainda bem que ele entende. Às vezes eu vejo que ele está cansado após ter feito algum trabalho desgastante em frente ao computador. Mas ele vê que eu fiquei o dia inteiro limpando a casa. Por isso ele faz a comida sem reclamar. E faz com capricho. Até um simples ovo frito dele tem um saborzinho especial, um toque especial. Acho o máximo!

Esses dias ele fez um Strogonoff que, só de olhar a foto, dá vontade de ir a um restaurante chjantarique só para comer um igual.

Isso me faz lembrar que Strogonoff era um prato que, na minha infância, era feito só em ocasiões especiais, raríssimos domingos ao ano. Já para o meu Príncipe-Chef-Encantado, é um prato normal, feito em qualquer dia, qualquer hora. De repente ele vai até o fogão e faz! Simples assim. Anos e anos morando sozinho, ele sabe se virar na cozinha. Sorte minha!

Pra que esperar datas especiais para comemorar alguma coisa, não? Vamos celebrar por estarmos vivos hoje! Vamos ver a beleza nas coisas simples do dia a dia! Vamos ver a beleza em nós mesmos!

E olha o Strogonoff aí!

Com direito a vinho e bandeja na cama! 😉

No dia seguinte lá estava eu em frente à pia lavando panelas, frigideiras, pratos, copos, taças, talheres e etc! haha Mas valeu a pena! Sempre vale a pena!