CVII. Um suquinho e um bom papinho

Desde que comecei a me aventurar mais pela cozinha para aliviar a barra do Bom Marido, venho notado o quanto isso vem fazendo bem para o nosso relacionamento.

Antes, eu só ficava no quarto estudando ou trabalhando, ou então limpando e arrumando a casa enquanto ele fazia o rango. Era cada um no seu quadrado!

Agora, eu priorizo estar mais perto dele, estipulando um cronograma para as atividades que realizo dentro de casa (estudos, trabalhos, exercícios físicos), valorizando assim a nossa sagrada Hora do Suco!

Claro que, quando estou trabalhando fora, fica um pouco mais difícil ajustar esse cronograma, mas o Meu Amado entende, afinal o que seria do nosso relacionamento se não houvesse o que eu chamo de “C.C.C” – Carinho, Compreensão e Colaboração?

Mas voltando a falar dos sucos, quase todo dia a gente faz um suco bem bacana com as dicas e receitas do já citado aqui, Joe Cross.

Nosso ritual consiste em: escolher o suco do dia (de acordo com a disponibilidade de ingredientes na geladeira), separar os itens, lavar, cortar, descascar, colocar na centrífuga e saborear.

A gente faz tudo juntos. Enquanto ele descasca e corta o abacaxi, lá estou eu removendo os caroços das cerejas, as sementes das uvas e lavando o espinafre, por exemplo. Thierry fica com a divertida parte de ir colocando na centrífuga!

Eu removo o bagaço e lavo a centrífuga todo santo dia. Aproveito que sempre tem uma louça para lavar, uma faca, uma tábua e já mando brasa em tudo.

Há quem ache um saco limpar cada item da centrífuga, mas não tem segredo! É só deixar de molho na pia enquanto a pessoa saboreia o suco e depois é só lavar. Algumas peças podem ir na lava-louças, ou seja, molezinha ter uma centrífuga em casa e fazer sucos saborosos e nutritivos todos os dias.

O mais legal é estar ao lado da pessoa amada, fazendo as coisas juntinhos, dando risada, conversando sobre diversos assuntos, analisando a mistura de sabores do suco, tendo um tempinho para conversar sobre assuntos aleatórios, planos para o futuro, listas de compras, as trapalhadas e fofuras do nosso gato, entre muitas outras coisas.

Poderíamos conversar também durante o jantar, mas nós gostamos de aproveitar a refeição para colocar em dia os episódios dos seriados que acompanhamos. Costumamos comentar sobre o seriado, ou algum assunto relacionado, mas nada muito profundo no momento.

Mas o suquinho, ah! O suquinho nos proporciona um momento super bacana!

Após isso, o Bom Marido carinhosamente me beija e avisa que vai voltar para o computador e continuar trabalhando, enquanto eu lavo a louça e organizo a cozinha. Em seguida, lá vou eu fazer algo útil também, como estudar, trabalhar em algum texto, me exercitar ou fazer bolo!

Sim! Fazemos deliciosos bolos com o bagaço do suco que fica na centrífuga. O Bom Marido super aprova. De vez em quando ele me ajuda a fazer, mas como é super rápido e fácil, eu mesma faço enquanto ouço a algum Podcast interessante como o All Ears English e o IELTS Energy, ambos em e sobre o estudo do idioma Inglês.

Querem receitas?

Então vamos ao combo “Suco + Bolo” da vez:

Um dos sucos que o Bom Marido mais gosta se chama Ease Your Joints Juice (Suco que Alivia as Articulações)

Ele fica bem docinho e é super fácil de preparar:

Ingredientes:

  • 4 fatias de abacaxi fresco
  • 1 punhado grande de cerejas
  • 1 punhado grande de uvas
  • 1 cenoura grande
  • 5 cm de gengibre
  • 4 pedacinhos de raiz de açafrão

Preparo:

  • Lave muito bem todos os ingredientes.
  • Corte o abacaxi e remova os caroços das cerejas.
  • Passe tudo pela centrífuga e sirva!

