CXII. Todo dia é dia de celebrar o amor!

Todo dia é dia de celebrar o amor. Nos pequenos gestos, nos pequenos detalhes. Na correria do dia a dia. Na hora de dormir (conchinha, pé com pé, de frente um para o outro, de lado, porém encostado, pernas trançadas, todo torto, esparramado na cama…) Na hora de acordar (bafão na cara, beijinho de bom dia, animais de estimação pulando em cima, aqueles 5 minutinhos a mais, só para curtir o calorzinho um do outro, levar café na cama…) Nas tarefas de casa. Na força ao trabalho do outro. Nas conversas sobre o futuro. Nos diálogos tensos, porém necessários para a resolução de problemas. Nas obrigações de família. Nas "obrigações" do relacionamento. Nos momentos de alegria. Nos momentos de tristeza. Nos momentos de coisa alguma, valendo só a companhia um do outro… São infinitos os momentos para celebrar o amor. São infinitos os dias para valorizar a pessoa amada. O amor se vive todo dia. Respira, se alimenta, se transforma, evolui, melhora. O amor é e deve sempre ser o combustível das nossas vidas! Je t'aime beaucoup, Mon Amour Thierry Durieux! #diadosnamorados #amor #love #amour #monamour #monprincecharmant #amoureux #happiness #thankfulness #positivity #purelove #celebraroamor

A post shared by Elaine Thrash Oliveira (@elainethrash) on

Todo dia é dia de celebrar o amor.
Nos pequenos gestos, nos pequenos detalhes.
Na correria do dia a dia.
Na hora de dormir (conchinha, pé com pé, de frente um para o outro, de lado, porém encostado, pernas trançadas, todo torto, esparramado na cama…)
Na hora de acordar (bafão na cara, beijinho de bom dia, animais de estimação pulando em cima, aqueles 5 minutinhos a mais, só para curtir o calorzinho um do outro, levar café na cama…)
Nas tarefas de casa.
Na força ao trabalho do outro.
Nas conversas sobre o futuro.
Nos diálogos tensos, porém necessários para a resolução de problemas.
Nas obrigações de família.
Nas “obrigações” do relacionamento.
Nos momentos de alegria.
Nos momentos de tristeza.
Nos momentos de coisa alguma, valendo só a companhia um do outro…
São infinitos os momentos para celebrar o amor. São infinitos os dias para valorizar a pessoa amada.
O amor se vive todo dia. Respira, se alimenta, se transforma, evolui, melhora.
O amor é e deve sempre ser o combustível das nossas vidas!

Postagem de 12/06/2017 – Dia dos Namorados

Anúncios

LXXXIX. Homens que fazem faxina fazem mais amor!

Tá, Ok! Eu sei que o certo seria dizer: “Homens que fazem faxina transam mais”, porém eu sou uma lady e uso o termo “fazer amor”, pois é mais bonitinho!

(Mentira! Quem me conhece, sabe que eu sou bem desbocada e uso termos engraçadíssimos para essas coisas! Agora venho querer me fazer de santa? Essa não cola, Dona Elaine. Tsc tsc tsc…)

Baboseiras à parte, resolvi dar uma pausa nas postagens das Aventuras do Bom Marido no Canadá por dois motivos:

Thierry_louça1- As fotos da viagem estão no meu outro note e meu HD ameaçou explodir, então enquanto eu não comprar um novo, não quero fuçar naquele, com medo de perder quase tudo o que eu tenho e que não tive como fazer backup, incluindo as fotos da viagem!!! (Que tragédiaaaa!!! E que burrice da minha parte também!)

::: Mas só para não passar em branco, eis aí ao lado a foto do Thierry fingindo lavar louça em um passeio que fizemos ao Burnaby Museum, no dia 02 de janeiro de 2015.

2- Mandei uns arquivos no Facebook de um amigo e ele pediu desculpas pela demora em responder, dizendo que era por que ELE estava fazendo FAXINA! Hahaha! Até já o imaginei, todo barbado, de aventalzinho, lencinho na cabeça e espanador na mão! Daí brinquei com ele dizendo que homens que fazem faxina fazem mais amor (na verdade não foi bem com essas palavras que eu disse! rs)

E para completar, mais um amigo ouviu de mim uma frase parecida durante as gravações do curta-metragem “O Último Olhar”, no qual atuei recentemente. Esse amigo fez parte da equipe do curta e enquanto as gravações rolavam, lá estava ele lavando toda a louça que usamos e ajudando a limpar a cozinha da dona da casa onde gravamos! Um fofo!

Então, lá fui eu explicar para os camaradas acima os motivos que levam a crer que: Homens que fazem faxina (e lavam a louça) são bem-sucedidos “naquilo”!!! Hehehe!

