Sessão: Macho & Fogão (pte. 13) – Especial Canadá

IMG_3634

Estavam com saudades das deliciosas postagens da Sessão Macho & Fogão?

Não se preocupem! Estamos de volta com mais umas delícias preparadas pelo Bom Marido (com a minha ajudinha também).

Desta vez, vamos mostrar o que o Bom Marido andou aprontando lá nas cozinhas do Canadá, quando foi me visitar na reta final do meu intercâmbio em Vancouver!

Veja a Sessão Macho & Fogão completa clicando AQUI!

IMG_2671
____

O Bom Marido chegou em Vancouver no dia 29 de dezembro de 2014, dia em que comemoramos 4 anos de relacionamento.

Enquanto eu fui buscá-lo no aeroporto, minha querida irmã preparou um macarrãozinho supimpa para nós.

Claro que ele não teria pique para cozinhar, pois estava desnorteado por conta da longa viagem! (Valeu, sister!)

____

Conforme mencionei na postagem LXXIX. O Bom Marido no Canadá – Feliz Ano Novo! , nos primeiros dias da viagem do Bom Marido, permanecemos no apartamento dos nossos queridos amigos Dimitri e Fabiana, do canal Canadá Diário. (Valeu, gente!)

IMG_2682

Foi lá que o Bom Marido preparou as primeiras iguarias em solo canadense, incluindo nosso banquete de Ano Novo.

No dia seguinte à chegada do Bom Marido, a primeira coisa que fizemos após o café da manhã foi dar uma passada no mercado.

IMG_2694O almoço foi o básico Arroz Integral com Curry e Filé de Frango na Manteiga, que é o nosso coringa!

Na véspera de Ano Novo, após um dia de passeios, compramos algumas coisinhas para nossa ceia, incluindo um vinho tinto seco muito bom por sinal.

O Bom Marido nos surpreendeu com um banquete para nossa ceia, com direito a entrada, prato principal e sobremesa!

Entrada(s):

1. Sashimi de Salmão (compramos um pedaço grande de salmão, para o qual o Bom Marido havia pensado em três formas de preparo)

2. Degustamos uns queijinhos e o vinho que compramos, enquanto a terceira entrada não ficava pronta!

3. Finalmente a deliciosa “Casquinha” de Salmão ao Molho Branco. Geralmente ele faz com peixe branco e coloca em forminhas em formato de conchinhas, mas como estávamos na casa dos amigos, utilizamos as tigelinhas de louça que encontramos por lá.

DSC00811

(Receita em breve)

Prato Principal:

Salmão Assado, acompanhado de Arroz Integral com Curry e Salada de Alface Romana com Molho de Mostarda. E mais a Lentilha saborosa que minha irmã fez (nossa tradição é comer lentilha no Réveillon).

DSC00825

Eu fiz o molho de mostarda!

Sobremesa:

Café com Sorvete Rolo Nestlé sabor Peanut Butter. Sem mais!

DSC00834

____

DSC00835Eu também me arrisquei na cozinha, especialmente sabendo que o Bom Marido e minha irmã adoraram as minhas Panquecas de Banana!!!

Compramos um “syrup” baratinho no Walmart, achando que era de Maple, mas na verdade era apenas um melado qualquer…

Pelo menos ficou bom nas panquecas!

____

Na semana seguinte já estávamos no apê que alugamos em West End Vancouver. Lá o Bom Marido continuou a fazer uma comidinha esperta para nós, mas sem muita variedade, afinal experimentávamos guloseimas sempre que saíamos e em casa comíamos mais o básico, ainda assim delicioso, claro!

IMG_3026Arroz Integral com Filé de Peixe Branco e Hash Browns (e Salada)

Gosto do jeito que o Thierry prepara o arroz. Ele coloca um pouquinho de óleo na panela, uma colherinha de curry e refoga 1 xícara de arroz nesta mistura. Em seguida ele coloca 3 xícaras de água e deixa cozinhando até ficar no ponto.

O filé de peixe ele tempera com limão, sal, pimenta, empana e frita com um pouquinho de margarina.

E as Hash Browns? Bom, ainda não descobrimos como fazê-las, mas o Bom Marido se apaixonou por essa iguaria feita de batata ralada e prensada em forma de hambúrguer. Dá para fritar ou assar. Preferimos assar.

____

IMG_3210De vez em quando o preço do Salmão estava bacana, então a gente fazia questão de comprar.

Era uma das opções para quando a gente não queria ficar só no filezinho de peixe!

Olha o capricho do Bom Marido!

O Bom Marido comia as Hash Browns quase todo santo dia. Eu evitava ao máximo, apesar de achar uma delícia. Eu ficava na saladinha mesmo. Especialmente de salsão, que era barato, suculento e gigantesco por lá!

____

IMG_3409Certo dia, inventamos de comer batata-doce. Seguindo a deliciosa versão de Batata Assada com Molho de Requeijão que já virou sucesso na casa do Thierry, em Vancouver ele fez:

Batata-doce Assada com Cream Cheese e Cebolinha, pra acompanhar o Filé de Peixe.

Essa saladinha já vendia assim prontinha para consumo no supermercado No Frills. Custava menos de 1 dólar o pacotinho. Era só abrir, colocar no prato, temperar e se deliciar.

Detalhe para as batatas chips President’s Choice enfeitando o prato!

IMG_2304

____

IMG_3475Mais uma delícia preparada pelo Bom Marido: Peixe Desfiado ao Molho Branco com Purê de Batata-doce!

Sim, insistimos em tentar comer batata-doce mais uma vez, mas sinceramente, não curtimos muito.

O que ficou bom mesmo foi esse peixinho desfiado que o Thierry fez!

Hmmm! Caprichadíssimo!

____

De vez em quando, uma extravagância pode, não pode? Pois bem… Passeando em um dos meus mercados prediletos, o Urban Fare, eis que o Bom Marido se depara com esse lagostini suculento na vitrine da peixaria. O que ele fez? Comprou, claro. E assim, jantamos um delicioso Lagostini Assado Recheado com Pedaços de Alho e acompanhado de Arroz Selvagem e Salada.

IMG_3541

Perfeito!

____

Além do Arroz Integral puro, nós o comíamos misturado ao Selvagem. Uma delícia!

Era uma das opções para acompanhar nosso peixinho de cada dia!

by_Thierry_Elaine

____

Neste cardápio também tem espacinho para o delicioso ovo frito do Bom Marido. Já comentei em outra postagem que até o “zóião” que ele faz fica com um gostinho especial. Não sei se é a manteiga, ou se são os temperos, ou tudo junto, mas eu adoro o ovinho que ele faz!

IMG_3632

____

Falando em ovo, eis uma Omelete Supimpa que eu ajudei a preparar:

No recheio temos: queijo prato, peito de peru, cebolinha, cebola e temperinhos.

Olha a chips President’s Choice aí outra vez!

by_Thierry_Elaine

____

Quando íamos ao mercado, sempre pesquisávamos os itens que estavam em oferta, independente da marca. A qualidade dos produtos lá não variava muito de marca para marca, então era simples escolher a mais barata e levar para a casa, sem medo de se arrepender.

Comprávamos pão integral por um ótimo preço. Fazíamos lanchinhos para levar quando saíamos para longe. Super prático. Pão, cream cheese, queijo prato, peito de peru e salada. Uma ótima forma de economizar dinheiro nos passeios!

Mas no apê também rolavam lanches, especialmente para o Bom Marido que comprou uns hambúrgueres gigantescos para experimentar. Desses eu passava longe, afinal, quem me conhece sabe que eu não curto carne vermelha. Amo peixe e consumo frango com mais frequência do que gostaria…

____

IMG_3282Enfim, estes foram alguns dos rangos preparados por nós em nossos 40 dias de viagem juntos. (Nossa “lua de mel antecipada”)

Espero que tenham apreciado!

Se eu conseguir liberar espaço de arquivo aqui no meu WordPress, eu tento postar mais uma parte da Sessão Macho & Fogão – Especial Canadá.

Por enquanto fiquem com estas imagens de dar água na boca!

____

Obrigada pela visita e até à próxima!

😉

XCIII. O Bom Marido no Canadá – Stanley Park outra vez; Comidinhas; Preservativos Durex e afins

by_Thierry_ElaineUma das grandes vantagens de termos alugado um apê em West End, foi termos ficado bem próximos do Stanley Park, um dos lugares mais agradáveis de Vancouver para passear e realizar atividades físicas.