Substituições:

  • Abacaxi – manga
  • Cerejas – morangos
  • Cenoura – Batata-doce
  • Gengibre – limão
  • Açafrão – erva-doce

Rendimento: 1 porção

____

Bolo do Bagaço do Suco que Alivia as Articulações (receita adaptada do programa Mais Você, da Ana Maria Braga)

Ingredientes:

  • 4 ovos
  • 1 e ½ xícara (chá) de açúcar
  • 1 xícara (chá) de açúcar mascavo
  • 300 g do bagaço do suco feito na centrífuga
  • 200 ml de leite
  • 1 pitada de sal
  • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 2 colheres (sopa) de linhaça (opcional)
  • 2 colheres (sopa) de aveia em flocos grandes (opcional)

Preparo:

  • Preaqueça o forno a 200ºC.
  • Enquanto isso, bata os ovos, o açúcar, o bagaço, o leite e o sal no liquidificador.
  • Em uma tigela, peneire a farinha e o fermento e acrescente os ingredientes opcionais.
  • Junte a mistura do liquidificador na tigela e mexa bem até ficar uma massa homogênea.
  • Unte uma forma retangular média e despeje toda a massa.
  • Coloque no forno e deixe assar por cerca de 30 minutos.
  • Espete um palito no bolo para saber se está assado.
  • Se o palito sair úmido, deixe assar por mais 5 ou 10 minutos.
  • Deixe esfriar e, se quiser, retire da forma.
  • Cubra com a cobertura de sua preferência* (opcional) e sirva!

Rendimento: 16 fatias médias.

____

* Sugestão de cobertura de chocolate com casquinha crocante, igual à do bolo de cenoura tradicional.

Cobertura de Chocolate com Casquinha Crocante (receita do site Tudo Gostoso)

Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de margarina ou manteiga
  • 2 colheres (sopa) de leite
  • 1 colher (sopa) de achocolatado em pó – usei Ovomaltine
  • 1 xícara (chá) de açúcar

Preparo:

  • Em uma panela, misture todos os ingredientes e leve ao fogo baixo até que a mistura desgrude da panela e fique em ponto de calda.
  • Despeje a cobertura ainda quente sobre o bolo.

____

Depois é só servir com um cafezinho magnífico e pronto!

Dica: Comemos este bolo como opção tanto de café da manhã, quanto de lanche da tarde ou da noite! Rende bastante, por isso armazenamos na geladeira e aquecemos por 30 segundos no micro-ondas ou deixamos uns 5 minutinhos em temperatura ambiente antes de servi-lo.

____

Gostaram das receitas?

Muito obrigada pela visita e até à próxima!

😉

CVI. E lá vem o “Valentine’s Day” outra vez…

Seria curioso comemorar o Dia dos Namorados em fevereiro, pertinho do Carnaval, ou como o próprio nome sugere: festa da carne!

IMG_8615Já temos nosso Dia dos Namorados em junho, numa época de friozinho gostoso e namoro embaixo das cobertas!  Por isso os brazucas nem dão muita bola para o tal do Valentine’s Day (Dia de São Valentim), comemorado em 14 de fevereiro.

Namoro é coisa fofa, compromisso, responsabilidade, cuidar de alguém, se importar com alguém, amar, ser amado, mimar e ser mimado.

Gostar das mesmas coisas, mas nem sempre. Olhar na mesma direção, mas nem sempre. É conhecer, descobrir, entender e respeitar.

Não é só beijo na boca e sexo. É amor e carinho. É fazer uma comidinha gostosa para a pessoa amada, ligar para saber se a pessoa está bem, ou mandar um WhatsApp também, por que não?

pipocasÉ andar de mãos dadas, assistir a um filme com pipocas em casa, naqueles dias em que o tempo está feio demais para sair, ou a grana está curta demais para gastar com cinema.

Namorar é gostoso e faz bem. Quando duas pessoas estão em sintonia e gostam de estar perto uma da outra, é natural que queiram firmar um compromisso sério.