Bom, se o cara é casado (ou vive junto, namora, enrola, sei lá) e ajuda sua(seu) parceira(o) nos afazeres domésticos, sua cara-metade ficará radiante de felicidade e gratidão pela força e terá muito mais tempo de curtir momentos a sós com ele. Simples assim!

homem_ajudandoImagine uma pessoa que chega toda cansada do trabalho, sendo que o dia inteiro aguentou cliente chato ou criança pentelha ou até mesmo um chefe osso duro de roer e ainda tem que lavar a piiiilha de louça e limpar a casa quando chega?

Nada mais justo que dividir as tarefas com o(a) parceiro(a), não é?

Nem que uma pessoa cozinhe e a outra lave. Ou então, um limpa a casa e o outro leva o lixo lá para fora, ou a mãe arruma as bagunças enquanto o pai cuida das crianças. Enfim, o importante é dividir as funções, afinal foi-se o tempo onde o homem trabalhava enquanto a mulher só ficava em casa cuidando de tudo (o que já era trabalho e tanto, por sinal!)

breakfast_by_ThierryMas se o cara não é casado, porém mesmo assim dá aquele trato no próprio lar e tem o costume de levar uma pessoa especial para passar a noite junto com ele, assistindo a um filminho, ou fazendo um jantarzinho esperto, essa tal pessoa perceberá o asseio do rapaz e estará mais propensa a encarar uma noite de amor com ele.

Aparência conta sim!

Imagine a pessoa chegando na casa do cara e se deparando com bagunça para todo canto, cueca suja no chão, quarto abafado fedendo a bafo e lençol velho, banheiro imundo com o cesto de lixo todo aberto explodindo papel sujo e mais um monte de outras nojeiras que nem ouso citar… Ainda que o cafofo seja de pobre, tem que ser limpinho, cheiroso e arrumadinho, não é?

casalimpaBagunça, sujeira, tranqueira e mau cheiro são coisas para lá de broxantes em um relacionamento (seja ele de uma única noite ou não!)

Então, senhores homens de plantão: dar uma força na faxina faz bem e garante mais tempo de amor na vida do casal!

#Ficaadica

😉

LVIII. Ele merece a sogra que tem!

Há muito tempo eu comentei aqui sobre a tão temida personagem nas histórias dos relacionamentos: A Sogra.

Mamãe_Thierry_Anita

O Bom Marido ao lado de sua Boa Sogra e sua Boa Mãe.

Vale a pena voltar a esse assunto para falar não somente sobre a minha, mas também sobre a ilustre e magnânima sogra do Bom Marido, ou seja, a minha linda Mamãe! hehe!

Eu observo muitos namoros e casamentos por aí e acredito nunca ter visto uma relação sogra-genro tão carinhosa e verdadeira como a da minha Mãe com o meu Bom Marido.

Já namorei outros caras antes e, obviamente, minha mãe os tratou a pão de ló, como sempre. Mas com o Thierry ela vai além de tratar bem e fazê-lo se sentir parte da família.

Alguém já viu uma sogra que lava e passa com carinho as roupas do próprio genro, quando percebe que ele não vai ter tempo de fazê-lo sozinho?

Alguém já viu uma sogra que separa potes de feijão no congelador especialmente para o genro, só porque sabe que ele adora o feijãozinho que ela faz?

Alguém já viu uma sogra que compra roupas para o genro (do tamanho certinho e da cor que ele gosta), pois sabe que ele está precisando de mais peças no guarda-roupas?

Alguém já viu uma sogra que, quando vai à casa do genro, faz questão de limpar, arrumar, ajeitar, cozinhar e lavar?

Alguém já viu uma sogra que compra cobertores e lençóis para a casa do genro sem ninguém precisar pedir?

Alguém já viu uma sogra que cuida do genro como se fosse filho e não tem a menor implicância com ele e nenhuma crítica sequer a fazer?

Mamãe na cozinha do Bom Marido

A Boa Sogra do Bom Marido reinando na cozinha dele!

Claro que eu sou suspeita para falar da minha e, mas não posso negar que ela só faz isso tudo e muito mais pois ele merece!

É um genro dedicado, educado, cuidadoso, esforçado, tranquilo e que nunca dá trabalho para ninguém. É óbvio que minha mãe faz questão de tratá-lo bem. Ela faz isso sem ninguém pedir. Ela faz por amor e por reconhecer nele um cara de ouro que merece o melhor tratamento da face da Terra.

Sou testemunha ocular disso tudo!

Anita_eu_Joseph

Minha Boa Sogra e meu Bom Sogro após uma apresentação teatral minha.

E no meu caso eu também não tenho do que reclamar!