E como o parque é gigante, cada dia dava para explorar um pedacinho dele, sem enjoar das mesmas paisagens e dos mesmos trajetos.

by_Thierry_ElaineNa terça-feira do dia 13 de janeiro de 2015, o Bom Marido e eu inventamos de percorrer os cerca de 10km que contornam o parque, aproveitando que o clima estava ameno e o entardecer estava incrivelmente poético.

by_Thierry_Elaine

by_Thierry_Elaineby_Thierry_Elaineby_Thierry_ElainePercorremos um trecho do Stanley Park e paramos no Brockton Point Interpretive Centre & Gifts (Totem Pole) para explorar os belíssimos totens e tirar umas fotinhos.

by_Thierry_ElaineComo sempre estava cheio de gente tirando fotos nos totens, incluindo uma família barulhenta de brasucas que estavam falando alto e de forma grosseira com suas crianças mimadas e birrentas.

Encontrar conterrâneos em outro país seria muito bom se os mesmos não agissem de forma tão arrogante, se achando os tais só por estarem viajando para fora do Brasil. (Não que todos sejam assim, mas confesso ter encontrado vários lá em Vancouver…)

by_Thierry_Elaineby_Thierry_ElaineEm compensação, rolei de rir com uma cena que aconteceu em seguida, quando resolvi ir ao toalete ali pertinho dos Totens. Encontrei uma senhora bem alegre e falante que estava procurando o banheiro feminino. Ela agradeceu quando informei a ela onde era e do nada ela resolveu contar sobre sua recente visita a Portugal quando ela se confundiu com a placa do banheiro. Ela disse que viu escrito no letreiro “Homem” e logo associou com a palavra “Women” (Mulheres, em Inglês) e entrou! Rimos bastante e eu até comentei com ela que eu falava Português também, mas do Brasil! Ela se despediu com um “Até logo” meio desajeitado, mas muito entusiasmado!

Bom, segui em direção ao meu Homem e continuamos nosso caminho em volta do Stanley Park. Até cruzamos com minha irmã que havia aproveitado o lindo dia para dar uma corridinha no Seawall. Quem me dera ter pique para correr também, mas sinceramente, não é a minha praia…

by_Thierry_ElainePrefiro andar, andar, andar, aproveitar a paisagem, não prejudicar minhas articulações e tirar muitas fotos poéticas durante o trajeto. E foi o que Mon Amour e eu fizemos.

Passeamos, conversamos, curtimos e fotografamos os belos lugares por onde íamos passando. Sem pressa. Tendo só o entardecer como nosso marcador de tempo.

by_Thierry_Elaineby_Thierry_Elaineby_Thierry_Elaineby_Thierry_Elaineby_Thierry_Elaineby_Thierry_Elaineby_Thierry_ElaineLembrei do dia em que percorri esse trajeto de patins com minha irmã, logo no nosso primeiro mês de viagem, em agosto de 2014.

Lembrei também da primeira vez em que percorri esse trajeto de bike, quando estive em Vancouver, em julho de 2012.

Posso dizer que já contornei o Stanley Park pedalando, patinando e andando. Prometo que, se eu conseguir voltar para lá, tentarei realizar esse trajeto correndo!

by_Thierry_Elaineby_Thierry_Elaineby_Thierry_Elaineby_Thierry_Elaineby_Thierry_Elaineby_Thierry_Elaineby_Thierry_Elaineby_Thierry_Elaineby_Thierry_ElaineAh, o Stanley Park! Tão lindo, tão interessante, tão aconchegante, seja no verão, seja no inverno. Um parque que fala conosco, como se dissesse exatamente o que estamos sentindo, independente da época do ano.

Quando já estava escurinho, Thierry e eu havíamos completado o circuito. Sentamos um pouco para observarmos a paisagem e seguimos de volta para o nosso apê.

by_Thierry_Elaineby_Thierry_Elaineby_Thierry_ElaineChegando lá ele preparou nosso delicioso jantar: Peixe Empanado e um mix de Arroz Preto com Arroz Integral. Salada para mim e Hash Brown para ele!

by_Thierry_Elaine____

Quarta-feira, 14 de janeiro de 2015. Após a aula, voltei para o apartamento para ver o que o Thierry estava afim de fazer.

Assim que cheguei ao prédio, encontrei um esquilinho cinza que eu via todo dia ali em frente ao prédio, brincando e caçando alguma coisinha para beliscar. Esquilinhos são bichinhos lindos, fofos, peludos, engraçadinhos, mas muito ariscos! Eu adoraria ter um de estimação, mas eles não parecem muito sociáveis, a menos que você os atraia com nozes, sementes e afins.

SquirrelA sem-noção aqui resolveu perseguir o coitado do esquilo, na intenção de fazer um videozinho qualquer para guardar de recordação! (Um dia eu posto o videozinho aqui, assim que eu decidir o que fazer com ele!)

No apê, Thierry preparou o nosso almoço: filé de peixe e ovo frito.

IMG_3632Quando ovo frito entra em ação, é sinal de que é preciso ir ao supermercado para reabastecer a despensa, certo? Não, não é verdade. No caso do Thierry, a ida ao supermercado ocorre mais pela ausência de Coca-Cola e guloseimas. O resto não importa tanto. Ah, e lá em Vancouber eram as Hash Browns também, afinal ele gostou tanto desse negócio que o comia quase todo dia!

Enfim, já que falamos em supermercado, naquela quarta-feira foi o que resolvemos fazer: comprinhas. Tínhamos que dar um rolê na farmácia de qualquer jeito e como era no mesmo complexo do supermercado, resolvemos aproveitar o ensejo.

Bom… A ida à farmácia foi por conta de um item muito útil que estávamos procurando. Aquele que quase todo casal precisa, sabe? Aquele lá que é bem constrangedor de pedir para um balconista de farmácia, entende? Aquele que é muito mais fácil quando fica pendurado em alguma gôndola e você só precisa pegar, misturar entre outras coisas que você vai comprar e passar no caixa, saca?

Pois é! E lá fomos nós comprar preservativos pela primeira vez em Vancouver.

Passamos por vários corredores da farmácia e não encontramos os pacotinhos clássicos de camisinhas. Na verdade nem sabíamos como eram as embalagens lá, pois nem em comerciais havíamos visto.

E roda daqui, rola dali e nada! Nos vimos na constrangedora missão de perguntar a algum funcionário onde ficavam as “condoms”.

durex_typesPois bem, no caixa havia uma funcionária (ou um funcionário?), juro que não sei dizer se era um homem com um jeito estranho ou uma mulher com aparência de homem. Não posso precisar nem pelo timbre vocal, igualmente confuso! Enfim, a pessoa em questão, ao se deparar com minha pergunta, não soube onde enfiar a cara! Não conseguiu disfarçar o sorrisinho e respondeu, meio encabulada, quase rindo, com olhar de surpresa e curiosidade que as camisinhas ficavam ali na parte da frente do terceiro corredor. Onde já havíamos passado umas três vezes sem notar…

E lá fomos nós adquirir uma caixinha de Durex (não a fita adesiva e muito menos o sobrenome do Thierry – Durieux).  Passamos no caixa (no qual o(a) atendente ainda estava com um risinho no canto da boca) e seguimos para o mercado No Frills onde fizemos nossas comprinhas básicas da semana, com direito a Hash Browns, batata frita President’s Choice, sorvete e um curioso item que o Thierry quis experimentar: romã!

IMG_3635É mole? O rei das guloseimas, das frituras e do refrigerante querendo comer fruta… Milagre!

Bom, milagre mesmo seria se ele tivesse gostado muito da romã. Apenas provou uns carocinhos após o jantar e nunca mais tocou no assunto.

E falando em jantar, comemos basicamente o mesmo do dia anterior, com o acréscimo da romã na sobremesa!

IMG_3634____

urbanfareQuinta-feira, 15 de janeiro de 2015. Mais um dia de pouca atividade. Eu, pelo menos, fui para a escola e na volta passei no meu mercado preferido, o Urban Fare, onde apenas entrei para ver as novidades, aproveitar as amostras e bater papo com gente que eu não conheço. É, eu gosto de fazer isso e confesso que é uma das melhores formas de praticar o Inglês: sendo gentil com estranhos e dando atenção quando eles puxam qualquer tipo de assunto!

Ah, o Canadá é realmente tão legal! Quero morar lá um dia.

::: Logo logo, quem sabe? :::

Bom, o dia de hoje não teve passeio com foto. Na verdade acredito que tenhamos só dado uma volta no bairro, lavado nossas roupas na lavanderia do prédio e ficado em casa assistindo à TV.

Family Feud e Mike & Molly eram nossos shows prediletos enquanto estivemos lá. Ótimo também para estar com o Inglês sempre em mente, de forma divertida.

Ah, não posso deixar de postar as fotos do nosso digníssimo jantar preparado por Mon Amour:

Omeletes do Bom Marido:

by_Thierry_Elaineby_Thierry_Elaine____

Bom, e assim foram os dias 13, 14 e 15 de janeiro de 2015.