E não precisa de data especial para provar o amor que sentem. Todo dia é dia de demonstrar carinho, mas sem a obrigação de fazê-lo. A pessoa estando feliz é o que basta.

Namoro é isso: é querer ver o outro feliz. Se possível, causar e/ou participar dessa felicidade.

29/12/2013 - 3 anos de Namoro - Thierry e ElaineAlguns desentendimentos rolam no meio do caminho? Sim, claro. Não existe relacionamento perfeito, casal perfeito, par perfeito. Tudo é descoberta, entendimento e aceitação. E aprendizado. Muito aprendizado!

Namorar é como fazer um cursinho pré-vestibular para a Universidade do Amor. Amor. Universo. Amar. Um só verso. No diverso.

Sejamos todos universalmente felizes no Amor!

____

Obrigada pela visita e até à próxima!

😉

____

Dica de presente para o “Valentine’s Day”:

Fundo_blog

Happy Valentine’s Day!

XCI. Competição de Felicidade

felicidade

Ah, a felicidade… Algo tão almejado, citado e procurado por todos nós, reles mortais.

E não existe nada de errado em querer ser feliz, buscar ser feliz, tentar ser feliz e, finalmente, ser feliz. Ou pelo menos pensar que o é.

happiness_successO que pode parecer estranho, mas que poucos se dão conta, é que a felicidade não pode ser um jogo de competição, onde vence aquele que for mais feliz, mais amado, mais bem-sucedido e mais curtido nas redes sociais…

Exemplos bem clássicos dessa “felicidade competitiva” podem ser encontrados no término de um relacionamento. A pessoa se sente na obrigação de esfregar na cara do ou da ex que está feliz, que deu a volta por cima, que está melhor agora do que com ele ou ela, que superou o fim da relação e tudo mais.

indiretasInternet02Essa pessoa esquece que ser feliz é algo que ela deve buscar para si em primeiro lugar. Não é para provar nada para o vizinho, para a família ou para quem quer que seja.

indiretasInternet01É preciso ser feliz para o seu próprio bem estar.

Se a ideia é começar a se cuidar mais e adotar um estilo de vida saudável, por exemplo, que seja porque você merece e não porque você quer que o mundo saiba o quanto você está bem. Uma hora ou outra as pessoas ficarão sabendo, mas esse não é o foco. O foco tem que ser você.

Em um mundo extremamente competitivo, onde a pressão de ser feliz e bem sucedido está acima de qualquer coisa, a verdadeira felicidade acaba se perdendo em meio à necessidade de se exibir o tempo inteiro, seja através de fotos no Instagram, indiretas no Facebook ou até mesmo vídeos no Youtube.

indiretasInternet04E isso não se aplica apenas aos relacionamentos amorosos.

Indiretas a algum parente ou colega de trabalho também fazem parte dessa competição desenfreada do cotidiano. É como se nada mais nesse mundo importasse a não ser o desespero de mostrar o quanto se é feliz, mesmo quando no fundo isso não é verdade.

Hoje em dia, ser feliz é algo que poucos dominam. O segredo está em buscar a felicidade que vem de dentro.

indiretasInternet03O que te motiva a ser feliz? O que te faz feliz hoje? O que é felicidade para você? E por que você merece ser feliz? Não importa quem estiver vendo. Não queira impressionar os outros.

Querer compartilhar a felicidade com as pessoas que você gosta é uma coisa. Agora, usar isso de forma irônica para atingir um ex, um parente com o qual você não se dá bem ou até mesmo um colega de trabalho que anda torrando sua paciência, aí são outros quinhentos.

Portanto, seja feliz por você, pois só assim você, verdadeiramente, o será.

____

Obrigada pela visita e até a próxima!

😉

XLV. Fim de Ano

Ano novo em Bertioga 2010/ 2011

Thierry_Elaine(2)Fim de Ano é sempre algo triste, estranho, depressivo…

Mas ao mesmo tempo o fim de ano marca uma data muito importante na minha vida e na vida do Bom Marido. Marca o momento em que decidimos que nosso relacionamento deveria ficar sério.