A super mãezona do Bom Marido, minha digníssima Sogrinha, também faz de tudo para me agradar. Se antes ela comprava coisas para a casa do filho dela pensando em alguma necessidade dele, agora ela pensa nas minhas também!

Ela sabe que eu praticamente moro mais na casa dele do que na minha, portanto sempre que ela vai até lá levar alguma coisa, ela se preocupa se eu também vou gostar ou não!

Acho muito bonito esse amor que ela tem por mim. E é recíproco!

Se esta é a sogra que eu mereço, sinal de que estou sendo uma Boa Esposa (e uma Boa Nora também!)

Ainda bem.

😉

LI. Dia dos Namorados, Maridos, Namoridos…

Dia_dos_Namorados_jantar2013 - Cebolas empanadasNem sempre um bom namorado se torna um Bom Marido, mas um Bom Marido certamente já foi um bom namorado. E continua sendo!

Quando eu era criança, lembro que achava estranho meu pai dar flores e cartão para minha mãe no Dia dos Namorados. Eu dizia: “Ué, mas vocês não são namorados, são casados!!!” E eles calmamente me explicavam que, mesmo casados, sempre seriam eternos namorados.

Hoje em dia, namoro e/ou casamento tem se tornado algo tão banal, tão feijão com arroz, tão sem propósito algum…

Tem gente que pensa que estar solteiro é sinônimo de fracasso, como se o grande sucesso da vida fosse ser desejado, disputado e amado por alguém.

A princípio a pessoa deve estar bem Cebolas empanadas - Dia dos Namorados 2013com ela mesma. Deve se amar, se cuidar, se gostar, se aceitar e estar com o coração em paz.

Namorar qualquer tranqueira só para não ficar sozinho e ser tachado de “encalhado” é uma tremenda roubada! No final das contas o namoro sofre desgastes, problemas de afinidades, comodismo, e vira aquela meleca sem sal até nenhum dos dois envolvidos aguentar mais e partir para outro relacionamento igualmente fadado ao fracasso…

O meu Bom Marido, que na verdade é meu Bom Namorado, é um sujeito carinhoso e exemplar. Sabe aquele cara que, quando você acorda, está lá te olhando, te admirando e sorrindo ao te ver? Pois bem, esse é o meu Príncipe Encantado.

Ele é tranquilo, romântico, cuidadoso, preocupado comigo e está sempre disposto a me animar, mesmo após um longo e cansativo dia de trabalho. Extremamente compreensivo, ele não cria caso pelo fato de eu viver viajando por causa da minha vida artística. Ele não implica com minha carreira, nem com minha família e muito menos com meus planos mirabolantes para o futuro.

Mas esse é o jeito dele. Alguns homens não conseguem demonstrar esse tipo de carinho quando estão com suas amadas. Uns são ogros, outros são secos, alguns são italianos (rs), e por aí vai!

O que importa é que cada Boa Esposa entenda e aceite seu Bom Marido do jeito que ele é, porque se o amor é verdadeiro e o relacionamento vale a pena, uma pessoa vai se adequando à outra na medida do possível!

“Amar não é só viver a parte boa do namoro (passeios, sexo e presentes), é também aprender a lidar com problemas (doenças, crises e finanças).”

E.Thrash – 12/06/2013

E tenham todos um Feliz Dia dos Namorados, Maridos, Namoridos e etc!

Um beijo mais do que especial ao meu, é claro, Bom Marido: Thierry Durieux!

Je t’aime beaucoup, Mon Amour!

Dia dos Namorados 2013

____

Ontem, 11 de Junho, resolvemos antecipar a comemoração. Jantamos umas belíssimas Cebolas Empanadas, cuja receita original leva o nome de Cebolas Australianas e são feitas com cebolas gigantescas. Como não encontramos essas cebolas enormes, tipo as do Outback, resolvemos improvisar com cebolas normais mesmo! Até que ficou bom! Fizemos até com cebola roxa para testar!

Vejam a receita:

::: Cebolas Empanadas :::

Cebolas Empanadas e Vinho Santa Helena - MerlotPegue um cebolão, descasque e corte fora a tampa e a raiz. Depois corte a cebola em 18 ou 32 pedaços como se estivesse cortando uma pizza, mas sem chegar até o fim da base da cebola. O ideal é deixar uns 2 centímetros de base. Coloque a cebola na geladeira por cerca de 2 horas, retire e abra-a cuidadosamente para soltar os gomos. Empane a cebola com uma mistura de meio quilo de farinha de rosca, pimentas à gosto, sal e tomilho. Deixe cair bastante farinha entre os gomos da cebola. Retire o excesso e mergulhe a cebola de cabeça para baixo em uma mistura feita com 1 litro de leite e 2 ovos. Polvilhe com o restante da mistura de farinha, tire o excesso e frite o cebolão de cabeça para baixo por 2 minutos em uma panela onde seja possível que o óleo cubra toda a cebola. Com uma espumadeira, gire a cebola e frite-a, agora de cabeça para cima, também por 2 minutos. Frite novamente a cebola de cabeça para baixo por mais 2 minutos e retire da panela, deixando-a escorrer em um prato com papel toalha. Para servir, basta tirar o miolo com uma faca e colocar um potinho com o molho de sua preferência. Pode ser uma mistura de maionese com alho amassado, molho rosé ou qualquer outro que você inventar!