Obrigada pela visita e continue acompanhando as aventuras do Bom Marido no Canadá!

Até a próxima!

😉

LXXXIII. O Bom Marido no Canadá – Hash Browns, No Frills, No Name, Whole Foods and Squirrels

Obs. Parece um palavrão, mas é só o título dessa postagem!

IMG_3966Vamos lá…

Os primeiros dias no apê novo foram bem tranquilos.

Ir a pé para a escola era uma delícia, ainda mais porque todas as ruas de West End até Downtown são belíssimas e cada dia eu fazia um trajeto diferente, só para conhecer melhor a região.

IMG_3024No dia seguinte à mudança, 06 de janeiro de 2015, já tratamos de ir ao supermercado No Frills (cujos preços eram mais em conta) afim de comprarmos nossas comidinhas da semana. O Whole Foods era bem mais perto, ecológico e chiquetoso, mas experimente comparar um Extra a um Pão de Açúcar. O No Frills estaria mais para o Extra, claro.

Lilika só comprava no Whole Foods, ainda mais pela variedade de produtos integrais, naturebas e afins que ela curte.

Para ser sincera, se eu pudesse eu só comprava nele também, mas o máximo que eu fazia era passar lá de vez em quando para conhecer produtos novos, pois sempre rolavam degustações e demonstrações nos corredores.

Nourish_Almond_VanillaOutro dia ganhei um sachezinho de hidratante de amêndoa com baunilha que durou 2 semanas! Uma organic body lotion da marca Nourish. Ótimo para a pele ressecada por causa do frio.

Mas eu via mais vantagens ao comprar no No Frills. O pacotinho de salada lá custava menos de CAN$ 0.90 e já vinha prontinha para comer. Durava mais de uma semana na geladeira. Era só abrir a embalagem, colocar no prato e temperar!

Como o Bom Marido e eu estávamos comprando nossas comidinhas juntos, sempre comprávamos besteirinhas do tipo: batata frita President’s Choice, hash browns, cookies President’s Choice, a maldita Coca-Cola dele, peanut butter e afins. Tirando algumas marcas específicas, priorizávamos os produtos sem marca (No Name), pois ficavam um pouquinho mais em conta e a qualidade era boa também.

IMG_2304Ficávamos sempre de olho em ofertas e passávamos boa parte do tempo tentando calcular o custo x benefício dos produtos. Para mim era divertido, pois eu adoro fazer hora no supermercado, mesmo que eu não compre nada.

Eu sempre andava com minhas ecobags na mochila, assim não precisaríamos pagar pelas sacolas plásticas do supermercado e colaborávamos com o meio ambiente também!

Voltávamos com bastante peso na mochila e nas bags. Nosso apê era no 11º andar e eu sempre subia de escada, pois detesto elevador.

IMG_3026Uma coisa que comprávamos bastante lá pois o preço sempre estava bom eram os sacos de filé de peixe congelado. E todo dia a gente comia filé de peixe grelhado ou desfiado com molho branco à lá Thierry, arroz integral e salada (para mim) e Hash Brown (para o Thierry, que ficou viciado!)

Hash Brown é tipo um disco de batata ralada e misturada com mais outros ingredientes para dar liga. Uma iguaria bem interessante que pode ser frita ou assada. Fica macia por dentro e bem crocante por fora…

Hmmm… Uma delícia, mas eu só comia de vez em quando, já o Bom Marido era praticamente TODO DIA!

____

Fazendo as contas do quanto gastávamos em média no supermercado, lembro que nos 3 meses em que Lilika e eu alugamos o apê dos nossos amigos do Canadá Diário, eu sozinha gastava CAN$ 14.00 por semana, sendo que eu só fazia compras de 15 em 15 dias.

Com a chegada do Thierry, esse valor dobrou, afinal estávamos em dois e os gastos variavam em torno de CAN$ 30.00 e CAN$ 35.00 por semana.

Bom, por enquanto é isso.

Se eu lembrar de mais alguma informação relevante eu acrescento nas próximas postagens!

Continuem acompanhando as aventuras do Bom Marido no Canadá!

😉

Encerro a postagem com esse esquilinho fofo que ficava todo dia brincando em frente ao nosso prédio!

IMG_3019Uma graça!

Ver esquilinhos todo santo dia em Vancouver sempre animava meu dia!

– Squirrels! I miss you, guys!

IMG_3021

Sessão: Macho & Fogão (pte. 12)

Vamos a mais uma postagem de lamber os beiços: Sessão Macho & Fogão (pte. 12)

Mas antes, quem quiser relembrar mais postagens assim, só clicar AQUI!

____

Torta de Banana especialTorta de Banana Especial

Vamos começar com alguns experimentos MEUS (milagre!) na cozinha.

Uma receita fácil de fazer, deliciosa e que permite um toque de criatividade para acrescentar alguns ingredientes também.

É a famosa Torta de Banana que minha mãe sempre fez desde que eu me entendo por gente!

Super simples:

::: Como eu fiz:

Em uma tigela coloquei 3 xícaras (chá) de farinha de trigo, 1 xícara (chá) de açúcar + 1 xícara (chá) de açúcar mascavo (para dar uma corzinha e um sabor especial). Acrescentei 1 colher (sopa) de fermento, 2 xícaras (chá) de leite, 2 colheres (sopa) de margarina. Mexi tudo muito bem com uma colher de pau e tive a ideia de acrescentar mais 2 ingredientes para incrementar a receita: 1/2 xícara (chá) de amaranto em flocos e 1/2 xícara (chá) de aveia em flocos (opcional).

Depois foi só untar a forma, colocar toda a massa, distribuir 6 bananas cortadas na transversal, polvilhar com açúcar e canela e colocar para assar em forno preaquecido (180º) por uns 40 minutos. Dá para servir ainda quentinha!

O Bom Marido aprovou!!!

😉
____
Franguinho desfiado com Purê de batata doce Peito de Frango Desfiado com Purê de Batata-Doce

Mais um atrevimento meu na cozinha! Uhuuu!!!

Certo dia, o Bom Marido estava todo atarefado com os trabalhinhos dele e certamente não teria tempo e pique de fazer o almoço. Adiantei meu serviço na casa (vulgo faxina), encontrei os ingredientes que eu queria e resolvi aliviar o lado do Meu Amado e encarei o fogão.

Momento tenso. Eu + fogão = tragédia!

Mas como eu estava inspirada nesse dia, a gororoba até que saiu boa.

Vamos à receita?

::: Como eu fiz:

Peguei 2 batatas-doces médias, lavei, descasquei e coloquei para cozinhar na panela de pressão com água suficiente para cobrir as batatas. Enquanto isso preparei o frango do mesmo modo que mamãe me ensinou para fazer a torta de frango: clique AQUI e veja a receita completa!

Amassei as batatas, temperei com um pouco de sal, pimenta do reino e acrescentei meio copo de Requeijão Cremoso Danubio – Light.

(Gente! Não tem comparação. Requeijão bom mesmo, só o Danubio… Seja o tradicional, o light, o zero… Isso sim é requeijão de verdade! Pronto, opinei!)

Depois foi só colocar no prato, polvilhar um temperinho e servir para o Meu Amado, de surpresa! Hehehe!

Que bom que ele gostou. Mas eu gostaria mesmo era de ter mais coragem de encarar o fogão e poder cozinhar mais vezes para o Meu Príncipe Encantado! ^^

____

Macarrão Dona Benta com molho de tomate, presunto e queijoMacarrão Tortelini Tricolor Dona Benta ao Molho Vermelho com Presunto e Queijo

Em se tratando de gororobas especiais, o Bom Marido é craque! Ele transforma um simples macarrão em uma verdadeira obra de arte!

Desta vez ele utilizou nosso predileto, o Tortelini Tricolor da Dona Benta e, ao invés de fazer o molho branco que ele está acostumado, ele resolveu fazer um vermelhinho especial.

Na cabeça dele, macarrão com molho vermelho só ficava bom se fosse à bolonhesa. Mas eu sempre disse a ele que, desde pequena estou acostumada a comer macarrão ao sugo e sempre gostei.

Mas eis que ele resolveu abrir espaço em seu coração para o molho vermelho. Mas ainda assim não foi só o molho: ele teve que dar um toque especial ao Salsaretti. Ele acrescentou fatias de presunto e queijo picados, temperos e voilá, ficou espetacularmente delicioso!
____
Strogonoff de FrangoStrogonoff de Frango com Arroz Integral

Olha ele aí outra vez!

Desta vez só postei a foto para mostrar o capricho, o carinho e, é claro, o vinho!