E exatamente dia 29 de Dezembro de 2012 completamos 2 anos de namoro.

E o que dizer sobre isso?

Bom, só tenho a dizer que eu nunca imaginei que eu pudesse voltar a me apaixonar por alguém novamente. Pensei que minha vida seria apenas trabalho, trabalho e mais trabalho.

Eu realmente estava de cara virada para o amor, mas isso até me reencontrar com o Thierry e descobrir que, pouco a pouco, a gente poderia construir um relacionamento saudável e tranquilo.

E há dois anos tem sido assim. Muito companheirismo, muito carinho, muito amor, muita compreensão e muitas alegrias.

Thierry_Elaine(3)E espero que continuemos assim por muitos e muitos anos, até ficarmos bem velhinhos e ainda assim um ajudando o outro. O Meu Príncipe, claro, sempre estará tranquilão, falando baixo e vivendo na lei do menor esforço… Já eu, baixinha arretada, continuarei tagarelando, reclamando de tudo e fazendo mil coisas ao mesmo tempo…

É… E olha que eu nunca pensei em envelhecer ao lado de ninguém antes!

Mas enfim, que os anos só fortaleçam mais e mais nossa união.

E que os anjos falem “Amém”!

Feliz 2 anos de namoro, Mon Amour!

Je t’aime beaucoup!

____

Thierry_Elaine(1)

Casarão da Vó Fulô - Bahia - 2012

Thierry_Elaine

Ano novo em Bertioga 2010/ 2011

Bahia - Jan/ 2012

Ano novo em Bertioga 2010/ 2011

Aniversário Elaine - junho/ 2012

XLII. Por que alguns relacionamentos falham?

Solidão - www.comoserumbommarido.wordpress.com

Muitas pessoas reclamam que seus relacionamentos nunca dão certo, que uma hora ou outra sempre acaba acontecendo a mesma coisa, e que só podem ter sido amaldiçoadas pelo tal do “dedo podre” (por nunca conseguirem escolher direito)…

O que essas pessoas não percebem é que esse lance de “dedo podre” ocorre por conta da própria pessoa que continua cometendo os mesmos erros, simplesmente porque não admitem tê-los cometido.

É simples.

Todo mundo tem suas preferências na hora de “escolher” o par ideal, certo? Uns preferem loiras, outros preferem magrinhas, umas preferem altos, outras preferem barrigudos…

Ainda que o coração seja o chefe das escolhas, a pessoa sempre vai, automaticamente, buscar primeiro aquela que preenche os requisitos.

De repente o cara se apaixona pelo que ele e cai de quatro, pensando ter encontrado a mulher ideal.

De repente a mulher está carente e se apaixona pelo primeiro galanteador que a corteja na balada.

E uma vez que o relacionamento começa, lá vem os baldes de água fria!

Homem folgadoEle achou que aquela gostosona pela qual se encantou fosse capaz de trazer-lhe uma cerveja na sala, quando ele chegasse do trabalho. Que absurdo! Ela mal tirou o próprio prato de cima da mesa após comer! Isso sem falar na calcinha toda desbeiçada secando no box do banheiro!

Ela pensou que aquele ser romântico que a cantou na balada traria flores todo dia e que ele jamais seria capaz de arrotar na frente dela e deixar a tampa do vaso sanitário levantada!

Tsc tsc tsc…

Eis o erro mais besta que o ser humano comete quando acredita ter se apaixonado: idealizar a pessoa amada.

A pessoa não é aquilo que você havia sonhado, aos poucos você vai percebendo isso e… Catapimpa!

Frustração, decepção, separação!

____

Outro erro comum que as pessoas cometem nos relacionamentos é a mania de querer controlar tudo, inclusive a saúde e o cansaço do outro.

Como é o caso do cara extremamente baladeiro, social, que gosta de curtir a “night” e que, se dependesse dele, sairia toda quinta, sexta, sábado e domingo.