Obviamente não poderia faltar um bom vinho para acompanhar essa suculenta iguaria. Neste caso, recomendamos o vinho Santa Helena Reservado – Merlot 2011.

Hmmm… Só de ver a foto, já dá água na boca!

____

Hoje, 12 de Junho, fizemos o de sempre: tomamos café da manhã na cama! E enquanto eu estou escrevendo aqui, ele está lá no quarto dos fundos, trabalhando sozinho e dedicado na reforma de seu escritório.

12 de Junho de 2013 - Café da Manhã na cama!Muito prendado esse Bom Marido, não acham?

E eu sou extremamente sortuda por namorar alguém assim!

Agora vou parar de fazer muita propaganda, senão vai chover gente querendo o MEU Bom Marido, não é verdade? rs!

😉

____

Dia dos Namorados 2013 - tomando vinho

– Um brinde a todos os casais que se amam de verdade!

XL. Relacionamento e Tecnologia

Papai e Mamãe falando comigo no Skype

Papai e Mamãe falando comigo via Skype…

Quando meus pais se conheceram, não existia Internet, telefone celular, Skype, torpedo e todas essas facilidades de hoje em dia. A comunicação era feita através de cartas. Romântico, não?

Imagine só se fosse hoje? Primeiro que, esse negócio de namoro à distância não dá muito certo, salvo algumas excessões. E segundo que, com tantas invenções tecnológicas, meus pais não fariam outra coisa na vida a não ser viverem grudados no computador e no celular. Ou não.

Vejo muitos casais que, mesmo morando perto e se vendo todo santo dia, passam 24h por dia trocando mensagens e ligações. Isso quando não vivem vigiando o Facebook do namorado ou da namorada, para ver quem passa por lá deixando recados. E dependendo do teor do recado e de quem o enviou… tsc tsc tsc! É confusão na certa!

O Bom Marido, no caso o MEU, lógico, sabe que eu tenho diversos amigos e contatos do sexo masculino. Até aí tudo bem. Mas uma coisa muito bacana que ele faz é respeitar meu espaço, meu sossego e minha privacidade, além de evitar ficar caçando pelo em ovo e inventando briguinhas por causa de qualquer recado ou comentário que meus amigos deixam no meu Face.

telefone velhoMandar mensagens o tempo todo para ficar me rastreando? Nem pensar! Meu Príncipe Encantado sabe que eu detesto falar ao telefone e muito menos ser importunada quando estou em meus sempre bizarros horários de trabalho. Para mim, telefone, email, sinal de fumaça, só em caso de emergência.

Telefone Público na Commercial Drive (Canadá)Meus pais até comentam que eu deveria ligar mais vezes, dar notícias com mais frequência… Eu até faço isso, mas somente quando sinto que é necessário. Não convém ficar ligando o tempo todo, gastando créditos, pagando roaming e perdendo meu tempo me estressando com qualquer conversinha inútil de celular.

Ainda bem que Meu Amado é um ser de poucas palavras e também não é de falar muito ao telefone. A gente trata brevemente do assunto que temos que tratar e pronto. É mais fácil eu enviar um email para ele, quando tenho tempo, ao invés de ligar do meu celular!

Vai ver é por isso que a gente se dá tão bem! Nada de cobranças, nada de encheções de saco e muito menos o telefone tocando de hora em hora só para me atrapalhar!

Quem me vê falando ao telefone deve achar que eu sou a pessoa mais grossa da face da terra. Mas não tem jeito. Telefone, para mim, só em caso de extrema necessidade. Na verdade nem sei por que eu tenho um celular! Pelo menos serve para eu saber as horas, já que também não curto usar relógio, não é? Rs!

Comigo é assim: assunto rápido, respostas curtas e, por favor, desliga logo, porque eu tenho mais o que fazer.

Beijo, não me liga!

😉

Tecnologia em excesso

Brincadeiras à parte, realmente acho um absurdo ver tanta gente carente, ciumenta e desesperada que, mesmo vendo o(a) namorado(a) quase todo dia, gastam horas e horas preciosas do dia falando com ele(a) ao telefone… Ah, vão caçar o que fazer! rsrs

____