CVI. E lá vem o “Valentine’s Day” outra vez…

Seria curioso comemorar o Dia dos Namorados em fevereiro, pertinho do Carnaval, ou como o próprio nome sugere: festa da carne!

IMG_8615Já temos nosso Dia dos Namorados em junho, numa época de friozinho gostoso e namoro embaixo das cobertas!  Por isso os brazucas nem dão muita bola para o tal do Valentine’s Day (Dia de São Valentim), comemorado em 14 de fevereiro.

Namoro é coisa fofa, compromisso, responsabilidade, cuidar de alguém, se importar com alguém, amar, ser amado, mimar e ser mimado.

Gostar das mesmas coisas, mas nem sempre. Olhar na mesma direção, mas nem sempre. É conhecer, descobrir, entender e respeitar.

Não é só beijo na boca e sexo. É amor e carinho. É fazer uma comidinha gostosa para a pessoa amada, ligar para saber se a pessoa está bem, ou mandar um WhatsApp também, por que não?

pipocasÉ andar de mãos dadas, assistir a um filme com pipocas em casa, naqueles dias em que o tempo está feio demais para sair, ou a grana está curta demais para gastar com cinema.

Namorar é gostoso e faz bem. Quando duas pessoas estão em sintonia e gostam de estar perto uma da outra, é natural que queiram firmar um compromisso sério.

E não precisa de data especial para provar o amor que sentem. Todo dia é dia de demonstrar carinho, mas sem a obrigação de fazê-lo. A pessoa estando feliz é o que basta.

Namoro é isso: é querer ver o outro feliz. Se possível, causar e/ou participar dessa felicidade.

29/12/2013 - 3 anos de Namoro - Thierry e ElaineAlguns desentendimentos rolam no meio do caminho? Sim, claro. Não existe relacionamento perfeito, casal perfeito, par perfeito. Tudo é descoberta, entendimento e aceitação. E aprendizado. Muito aprendizado!

Namorar é como fazer um cursinho pré-vestibular para a Universidade do Amor. Amor. Universo. Amar. Um só verso. No diverso.

Sejamos todos universalmente felizes no Amor!

____

Obrigada pela visita e até à próxima!

😉

____

Dica de presente para o “Valentine’s Day”:

Fundo_blog

Happy Valentine’s Day!

CV. Juntos somos mais fortes!

IMG_8815

Apesar do blog (e do livro) se chamar “Como Ser Um Bom Marido”, é inegável que a “Boa Esposa” também tenha que existir, senão não rola o equilíbrio.

Desde o lançamento do livro em 07 de dezembro de 2013, tenho percebido várias reações das pessoas com relação ao título e à capa do mesmo. Dentre estas reações, as mais bizarras foram as de algumas pessoas mais velhas que acham que eu não tenho vivência o suficiente para escrever sobre um relacionamento.

Recebi muitos elogios pelos meus textos, pelo meu empenho e pela ousadia de lançar um livro que trata de um tema tão complexo que é o casamento. Complexo, pois não é só dizer “sim” no altar e viver feliz para sempre. Tem todo um desenrolar de situações e comportamentos que vão desde o namoro e se prolongam até que a morte (ou o divórcio) marque o ponto final.

Mesmo não estando oficialmente casada eu sei disso!

Mas para alguns, colocar um sapo na capa de um livro e um título que fala em “Como Ser Um Bom Marido” é um absurdo. É uma ofensa. Quem sou eu para falar de Bom Marido? Por que não coloquei “Como Ser Uma Boa Esposa”? E por aí vai…

Esses questionamentos nunca foram um problema para que eu continuasse firme e forte na minha missão de mostrar ao mundo como um relacionamento pode sim durar nos dias de hoje.

Nunca propus que fosse perfeito. Nunca propus que fosse eterno. Só proponho que seja uma troca justa e verdadeira. Mais que uma parceria, uma equipe que joga junto, ganha ou perde JUNTO. E tenho dito!

____

E falando em jogar junto, o Meu Amado e eu começamos muito bem o ano nessa pegada.