Infelizmente ele se apaixonou por uma pessoa que, naquele momento, não tinha a menor condição de levar uma vida de festas e baladas.

Balada

Motivos? Último ano da facul, estágios a cumprir, trabalhos a entregar, TCC para apresentar, cursos extras para se aprimorar e mais um emprego a zelar…

CansaçoResultado: a moça estava sobrecarreda, esgotada, batalhando pela sua carreira e pelo seu futuro, mas ainda assim pedia desculpas ao seu “amado” e avisava que no ano seguinte ela estaria livre, com a agenda menos apertada e que era só ele ter um pouquinho de paciência.

Ele teve?

Não.

Para ele era muito mais importante sair, confraternizar com os amigos, ser visto nas baladas, se divertir, socializar… Ele não soube esperar. Perdeu a paciência e mandou o relacionamento às favas!

Mas peraí… Ele não poderia ter ido sozinho a essas festas? A moça até sugeriu isso, mas quem disse que o cara topou? Para ele era um insulto. Onde já se viu, namorar e não poder desfilar com a namorada nos lugares? O que os amigos dele iriam pensar? Que ela estava dando um “perdido” nele? Que o namoro era um fracasso?

Que sujeitinho mais inseguro, hein? Melhor para ela que não deixou de fazer nada por causa de ninguém e seguiu sua vida sem arrependimento algum!

____

Ah, mas tem também aquele caso da mulher para lá de paranóica.

Tomou tanto chifre na vida que, sempre que arrumava um namorado, já pesquisava todas as ex do coitado, além de vigiá-lo no local de trabalho e criar perfis fakes nas redes sociais, só para testá-lo!

Seu JorgeFingia ser outra mulher só para jogar um charminho e ver se ele caía. O famoso teste de fidelidade!

Quando pirava de vez, chamava alguma conhecida bem bonitona para dar em cima do infeliz. Tanto caçava pelo em ovo que encontrava, né? Afinal a grande maioria dos homens não resiste a um rabo de saia super facinho, dando mole. O próprio Seu Jorge explica isso em sua canção! rs

É claro que isso só poderia resultar em fim de relacionamento. Por parte dela, que sempre armava o maior barraco! Porque o coitado, de vítima, passava a vilão, traidor, cafageste, miserável, safado, cachorro, sem vergonha e tudo mais!

Mulher louca! Ou ela se livra dessa paranóia já há tempos embutida, ou vai acabar sozinha sentada na varanda, resmungando sobre a vida…

Não há quem aguente uma pessoa assim!

Né, Seu Jorge?

– Pois é… Pois é…

____

XXVIII. Histórias Engraçadas

Represa de Guarapiranga - 2010

Todo casal sempre tem alguma história, algum momento ou algum acontecimento engraçado para contar.

Meu Amado é um cara extremamente tímido. Jamais contaria qualquer coisa engraçada que aconteceu entre nós. Mas como estou longe de ser uma pessoa tímida, eu conto tudo, tudo mesmoooo! (Mentira. Quase tudo!)

E agora, neste exato momento, irei contar alguns “causos” que, pelo menos para nós, foi motivo de várias risadas!

Divirtam-se e deixem comentários com suas histórias divertidas também!

=)

Banho Estranho

Thierry e eu em Bertioga ^^Quando o Thierry ainda morava no apartamento da Vila Mariana, a porta do banheiro estava quebrada, impossível de ser trancada.

Certo dia ele estava lá tomando um belo banho e eu inventei de entrar no banheiro sorrateiramente, na intenção de pregar-lhe um susto ou coisa do gênero. Tentei abrir lentamente a porta sem que a mesma fizesse o bendito ruído podre da dobradiça caindo aos pedaços e… entrei.

Para minha surpresa lá estava o Meu Amado peladão, todo ensaboado, se enxaguando e fazendo outras duas coisas ao mesmo tempo: fumando um Lucky Strike e tomando chá!!!