Ah, mas desta vez o Strogonoff ficou um pouquinho diferente, pois o Bom Marido estava sem seu ingrediente especial e secreto…

(Ah, secreto coisa nenhuma, vou contar: ele gosta de acrescentar ao molho aquela sopinha em pó da Vono, sabor champignon! Se não me engano ele coloca uns dois pacotinhos e fica muito bom!)

Só mesmo o Bom Marido para fazer Strogonoff para sua Boa Esposa em plena quinta-feira e com direito a uma boa taça de vinho tinto!

::: Dica: Vinho Gato Negro – Carmenere. Um vinho leve, frutado, de fácil degustação e que acompanha muito bem qualquer momento. E nós adoramos!

____
Bolo de Banana

Bolo de Banana com Aveia

Ai, gente! Que fofo! O Bom Marido quis retribuir as vezes em que fiz Torta de Banana (receita da Mamãe) para ele, então ele fez Bolo de Banana (receita da Sogrinha) para mim!

Que mimo!

Eis a receita da Sogrinha e com as bananas que nasceram no quintal da casa dela:

::: Como ele fez:

Ele bateu 1/2 xícara (chá) de margarina com 2/3 xícara (chá) de açúcar mascavo. Acrescentou 2 ovos, 1 xícara (chá) de banana amassada e bateu mais um pouco. Em seguida ele colocou 3/4 xícara (chá) de farinha de trigo, 1 1/3 xícara (chá) de aveia, 1 pitada de sal, 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio e bateu tudo até ficar homogêneo.

Ele colocou a massa em uma forma untada e enfarinhada e fez uma espécie de farofa para a cobertura, usando 3/4 xícara (chá) de aveia, 1/3 xícara (chá) de açúcar mascavo e 2 colheres (sopa) de margarina. Foi só misturar tudo e polvilhar sobre a massa e levá-la para assar em forno preaquecido (170º) por cerca de 35 ou 40 minutos.

Assim que esfriou, nós devoramos!

Nham!
Torta de Banana com Aveia

____
Peixinho na conchinhaPeixe na Conchinha

Gente! Que receita incrível!

Mais uma obra de arte culinária que Meu Príncipe Encantado aprendeu a fazer com minha Sogrinha: É o Peixe na Conchinha!

Eu já havia provado essa iguaria quando a própria Sogrinha fez. Achei maravilhoso! E desta vez também estava uma delícia, afinal o Bom Marido aprendeu a fazer direitinho.

Vamos ao basicão da receita:

::: Como ele fez:

Ele grelhou e desfiou filézinhos de peixe (já temperados) e os colocou em um molho branco caseiro que ele fez. Depois ele espremeu um limão, misturou tudo, colocou na conchinha, polvilhou com farinha de rosca de levou para assar.

Só sei que foi assim!

Foi minha própria Sogrinha que deu essas conchinhas de presente para seu filhote. São tipo aquelas de plástico, usadas para as famosas Casquinhas de Siri. Sem dúvida, ficam um charme na hora de servir esse peixinho como entrada!

E para beber, olha o Gato Negro ali outra vez!

____

É sempre muito bom celebrar a vida, celebrar os momentos, celebrar o amor…

Independente de data ou ocasião especial, a comida sempre une as pessoas e marca épocas importantes em nossos corações.

O carinho de preparar algo especial para alguém ou até mesmo receber esse tipo de mimo reforça ainda mais os laços de amor, respeito, cuidado e união.

Vamos praticar?

😉
____

LXVII. A arte do improviso!

Todo relacionamento precisa de um pouco de criatividade e muito bom humor para dar certo. Nessas horas, vale até dar aquela bela improvisada para resolver algum probleminha aqui, outro ali até tudo se ajeitar!

Em uma postagem sobre MATRIMÔNIO eu havia dito que na casa do Meu Amado falta muita coisa para ficar do jeito que a gente gostaria, afinal ele se mudou de um apartamento médio para uma casa grande e tudo o que estava no apê é o que a gente  usa na casa até hoje, como por exemplo o único sofá de três lugares que existe, a velha TV de tubo (que ainda funciona bem, mas não sabemos até quando), uma bicama que agora está encostada (entulhada) ao lado da escada… Entre outras coisas!

Salinha Arrumada 2012A cozinha já veio planejada pelo antigo morador. Ainda bem, senão só teríamos uma mesinha, um fogão, um armário pequeno e uma geladeira para contar história! A mesinha está no canto da sala que seria de jantar, assim como o armário, que virou um porta-treco e cacareco!

Ah! Ainda bem que o fogão e a geladeira que estavam no apê foram descartados antes de irem para a casa, pois o fogão não caberia no espaço do móvel planejado e a geladeira estava mais parecendo uma caixa de isopor furada de tão velha, tadinha! Sorte que a sogrinha providenciou tudo novo para seu filhote amado!

E o quarto? Bom… Como não havia guarda-roupa, sogrinha acabou comprando um bem grandão. A cama, a gente ficou um bom tempo usando a que estava no apê, até o Thierry comprar uma (que ele viu na Internet, rs) e colocar a velha no quartinho das visitas.

Tudo foi se ajeitando aos poucos e lentamente. A sogrinha foi trazendo mais cadeiras para a casa (pois lá no apê só eram duas ou três); Meu Amado comprou umas plantinhas; eu fui tentando limpar e organizar tudo, ora mudando os móveis de um lado, ora do outro… Até que deu para ir arrumando…

Mas uma coisa que ainda estava faltando na casa era uma mesa de jantar.

Almoço_Niver_MamãeA gente sempre comia no balcão da cozinha ou nas mesinhas de plástico da área de lazer (uma já estava aqui, que o antigo morador abandonou com cadeiras e tudo, a outra, foi a sogrinha quem trouxe, rs).

Porém, teve um dia em que minha irmã quis passar um fim de semana conosco e, na hora do jantar, inventamos de comer assistindo a algum filme na TV da sala.

Ela não tem frescura com nada, tanto que ela comeria com o prato no colo de boa, mas como eu havia passado roupas na sala e a tábua de passar ainda estava por ali, o que nós fizemos?

Improvisamos uma mesinha:

DSC03906

Bom, para três pessoas rola, mesmo sendo um tanto… instável!

Só sei que no dia em que o Thierry inventou de fazer aquela enorme PREJEREBA QUE NÃO COUBE NA FORMA, a ideia era convidar uma galera para saborear o peixão… Mas onde o pessoal iria comer? Nas mesinhas de plástico? No balcão da cozinha? No colo? Na tábua de passar???

Prejereba, batata sauté e salada com carambola

Foi aí que o ilustre pescador e também marceneiro Bom Marido resolveu reaproveitar o material que ele estava usando para fazer os móveis do seu escritório e fez uma belíssima mesa para oito pessoas!

Mesa para 8, by Thierry

Plim! Fez tudo em um só dia!

(Ainda bem que já tínhamos as cadeiras!)

Almoço especial

Mesmo assim não coube todo mundo (estávamos em doze naquele dia), porém tivemos o auxílio da velha mesinha que veio lá do apê, há mais de 3 anos… rsrs

Até que foi bem útil!

Almoço na casa de Mon Amour

E assim, todos comeram felizes para sempre!

Almoço na casa do Thierry

😉

____

O bom da vida é justamente isso: saber aproveitar cada momento sem fazer um grande drama por cada coisa que falta. Vai lá e dá um jeito, oras! Reaproveite, crie, transforme, reforme, invente, economize para comprar o que você quer, compre, pinte, decore, faça. Não fique parado reclamando. Mexa-se e use a sua criatividade para deixar o seu dia a dia mais feliz!

____

LXIII. Histórias Engraçadas Pte. 2

Que casal não tem suas pérolas para relembrar e rir com a família, os amigos ou até mesmo a sós?

Algumas coisas de HOJE, 11 de janeiro de 2014, me fizeram lembrar de algumas histórias engraçadas que contarei logo abaixo! (Pelo menos são engraçadas para Meu Amado, as pessoas que gostam da gente e eu)

E vocês? Já viveram alguma situação engraçada com a pessoa amada? Claro que sim, né? Então deixem um comentário aqui, por favor! Estou curiosa para ler suas histórias! 😉

____

– Pizzas no Suvaco!

Hoje, após ver uma matéria no programa da Angélica – Estrelas – onde a atriz Cleo Pires aparece pilotando uma Ferrari em Las Vegas, lembrei das vezes em que pilotei, não uma Ferrari, mas o trambolhento Passat Alemão do Bom Marido.

mulheraovolanteO universo inteiro sabe que eu sou uma péssima motorista, mas se tem uma coisa que eu gosto de pilotar é um carro velho, grande e pesado. E assim é a “Jabiraca” (apelido carinhoso que o Thierry deu para seu próprio possante, tadinho!).