A princípio, notei que não custava nada eu tentar me arriscar mais vezes no fogão ao invés de deixar essa função somente para ele.

Comecei com um macarrãozinho ao molho branco e legumes, depois um purê de batata-doce e gengibre e isso se estendeu pelos sucos que começamos a tomar desde que assistimos a alguns documentários sobre alimentação.

Nesse caso, nenhuma mudança é ou deve ser radical para que a situação se estabeleça. Dizem que uma pessoa leva cerca de 66 dias para se habituar a uma nova rotina. Pois bem, o Bom Marido e eu ainda estamos nos primeiríssimos passinhos de bebê para uma alimentação mais saudável. De pouquinho em pouquinho a gente chega lá.

Desde que começamos a namorar, acredito que ele tenha mudado (para melhor, digamos assim) muito mais que eu. Parou de fumar, reduziu o consumo de refrigerante, começou a se interessar por frutas, legumes e verduras, reduziu a ingestão de açúcar e até mesmo a carne vermelha, que ele tanto ama.

Talvez tenha mudado por minha causa. Talvez tenha mudado por questões de saúde (ou por causa dos preços no supermercado!!!). Que seja.

Em 5 anos muitas coisas acontecem na vida das pessoas. Influências, situações, pessoas que chegam, pessoas que se vão… Tudo isso serve para um amadurecimento e para uma mudança de comportamento. Tudo nos afeta de alguma forma, mesmo que a gente insista em dizer que nada nos abala. Abala sim. Em maior ou menor escala, mas abala!

Mas o bom de tudo é poder mudar (para melhor, sempre) em equipe, ainda que sejam  apenas dois membros. Um acompanhando as mudanças do outro. Mudando juntos, melhorando juntos, aprendendo juntos. Sem forçar, sem obrigar, sem encher o saco. Tudo de forma orgânica e harmônica. Certo?

____

Sendo assim, em ritmo de mudança e experimentação, segue um pouco mais do nosso desenrolar com a história dos sucos e afins:

::: Nada como almoçar um lanchinho leve como esse da primeira fotinho acima:

  • Pão caseiro com patê de atum, acompanhado de salsão e alho-poró!

::: À tarde, um suquinho diferente:

Receita do já citado site do Joe Cross (Reboot With Joe):

Ingredientes:

  • 3 tomates grandes
  • 3 talos de salsão
  • 2 cenouras
  • 1-2 pimentas frescas (opcional)

Preparo:

  • Lave bem todos os ingredientes
  • Se necessário, corte em pedaços menores para caber na centrífuga (Se fizer no liquidificador, assim como o Bom Marido e eu começamos fazendo, cortar e acrescentar água é sempre importante para conseguir bater tudo direitinho. Neste caso, é bom coar antes de tomar)
  • Processe tudo e sirva!

Substituições:

  • Tomates – rabanete, beterraba, repolho roxo
  • Salsão – abobrinha, pepino
  • Cenoura – batata-doce, beterraba
  • Pimenta – açafrão, pimenta seca

Tempo de preparo: 5 minutos

Rendimento: 1 porção (Como o Bom Marido e eu dividimos tudo o que fazemos, deu 300ml para cada um)

::: À noite, olha que delícia de jantar feito pelo Bom Marido, com a minha ajudinha!

Os Chips também fazem parte das receitas do site do Joe Cross! Acho que viramos fãs desse cara!

Ingredientes:

  • 2 Batatas-doces médias
  • 2 cenouras grandes
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 colher de chá de pimenta do reino
  • 1/4 colher de chá de pimenta
  • 1/2 colher de chá de sal marinho

Preparo:

  • Preaqueça o forno em 215º.
  • Descasque as batatas-doces e as cenouras.
  • Corte as batatas-doces ao meio, no sentido do comprimento e corte cada metade em quatro fatias iguais.
  • Para as cenouras, corte-as ao meio. Divida cada parte no sentido do comprimento e e corte cada pedaço em duas ou três fatias, quase do mesmo tamanho das batatas.
  • Coloque as batatas e as cenouras em uma tigela e salpique com o óleo, as pimentas e o sal.
  • Espalhe as batatas e as cenouras em uma assadeira forrada com papel manteiga.
  • Asse por 30 minutos até os pedaços ficarem tenros por dentro e levemente dourados por fora, com as pontas levemente crocantes.