Eu chorei de rir ao ver a cena… Um cara loiro, alto, branquelo, magro… tomando um banho sossegado, fumando e tomando um chazinho tranquilamente! hahaha Pode uma coisa dessas?

É por isso que, quando eu ía lavar a louça, eu não encontrava os copos e as xícaras… Afinal estava tudo lá no banheiro!

🙂

Nome Estranho

É inegável que o nome do Meu Amado não é todo mundo que consegue entender e pronunciar. Lembro que, antes de viajarmos para a Bahia com a finalidade de visitar minha família, o melhor amigo do Thierry já tirou um baita sarro, dizendo que ninguém lá saberia falar o nome dele corretamente. Errou feio! Todos os meus parentes lá falaram direitinho, até mesmo com sotaque francês, Oui!

Em compensação os porteiros do meu prédio… Cada dia eles inventam, não sei de onde, uma pronúncia nova e bizarra.

Gato FolgatoO interfone toca:

– “Alô, dona Elaine? O Térri chegou…”

– “Ô, dona Elaine? O Chilli tá aqui embaixo, pode subir?”

– “Alô, dona Elaine? O Thirrí tá aqui na portaria…”

Não adianta ensinar! Eles sempre falam errado… Até no consultório médico, na sala de espera, eis que a enfermeira chama:

– “Senhor Thiérry…”

Tadinho de Mon Amour! Até já se acostumou! Ainda que seja engraçado ver as pessoas se embananando para falar o nome dele, é chato pra caramba esse tipo de situação, não é mesmo? rsrsrs

😉

Beijinho do Gato

Nosso gato, o Lucky, é muito fofo, carinhoso e dependente. Não pode ficar uma horinha sozinho em casa que já fica todo desesperado de saudades.

Quando a gente chega, a primeira coisa que ele faz é dar uma bela lambida na nossa face…

Em mim, o Lucky lambe meu enorme olho. Nunca vi isso! Ele lambe tanto que até dói!

Já no Thierry, o miau ataca logo sabe o quê? O grande, enorme e protuberante NARIZ! Isso mesmo, o gato adora lamber o narigão do Meu Amado! É muito engraçado de se ver! E muito fofo também!

E no meu pai? O Lucky sobe na cabeceira do sofá e dá várias lambidas na carequinha dele! hahaha! Esse gato é uma figura! rs

Gato Folgato outra vez!

^^

A Pizza que Até Hoje Não Chegou…

Assim que meu Príncipe Encantado se mudou da Vila Mariana para a Saúde, a gente demorou para conhecer os estabelecimentos bons ao redor, principalmente os que fazem Delivery

Já havíamos pedido comida chinesa algumas vezes e, certo dia, tentamos pedir uma pizza.

Cri cri cri…

As horas foram passando e nada da pizza chegar. O Thierry até ligou reclamando e a atendente falou que a redonda já estava a caminho.

A caminho pro Alaska, só se for, né? Porque até hoje a tal pizza não chegou…

Foi daí em diante que, sempre que surge uma fome relâmpago, a gente pede uns quitutes do Ragazzo, que chegam sempre rapidinho, são deliciosos e são de qualidade garantida e comprovada!

(Ainda bem que tem um Ragazzo bem pertinho de nós!)

Almoçando em Três Corações - Rei da Traíra

=P

Bom, essas foram algumas historinhas lights que eu lembrei hoje.

Assim que eu lembrar de outras eu compartilho por aqui.

E, como eu disse anteriormente, quem tiver histórias conjugais engraçadas, conte aí nos comentários.

(Logo ao final da postagem aparecem várias palavras relacionadas à postagem e em seguida vem “Deixe um Comentário”, ou ” X Comentários”. Ou então, logo ao final da página, caso você tenha entrado diretamente pelo link da postagem, aparece a mensagem “Gostou? Deixe um comentário, por favor!” e em seguida aparece um quadro em branco. Clique e comente, uai!)

Muito obrigada e até a próxima!

=]