E pilotar a Jabiraca sempre foi uma delícia, mas sozinha, claro. Porque toda vez que eu piloto e tem alguém no banco do passageiro, seja o Meu Amado, seja meu querido Papai, tenho a impressão de estar conduzindo um filme de terror (para os passageiros, claro!).

Quando olho para o lado lá está o sujeito todo tenso, com cara de pavor, pisando em pedais invisíveis e com aquelas famosas pizzas de suor nas axilas!

É sempre assim. Vai ver é por isso que o Bom Marido deixou a caranga no mecânico e não faz a menor questão de ir buscá-la ou ver se está pronta!

____

– Moço… Que que tu é?

Hoje, após ler uma postagem da Débora Shen (minha amiga com descendência Chinesa) a respeito de uma criança no shopping que a abordou em Inglês pensando que ela não fosse nascida aqui, lembrei do dia em que fui às compras com Meu Amado, tempos atrás, no Pão de Açúcar ao lado do Metrô Ana Rosa.

Fim de ano. Tarde da noite. O mercado fica aberto 24h e resolvemos ir bem tarde porque é mais sossegado.

Chegando ao caixa, colocamos nossas compras na esteira e, antes de perguntar qualquer coisa, a moça do caixa deu uma boa olhada nos 1,87m (DE ALTURA, antes que pensem besteira!) do Meu Amado e perguntou, em um sotaque de outro Estado, além de uma entonação e um volume nada adequados para aquele horário da madruga:

int– Moço… Que que tu é???????????

Meu Loirão ficou sem entender… E como ele é de poucas palavras e muita vergonha, eu respondi:

– Belga. Ele é de família Belga.

– Ah… Tá… – ela fingiu entender. Talvez esperasse que eu fosse dizer: “Alemão”, sei lá! Só sei que foi muito engraçada a cara de espanto e o jeito estridente com o qual ela perguntou aquilo.

Depois ela ainda teceu mais alguns comentários sobre o jeitão gringo do Meu Amado e enquanto ela, toda contente e falante, passava as compras no caixa, eu me perguntava: “Que pessoa mais feliz e animada em pleno fim de ano, trabalhando a essa hora da madruga! Como pode?”

Engraçado também foi ver a cara do Meu Amado que jamais esperava ser abordado dessa forma no supermercado!

____

– A prejereba que não coube na forma!

Ah, essas pescarias! Elas rendem boas histórias, boas lembranças e GRANDES peixes!

Em uma das vezes em que Meu Amado foi pescar com o amigo Edson e o meu querido Papai, o troféu do dia foi a imensa prejereba que o Bom Marido pescou. Imensa mesmo. Mas eu não me lembrava que o bicho era tão grande assim. Mas pelo menos coube no freezer e lá ficou por quatro meses até o dia em que tanto os meus pais quanto os dele pudessem estar presentes para um almoço de domingo.

Além de eu não ter me lembrado que o bicho era tão grande, eu também não me lembrava da existência dele no congelador. Pensei que a última prejereba que degustamos tinha sido aquela que o Thierry fez no aniversário da minha amada Mamãe, em abril do ano passado! Era grande e serviu muito bem 6 pessoas (e mais um gato fominha folgado!). Mas essa de agora, pasmem, é MAIOR ainda!!!

Prejereba grossa!A ideia era fazê-la assada. E, além dos nossos pais e do nosso gato fominha e folgado, o Bom Marido convidaria mais alguns amigos para saborear o peixe. Eu disse:

– Está doido? Você quer convidar 15 pessoas para apenas UM peixe??? Vai faltar! (eu achava que essa prejereba era do mesmo tamanho da outra!) E ele disse: – Vai dar sim.

Então tá!

Com medo de errar no tempero de tão gigantesco alimento, Thierry pediu para a melhor cozinheira do mundo temperá-lo: Mamãe.

E como (de acordo com a história anterior), Meu Amado ainda está sem seu possante, Papai teve que ir lá buscar o peixe para ser temperado aqui em casa. Detalhe: O bichão não coube inteiro no cooler e jamais caberia na forma, então tiveram que realizar uma pequena cirurgia no coitado:

Prejereba em duas partes!

Aí sim! Agora é só levar ao forno e se deliciar com esta maravilha!

Será que ficou bom? Isso nós iremos saber só amanhã! hehe

____

Onde está o gato?– Lucky não deixa o Thierry trabalhar sozinho!

Essa semana alguém me mostrou um vídeo de uns gatinhos que não deixam o dono trabalhar em paz em frente ao computador. É lógico que lembrei do Meu Amado e do nosso bebê, o Lucky!

Virou mania. O Thierry se senta em frente ao computador e o Lucky já pula em seu colo, pisoteando tudo (rs!) até encontrar a posição mais confortável para tirar um cochilo no colinho do papai!

Além das posições engraçadas, o nosso miau ainda usa a mão do Thierry ou o teclado como travesseiro! É muito fofo e folgado esse gato!

Isso sem falar na hipnose. Uma vez que o Lucky se senta e se ajeita no colo do Meu Amado, impossível ele se levantar para fazer qualquer outra coisa. Fica lá, como a gente brinca: “hipopotizado” pelo felino macio e ronronante.

– Miau!

____

Bom… Essas foram algumas das histórias engraçadas que aconteceram com a gente. Preciso lembrar de sempre registrar as coisas bizarras que acontecem em nosso cotidiano!

Espero que tenham gostado. E espero também que vocês compartilhem suas histórias aqui nos comentários, beleza?

Fico no aguardo! Hehe!

____

Um dos capítulos mais comentados do meu livro é o “Histórias Engraçadas” que lá consta, além da história do banho bizarro do Meu Amado, uma ilustração maravilhosa sobre esse banho, feita pelo genial cartunista Marcio Baraldi!

::: Querem saber qual é essa história e sua respectiva ilustração? Então adquiram o livro “Como ser um Bom Marido” que lá tem textos e ilustrações bem divertidas do já citado Marcio Baraldi!

::: Como comprar? É só entrar em contato comigo, aqui mesmo pelo blog ou através do e-mail: elaine_thrash@hotmail.com. Tem também a opção de comprar pelo PagSeguro.

Cliquem na imagem e confiram:

ComoserumBomMarido_PagSeguro

::: Quanto? 30 pratas + frete.

Molezinha, não é? Sem dúvida é um presente bem divertido também!

Aproveitem!

😉

Abraços e muito obrigada!

Sessão: Macho & Fogão (pte.10)

Eita que chegamos à 10ª parte da Sessão: Macho & Fogão, com as famosas e incrementadas iguarias preparadas pelo ilustre, talentoso e chef Bom Marido!

Quem quiser relembrar as anteriores, é só clicar nos links:

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 9)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 8)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 7)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 6)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 5)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 4)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 3)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 2)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 1)

____

O ano foi 13, ímpar, mas vamos encerrar essa sequência com um número par, não é? Então sejam bem-vindos à 10ª postagem referente às gororobas do Bom Marido. E até 2014, com mais fotos suculentas e inspiradoras!

Obrigada por acompanharem todas as postagens até hoje! 😉

____

Peixe empanado e Arroz 3 grãosPeixe Empanado e Arroz 3 Grãos

Às vésperas de pescar com o Paizão e o Sogrão, o Bom Marido fez um jantarzinho para todos. Simples, mas muito saboroso.

O peixe que ele escolheu para empanar foi uma das espadas que ele trouxe das pescarias anteriores. O arroz 3 grãos é composto de arroz integral, arroz preto e arroz branco.

Por cima do peixe um molhinho da marca Heinz, sabor barbecue. Achei interessante, mas o Bom Marido, que possui o paladar um pouco mais exigente, prefere esse tipo de molho de outras marcas.

____

DSC05886Filé de Peixe Empanado com Fritas e Mostarda

Tem peixe no congelador? Tem. E batata para fritar? Sempre. Então, na hora da pressa o ideal é ter algo fácil e prático de preparar.

Dica simples: o Bom Marido já deixa os filés de peixe prontinhos no congelador. Assim que ele chega da pescaria ele já limpa os peixes, congela alguns inteiros e outros ele retira toda a pele e a espinha, corta em filezinhos, armazena-os em saquinhos (geralmente de dois em dois) e os coloca no congelador.

Filé de peixe empanado com fritasQuando vai preparar a refeição, ele descongela um saquinho de filé, tempera com sal e pimenta do reino, passa na farinha e frita na margarina, de preferência sem sal.

Fish and Fries. Uma combinação perfeita que aceita mostarda, maionese, catchup, Tabasco e o que mais você quiser acrescentar!