Rendimento: 4 porções

____

E então, gostaram das receitinhas?

Espero que sim!

Obrigada pela visita e até à próxima!

😉

____

 

Fundo_blog

CIV. Dor de cabeça? Vai um suco aí?

frutas1

É só a gente falar que está tomando suco para vir uma penca de gente dizendo que suco não alimenta, dieta líquida faz mal, bater ou processar alimentos acaba com as vitaminas dos mesmos, e por aí vai…

Primeiro que o Bom Marido e eu não partimos para uma dieta líquida coisa nenhuma! (Ele nem poderia, pois já é beeeem magro). E segundo, não existe nada mais prático e gostoso que ingerir uma boa quantidade de legumes, verduras e frutas sem precisar passar horas e horas mastigando. A combinação é perfeita e a nutrição é garantida.

Ou seja, nossa meta era incluir alimentos ditos mais saudáveis em nossa rotina.

Conforme eu mencionei na postagem sobre o filme Fat, Sick and Nearly Dead (Gordo, Doente e Quase Morto), o Bom Marido e eu fomos ao Hortifrúti Vila das Frutas (pois o Sacolão mais próximo não tinha vaga no estacionamento) e compramos vários ingredientes para os nossos sucos, e logo no primeiro dia, testamos um bem bacana que vimos no site do Joe Cross:

::: Um Suco que Alivia a Dor de Cabeça :::

IMG_8968Ingredientes:

  • ¼ abacaxi
  • 2 folhas de acelga (folhas e talos)
  • 1 punhado de espinafre
  • 2 talos de salsão
    1 pepino
  • 1 limão
  • 1 pedaço de cerca de 2.5cm de gengibre fresco

Instruções:

  • Lave bem os ingredientes
  • Descasque o limão
  • Passe todos os ingredientes pela centrífuga e sirva o suco.

Substituições:

Abacaxi – Maçã, pera
Acelga – couve, espinafre, alface, agrião, rúcula
Espinafre – couve, acelga, alface, agrião, rúcula
Salsão – aipo-rábano, pepino
Pepino – salsão, aipo, abobrinha
Limão – toranja, lima
Gengibre – açafrão, hortelã

Rendimento: 1 porção

Nossas impressões:

  1. Substituímos o pepino por mais uma porção de salsão, pois o Thierry ficou com medo de não gostar, afinal ele não teve boas experiências com o sabor do pepino ao longo da vida. (Detalhe: ele associou ao picles, que a gente detesta mortalmente)
  2. Como não tínhamos centrífuga, fizemos tudo no liquidificador, ou seja, demoramos um tempão para conseguir bater tooooodos os ingredientes e ainda por cima tivemos de ir acrescentando água aos poucos, para ajudar no procedimento.
  3. O sabor ficou incrível. Nesses sucos não precisa e nem pode colocar açúcar.
  4. Deveríamos ter colocado umas pedrinhas de gelo na hora de servir. Lembrete para os próximos!
  5. Apesar da receita ser para 1 porção, o Bom Marido e eu resolvemos dividir, pois não estamos usando o suco para substituir uma refeição e sim para experimentar uma opção refrescante e nutritiva de lanche da tarde.
  6. Queremos testar mais sucos!

Veja a receita em Inglês no link: A Juice That Helps A Headache

____

Gostaram da dica?

Fiquem à vontade para sugerir alguma alteração, tirar dúvidas e comentar!

Abraços e até à próxima!

😉

CIII. Saúde! Agora o Bom Marido é fã de frutas, legumes e verduras!

2016 começou um pouco diferente na cozinha do Bom Marido.

Aliás, há algum tempo a lista de compras foi sofrendo algumas modificações, desde a redução do consumo de refrigerantes, guloseimas e gordurebas, devido ao preço elevado no supermercado.

Pois é… A falta de grana acabou nos ajudando a estocar menos porcaria em casa!