____

Filé de frango com arroz pretoFilé de Frango Grelhado com Molho de Requeijão e Arroz Preto Ruzene

Só para relembrar! Filé de frango grelhado todo mundo já conhece. O Arroz Preto Ruzene feito com margarina e curry também. E o famoso molho de requeijão com cebolinha, nem se fala!

Mas já que na iguaria anterior eu postei uma dica, para esta aqui vou postar também: Para economizar, o Bom Marido compra vários quilos de peito de frango no açougue. Chegando em casa ele desossa os peitos de frango, corta-os em filés e os armazena em saquinhos (também de dois em dois) e os congela.

Ao preparar, basta descongelar um saquinho, temperar à gosto e fritar em um pouco de margarina.

E, claro, o molhinho de requeijão com cebolinha dá um toque mais do que especial!

____

Banana com Nutella Banana com Nutella

Mais uma dica rápida. Desta vez, trata-se de uma sobremesa.

Basta ter alguma fruta macia e um pote de Nutella! Neste caso a fruta escolhida foi a banana, que combina com tudo!

O Bom Marido gosta de comer banana com mel e aveia, ou mel e Neston, ou só a banana com açúcar mascavo.

Super prático e nutritivo!

____

Sopa de cerefólio e torradinhasSopa de Cerefólio e Torradinhas de Pão Caseiro

Mãe é mãe, não é? E no meu caso eu posso dizer também: Sogra é sogra!

Sempre que possível, minha sogrinha prepara alguns tipos de sopa, congela em potinhos de margarina e leva para a casa do seu filhote, o Bom Marido, para ele consumir sempre que bater aquela leve fominha à noite.

O tal do cerefólio ou cerefolho (cerfeuil) é uma erva encontrada na Europa parecida (fisicamente) com a salsa. Tem um sabor bem suave e pode ser usada em sopas, molhos e cremes. É um ingrediente indispensável na culinária francesa.

Essa sopinha que a sogrinha fez merece um capítulo especial, com direito a dicas e a receita propriamente dita (isto se ela quiser revelar o segredo!) e fica uma delícia com as torradinhas de pão caseiro que o Bom Marido faz!

Supimpa!

____

Panquecas Panquecas Americanas e Maple Syrup

Perdemos a receita das panquecas que fizemos da outra vez com base na receita do Edu Guedes, mas graças à internet encontramos outra receita (até mais prática) e mandamos bala!

Ops, digo… O Bom Marido mandou bala, pois da vez que tentei fazer panquecas na casa de Mon Amour foi uma tremenda tragédia, mas ainda bem que ele entrou em ação e salvou as panquecas! Relembre esse fato clicando AQUI.

O Maple Syrup ainda é aquele que eu trouxe do Canadá. Snif! Quero voltar para lá… Não só pelo maple syrup , mas também por todas as outras coisas maravilhosas que existem lá! rs

Mas voltando às panquecas, nada melhor do que servi-las com um delicioso e indispensável café. E pronto! O lanche está garantido!

Obs.: Quem não tem Maple Syrup pode comer as panquecas com mel, xarope de glicose, sorvete, chocolate, chantilly ou outro creme à gosto! O divertido mesmo é comer panquecas!!! \o/

____

Arroz, feijão e filé de peixeArroz, Feijão, Filé de Peixe e Filé Miau, Ops!

Uma semana antes do lançamento do livro “Como ser um Bom Marido”, fui até o Mercado Municipal com meu Papai e meu Amado. Fui ver uns quitutes, umas amêndoas e uns petiscos para servir no lançamento. Nem comemos nada por lá, pois estava lotado, estávamos com pressa e ainda tínhamos que passar no Roldão Atacadista, para comprarmos mais umas coisinhas, em especial os refrigerantes para o dia do lançamento.

Filé Miau!Chegando à casa do Bom Marido, ele fez um arrozinho básico, descongelou um potinho de feijão e fez, rapidamente, uns filezinhos empanados de peixe. Uma delícia! Meu pai até tomou uma cachacinha para acompanhar! 😉

E olha só, até o Lucky quis participar do almoço com a gente!

Um fofo, né? *.*

____

Chocolate Goldkenn - Jack Daniel'sChocolate Goldkenn – Jack Daniel’s

Passear pelo Mercado Municipal tem lá suas vantagens!

A gente encontra coisas que não costuma encontrar nem nos empórios da vida.

No mesmo dia em que fui lá com meu Papai e meu Príncipe Encantado, resolvi presenteá-los com umas cervejas diferentes. No mesmo lugar onde comprei as tais cervejas, comprei uma barrinha de chocolate Goldkenn em uma versão curiosa: Jack Daniel’s.

Jack Daniel’s é o whisky predileto do Bom Marido. Por isso fiz questão de comprar esse mimo para ele.

Testado e aprovado! 😉

____

Café da manhã na camaCafé da Manhã na Cama

Está mais do que comprovado. Café da manhã na cama anima qualquer pessoa a ter um dia mais disposto e feliz.

Sempre é o Meu Amado quem me traz as refeições na cama, mas de vez em quando eu faço questão de preparar o café para ele.

E nem precisa ter muita coisa. Um pão, um bolo (no caso um pedação de panetone), umas torradas, um cereal, um café, uma fruta… Dá para incrementar a bandeja com duas ou três iguarias que o casal gosta de comer e… voilá! É só saborear e encarar o dia com muito amor e alegria! ^^

____

Tralharim ao molho branco com friosTalharim ao Molho Branco com Presunto

Taí uma combinação perfeita: massa e vinho.

É chique, é fácil de fazer, é saboroso e (quase) todo mundo gosta.

Eu adoro!

E o Bom Marido preparou um talharim ao molho branco com presunto (que ele dá uma leve fritada antes de acrescentar ao creme de leite), temperos à gosto e um toque de orégano por cima, para enfeitar.

O vinho que abrimos para acompanhar essa massa foi o Santa Helena – Carmenere, que eu comprei de presente para o Meu Amado há alguns meses.

Uma delícia esse vinho. Com certeza nós recomendamos!

____

Espaguete integral com molho brancoEspaguete Integral com Molho Branco

Sabe o molho branco da receita anterior? Pois então! Sobrou bastante e, como a gente faz de tudo para não desperdiçar alimentos, o que eu acho muito feio, vindo de algumas pessoas, então resolvemos reaproveitá-lo para mais uma refeição, desta vez o jantar de comemoração aos nossos 3 anos de namoro (29/12/2013).

Eu adoro macarrão integral. E esse espaguete combinou muito bem com o molho branco com presunto e especiarias.

E sabe o vinho? Então! Também sobrou e resolvemos finalizar a garrafa, brindando os nossos 3 anos juntos!

E que sejamos muito felizes e possamos comemorar muitos outros aniversários de namoro/casório. E claro, com mais guloseimas apetitosas para eu continuar postando por aqui!

E até a próxima!

😉

____

Já viu o livro “Como ser um Bom Marido”? Não? Então veja:

ComoserumBomMarido_PagSeguro

Sessão: Macho & Fogão (pte. 5)

Dando sequência a mais uma postagem de gororobas preparadas pelo Bom Marido, eis algumas das mais recentes!

Não se lembra das anteriores?

Então clique nos links:

::: Sessão Macho & Fogão (pte. 4)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 3)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 2)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 1)

Agora vamos ao que interessa:

Torradas, Paté e Vinho do PortoTorradinhas com Paté de Smoked Salmon e Vinho do Porto.

O Bom Marido e eu não dispensamos um bom vinho, de vez em quando.

SeaChangeCanadáRecentemente, lembramos que havia restado uma latinha de paté que eu trouxe do Canadá. Um delicioso paté de Salmão Defumado da marca SeaChange.

Mon Amour havia guardado uma garrafa de Vinho do Porto Dom José – Ruby, da Real Companhia Velha e então, sem nenhum motivo em especial, decidimos degustar essas iguarias chiquetosas com as simples Torradas Integrais Bauducco!

____

Peixe Ensopado com Arroz e Fritas Peixe Ensopado com Arroz e Fritas

E olha o peixe ensopado aí outra vez!

Para quem não se lembra, a receita está no link: XLIX. “Tá nervoso? Vai pescar!” e quem ensinou o Bom Marido a preparar essa suculenta iguaria foi a minha querida e prendada Mamãe!

Além da receitinha do peixe ensopado, o Bom Marido ainda quer aprender a fazer um feijão igualzinho ao da minha mãe! Mas isso é um desafio para qualquer mortal, afinal ninguém faz uma comidinha tão mágica igual à dela.

As iguarias que o Meu Namorido prepara são ótimas, claro, mas quando o assunto é feijão, só minha mãe faz do jeito que eu gosto!

Mudando de assunto, alguém consegue enxergar um intruso guloso, curioso e comilão na foto ao lado? rsrs!

____

Prejereba Assada com Purê de BatatasPrejereba Assada com Purê de Batata

Falando em peixe, mãe e etc, Thierry e eu resolvemos fazer um delicioso peixe assado justamente na semana em que minha linda mamãe completou 53 aninhos!

Dissemos a ela que o Thierry queria finalmente assar a gigantesca Prejereba que ele havia pescado e convidamos os pais dele e os meus para um belíssimo almoço no Sábado, dia 27 de Abril.

Mamãe até ajudou Meu Amado a assar o peixão que ele havia temperado no dia anterior seguindo todas as orientações dela.

Além da Prejereba assada, degustamos também umas boas postas de Baiacu frito que minha mãe já trouxe temperado, além do acompanhamento do peixe: purê de batatas feito pelo mestre das batatas, o Bom Marido!

Bolo de Chocolate com Recheio de MaracujáPara surpresa de Mamãe, após o almoço colocamos na mesa um belíssimo bolo de Chocolate com Recheio de Maracujá que, pasmem, eu mesma que fiz!

Pois é. Resolvi botar literalmente a mão na massa.

Eu só fiz esse bolo por que foi para alguém muito especial: Minha Mamãe. Mas em breve eu conto detalhes dessa e de outras aventuras culinárias de minha parte. Aguardem!

Só sei que todo mundo adorou o bolo e minha mãe ficou muito contente com a surpresa. Ela não esperava que fôssemos comemorar o aniversário dela e muito menos que eu tivesse a coragem de fazer-lhe um bolo!

“Te amo, Mãe!”

____

Café com Chantilly e... Neston?Café com Chantilly e… Neston?

O Bom Marido adora inventar umas gororobas estranhas.

Certo dia eu perguntei a ele se já havia comido (ou tomado) Neston. Ele disse que não se lembrava. Aí eu fiquei doida! Disse que ele não teve infância, afinal todo mundo já comeu Neston (seja na fruta, seja no mingau, seja batido no leite) alguma vez na vida. Impossível ele não se lembrar disso!

Resolvemos comprar Neston para ele experimentar. Ele adorou e resolveu então coloca-lo em tudo o que via pela frente. No pão, na fruta, no sorvete, no leite, na sobremesa e até no café.

O resultado foi essa invenção aí ao lado: café com chantilly e Neston. Pode uma coisa dessas? rsrs

____

Omelete no Capricho! Omelete de Peito de Peru

Enquanto eu mexia os ovos com um garfo (do jeito que sempre vi Mamãe fazendo!), Meu Amado dava uma leve fritada em algumas fatias de peito de peru e mussarela picadas.

Acrescentamos cheiro verde, tomilho, pimenta calabresa e sal aos ovos, mexemos mais um pouco, colocamos o peito de peru e o queijo e enfrentamos a parte mais chata do procedimento: fritar tudo isso!

Temos aquela panelinha dupla, própria para omelete, que é só encaixar uma na outra e pronto, mas mesmo assim é difícil fazer omelete sem quebrar ou grudar. Ainda precisamos aprender os segredos ideais com minha mãe…

Mas fora isso, ficou supimpa. Como podem reparar ali na foto, tem até uma pimentinha Tabasco para incrementar! hehe

____

Batata Russa com Filé de FrangoBatata Russa com Filé de Frango

Alguém já viu rolando por aí uma foto de uma tal Batata Russa cuja receita é bem complicadinha de entender? Pois é… Minha irmã mostrou essa foto para Meu Amado e eu e  então nós dois resolvemos testar por aqui…

A princípio parece simples. É só pegar uma batata com casca e tudo, fazer uns cortes sem chegar ao fim da batata e rechear intercaladamente com pedaços de manteiga e pedaços de queijo (à sua escolha, mas a receita original sugere parmesão). Por cima da batata jogue pimenta, sal e alho à gosto. Leve ao forno pré-aquecido por cerca de 1 hora.

Retirar do forno, jogar um creme branco por cima (pode ser requeijão com cebolinha picada ou creme de leite, mas a receita original sugere o famoso Sour Cream*), polvilhar com queijo ralado e levar ao forno por mais uns 15 minutinhos.

Depois é só servir com carne ou um belíssimo filé de frango e voilá! Eis um criativo jantar!

____

Frango Assado com Salada Mista e Sour CreamAos curiosos de plantão, eis a receita do Sour Cream que fizemos em casa:

*Sour Cream

Misture 1 lata de creme de leite sem soro com 1 copo de iogurte natural, suco de 1 limão e meio e 2 colheres de leite. Depois dissolva meio envelope de gelatina sem sabor em um pouco de água quente e mexa bem até esfriar. Adicione a gelatina ao creme, mexendo bastante e acrescente sal e pimenta do reino à gosto. Deixe na geladeira por, no mínimo, meia hora antes de usar.

Dicas de consumo: além de colocar na tal batata russa, é possível usar o sour cream na salada, no lanche ou em cima de alguma carne.

Na foto acima, temos um crocantíssimo Frango Assado com Salada Mista e Sour Cream.

Simples, mas incrívelmente espetacular!

____

Bom, esta foi a 5ª parte da Sessão Macho & Fogão, estrelada pelo meu ilustre e magnânimo Bom Marido.

Espero que vocês tenham gostado das dicas!

Comentem aí se vocês tiverem dúvidas, elogios, sugestões ou reclamações, rs

Farei de tudo para atender a todos com muito carinho!

E bom apetite!

😉

XXIII. A importância da família

O Bom Marido é aquele que se dá bem com a família da Boa Esposa. E além disso, é aquele que não só se dá bem como também gosta muito dos parentes dela.

vinho branco

06 de Abril, Sexta-feira da Paixão. O famoso dia onde é proibido comer carne. Minha mãe sempre faz dois tipos de peixe ensopado: o tradicional bacalhau e o meu predileto, o cação.

Eu nunca vi o Thierry ou a família dele expressando qualquer tipo de crença ou costume religioso, mas é sabido que os europeus tendem a ser bem rigorosos nesse assunto. Pelo menos os pais dele são.

cação ensopadoA minha sogrinha até ligou para o filhote avisando que ele não deveria comer carne na Sexta-feira Santa. Ele até respeita a data, mas não é do tipo que acredita em alguma coisa.

Mas eu acredito. E fiz questão de ir para minha casa almoçar com minha família. Meu amado foi junto, mesmo tendo um trabalho urgente a fazer. Almoçamos, curtimos o dia em família e até mesmo assistimos àquele filme do Padre Marcelo Rossi que estava passando na Globo, o “Irmãos de Fé”.

Ainda que o importante seja a mensagem do filme, Thierry não perdeu a chance de criticar o mesmo, apontando os pontos negativos do cinema brasileiro! E com razão… Os filmes feitos no Brasil, principalmente os de caráter religioso, parecem subestimar a capacidade de pensar do povo brasileiro… É um tipo de filme feito para a massa, onde tudo é muito mastigadinho, muito “legendado” e sem ritmo. Claro que nem todos se encaixam nessa crítica, mas no geral é assim que funciona.

Thierry deu uma Colomba e um Ovo para MamãeMas como o assunto de hoje não é filme e sim família, devo elogiar o comportamento do meu amado, pois ele é muito atencioso e gosta bastante dos meus pais. E é recíproco. Meus pais também gostam muito dele!

Meu Amado até fez questão de comprar uma Colomba Pascal e um Ovo de Páscoa para minha família! Um gesto simples, mas que demonstra muito carinho!

E no final das contas é exatamente isso que importa. Independente de crença, religião, costume, etc, o bom é respeitar e estar com quem a gente ama. O bom é estar em família!

Graças a Deus!família

Sessão: Macho & Fogão (pte. 1)

Só para dar uma aliviada das postagens cheias de textos, hoje vou postar algumas fotos da Sessão: Macho & Fogão, com obras culinárias de Thierry Durieux, sim, ele mesmo, o Bom Marido!

São pratos simples, criativos, fáceis, rápidos (a grande maioria) e que servem de inspiração para quem não faz a menor idéia do que fazer para o jantar. Miojo é bom, mas uma hora enjoa, né? Então, machos, corram para a cozinha e mostrem que vocês também são ótimos pilotando o fogão!

Espero que gostem!

março-2011Peixe Vermelho ao Molho de Champignons

O que tem de bom aí:

Peixe vermelho, óbvio!

Champignons fatiados, temperos a gosto

E tudo nadando no azeite!

Joga na assadeira e poe pra assar essa belezura!

– Fevereiro/ 2011

____

maio-2011

Macarrão Integral ao Molho Branco Especial

O que tem de bom aí:

Macarrão Penne Integral

Creme de leite (ou molho branco já pronto)

Peito de peru, queijo, champignons e temperos a gosto (incluindo um saquinho de sopa Vono sabor Champignon! rs)

– Maio/ 2011

____

junho-2011Strogonoff de Camarão

O que tem de bom aí:

Tudo aquilo que se usa para fazer um Strogonoff, rs

Camarões, muitos camarões!!!

Arroz Integral

Batata palha

E um bom vinho para acompanhar!

Esse foi o jantar especial que o Thierry fez para mim no Dia dos Namorados!

– 12 de Junho de 2011 junho-2011

____

Mousse Apaixonante de Chocolate

O que tem de bom aí:

Sinceramente eu não sei o segredo, mas este é o mousse, ou a mousse (ah, isso não importa!) mais incrível que eu já comi em toda a minha vida!

Estou devendo postar essa receita aqui, mas não o fiz, pois ainda não extraí os segredos do chef!

Em breve eu posto. Prometo!!!

– 12 de Junho de 2011 (Dia dos Namorados) – uma sobremesa apaixonante!

____

julho-2011Peixe Assado e Batatas Felizes

O que tem de bom aí:

Aquele velho e querido peixe assado inteiro, com temperinhos leves e bastante azeite;

Batatinhas “Smiles” não fritas, mas sim ASSADAS;

A gente sempre come batatinhas com mostarda escura, tipo a Mostarda Spicy Brown FRENCH’S, mas essa aí também fica supimpa com maionese!

– Julho/ 2011

____julho-2011

Sopa de Couve-flor

O que tem de bom aí:

Thierry resolveu, pela primeira vez, fazer uma sopa aos moldes das sopas que a vovó dele faz.

Ele tem um mixer e isso o ajudou a triturar todos os ingredientes, incluindo a couve-flor cozida, mas acredito que um liquidificador também serviria.

Thierry ganhou da mãe dele uma máquina de fazer pão. Ele se diverte com o brinquedo! Esse pãozinho da foto é uma receita integral. Tanto a sopa quanto o pão ficaram deliciosos, principalmente porque estava friozinho e ele levou na caminha para a gente saborear! E com Schweppes Citrus!!!

– Julho/ 2011

____

novembro-2011 Frango ao Molho de Champignon

O que tem de bom aí:

Infelizmente não dá pra gente ver direito, mas o gato está vendo! Thierry fritou o filé de frango que ele sempre tempera com pouco sal e muitas ervas; e com o caldinho da frigideira ele fez um molho com creme de leite e champignon.

Batatas fritas para acompanhar (molhar a batatinha nesse molho do frango é coisa de outro mundo!!!)

– Novembro/ 2011

____novembro-2011

Frango Cremoso e Arroz Integral

O quem tem de bom aí:

Deu pra reparar que o Thierry faz tudo o que gosto, não é? Quando eu NÃO estou na casa dele, ele come carne vermelha, lanches gordurentos, bacon e outras coisas que eu não como, mas quando estou com ele, o coitado só tem a opção de fazer frango ou peixe!

Desta vez ele pegou frango que ele fez na frigideira, picou e fez um molho branco com creme de leite e temperinhos. Arroz integral (porque eu adoro!) para acompanhar.

– Novembro/ 2011

____

novembro-2011Purê de Batata Recheado

O que tem de bom aí:

Já imaginou um purê de batata recheado? Desta vez o Thierry se superou!

Fez um delicioso recheio de frango desfiado com requeijão e temperos e o resultado foi esse maravilhoso prato que ele inclusive levou ao forno para dar uma gratinada.

Incrivelmente delicioso!

Um Casillerro del Diablo – Carmenere 2009, para acompanhar e comemorar 1 ano em que nós havíamos nos reencontrado e voltado a “ficar” sem a cobrança de um “namoro”. 1 mês depois a gente resolveu oficializar e aí foi só alegria!

– 29 de Novembro de 2011 – Um ano de reencontro!

____

Macho & Fogão
Macho & Fogão – Thierry com cara de “Não contavam com minha astúcia!”

____

janeiro-2012Filé de Frango com Molho de Requeijão

O que tem de bom aí:

E olha o frangoso aí outra vez!

Lembro que voltamos de uma viagem de 15 dias e o Thierry fez o meu prato predileto: filé de frango com molho de requeijão e batatas fritas. Até já comentei aqui sobre esse prato:

Filé de frango bem temperadinho;

Requeijão Danubio cremoso com cebolinha picada, pimenta e mais alguns temperos extras.

E batatas fritas, claro! Sem deixar de citar o maravilhoso Chá Verde com laranja e gengibre da marca Feel Good!

– Janeiro/ 2012

____fevereiro-2012

Batata Assada com Molho de Requeijão

O que tem de bom aí:

Lembra do molho de requeijão citado acima? Pois é! Desta vez ele foi parar no meio da batata assada e coberto com Batata Palha (agora a gente só compra a que é Temperada, da Yoki!)

Sem segredo: assar a batata, cortar ao meio e rechear com essa delícia de molho de requeijão com cebolinha e pimenta. De lamber os beiços!

– Fevereiro/ 2012

____

fevereiro-2012 Filé de Peixe com Batata

O que tem de bom aí:

Um delicioso filé de peixe frito;

Batatas douradas.

Tudo isso com o temperinho especial do meu chef predileto!

Thierry usa pouco sal, mas adora temperar a comida com pimentas e ervas, principalmente Tomilho.

– Fevereiro/ 2012

____fevereiro-2012

Strogonoff de Frango

O que tem de bom aí:

O Strogonoff que o Thierry faz é um dos melhores que eu já comi em toda a minha vida! Ele usa os temperinhos especiais dele, capricha no molho e abusa sem dó do champignon!

Quando não tem arroz integral, ele faz o branco mesmo, mas ele sabe que eu prefiro mil vezes o integral, quando não os maravilhosos, porém caríssimos: Arroz Preto e Arroz Vermelho, da marca Ruzene (aqui a gente só encontra esse arroz no Pão de Açúcar do metrô Ana Rosa…), mas nunca fizemos com Strogonoff, pois nem combina!

Já a Batata Palha Temperada Yoki combina!

Mas enfim, esta aí o Strogonoff acompanhado de um belo vinho (tinto seco, delicioso, que eu ganhei em uma visita à Adega Maziero, após fazer uma apresentação teatral em Jundiaí)

– Fevereiro/ 2012

____

fevereiro-2012Salmão no Vapor, Molho Shoyo e Batatas Fritas

O que tem de bom aí:

Bom, eu já disse: Salmão no Vapor, Molho Shoyo e Batatas Fritas! Quer mais o quê?

Só esse tijolão de salmão que o Thierry fez no vapor encheu nossas barrigas lindamente!

Salmão boiando no Shoyo! Assim que eu gosto. Só não sei como Thierry temperou o salmão, só sei que ficou incrível!

As batatinhas foram só para caso de emergência, afinal a gente achou que o peixe não seria suficiente, mas foi!

– Fevereiro/ 2012

____fevereiro-2012

Frango com Molho de Requeijão com Arroz Secreto

O que tem de bom aí:

O famoso filé de frango com o mais famoso ainda molho de requeijão com cebolinha e pimenta;

Batatas fritas;

E o arroz secreto. Bom, não faço idéia do segredo do arroz, mas é um tempero e um modo de preparo diferente que deixa um gostinho especial ao tal.

– Fevereiro/ 2012

____

fevereiro-2012Filé de Frango com Purê de Batata e Cenoura

O que tem de bom aí:

Filé de Frango especialmente temperado pelo Thierry, claro;

Tirinhas de cenoura refogadas no caldo da fritura do frango;

Purê de Batata e Cenoura;

Arroz branco, só para constar.

Tive que trair meu Feel Good para tomar esse Nestea Chá Verde com Limão. Sinceramente prefiro meu Feel Good de Laranja com Gengibre, mas não tinha…

– Fevereiro/ 2012

____

Bom, e assim termina a Sessão: Macho & Fogão! É notável que temos mais fotos gastronômicas datadas de Fevereiro/ 2012, pois foi quando tive a idéia de fotografar mais essas delícias. E detalhe: as fotos estão mais bonitinhas de Janeiro até agora, pois Thierry me deu uma câmera decente no Natal. Antes a gente só tirava (tentava) fotos no celular!!! E viva a Sony!

macho & fogão
Macho & Fogão: mesmo cansado ele ainda tem tempo de fazer um caprichado Strogonoff! Isso é que é Bom Marido!
Macho&Fogão
Macho & Fogão: Thierry cozinhando tranquilamente em sua espaçosa cozinha!

Obrigada pela deliciosa visita!

Volte sempre!