Mas o que deu aquele “plim” na cabeça do Bom Marido foi termos assistido a alguns documentários que eu havia pedido para ele baixar. Documentários estes que eu já havia assistido quando estive no Canadá na época em que eu estava fazendo o curso de Green Leadership (Liderança Verde) na ILSC-Vancouver e a professora havia passado uma lista de filmes como sugestão para complementar as aulas.

Aproveitando que eu estava no apartamento dos amigos Dimitri e Fabiana, do Canal Canadá Diário e eles haviam liberado a senha do Netflix deles, eu pude assistir a vários desses documentários recomendados pela querida professora Bari Blackhart.

Porém, me deu uma vontade de assisti-los novamente, bem como assistir aos que eu não tive tempo. E assim, Meu Amado baixou:

  1. Fat, Sick and Nearly Dead (Gordo, Doente e Quase Morto)
  2. Food Inc. (Alimentos S.A.)
  3. Food Matters (O Alimento é Importante)
  4. Hungry for Change (Fome de Mudança)

Todos os documentários falam da relação entre alimento e saúde, enfatizando as escolhas que fazemos no nosso cotidiano. Escolhas que podem ser prejudiciais não somente a nós e à nossa família, como também ao meio ambiente.

Gostamos muito do documentário “Fat, Sick and Nearly Dead”, pois foi o mais divertido, menos dramático e ainda assim muito elucidativo.

fatsickandnearlydead-sub

Trata-se da história de um cara chamado Joe Cross que estava realmente Gordo, Doente e Quase Morto e por isso resolveu dar a volta por cima para recuperar a saúde, através do desafio de fazer seu corpo se curar sozinho somente pela ingestão de sucos naturais de frutas, legumes e verduras, por um prazo de 60 dias.

Parece utópico e totalmente errado ficar 2 meses só tomando sucos, mas o cara teve acompanhamento de médicos e nutricionistas e viajou pelos EUA com sua centrífuga, seu gerador e sua “feirinha” no carro, contando sua história de vida para várias pessoas, chegando inclusive a incentivar algumas a fazerem o mesmo!

Bem bacana o sucesso e a repercussão que ele teve. O mais impressionante foi a mudança, não apenas externa (o cara ficou enxuto e com uma aparência super saudável), mas também interna, pois o próprio organismo dele começou a não sentir mais vontade de consumir porcarias. Até os medicamentos ele, que sofria de uma doença autoimune, acabou não precisando mais tomar.

Ele mostra tudo isso no documentário. Só não mostra detalhadamente as receitas dos sucos que ele foi tomando.

Mas eis que foi só pesquisar no Google e encontrar o site dele, o Reboot With Joe (Recomece com Joe) onde pude encontrar dicas, receitas, informações sobre os benefícios dos sucos e de cada ingrediente recomendado.

No filme, Joe carrega sua centrífuga para cima e para baixo. O Bom Marido e eu sempre quisemos ter uma centrífuga, mesmo não sabendo direito como funcionava uma. Achávamos prático e divertido ver frutas e legumes virarem suco em poucos segundos!

Como não tínhamos centrífuga, tentaríamos utilizar o liquidificador.

Primeiro eu pesquisei no site do Joe algumas receitas de sucos que eu achava que o Bom Marido e eu iríamos gostar (tem suco para melhorar as articulações, limpar o organismo, amenizar dor de cabeça, levantar o astral, curar resfriados e muito mais), anotei os ingredientes necessários para fazer estes sucos e fomos até um Hortifrúti Vila das Frutas providenciar tudo.

Assim que chegamos, já lavamos e embalamos tudo, cortamos e congelamos o que podia ser congelado e armazenamos tudo direitinho para que nada estragasse, afinal, não se pode desperdiçar quando as finanças estão em baixa, certo?

E assim tentamos fazer nossos primeiros sucos.

Querem saber o resultado? Então aguardem as próximas postagens, pois esta aqui já ficou enorme, pra variar!

____

Obrigada pela visita e até à próxima!

😉

____

Ah, só para deixar claro! Nem o Bom Marido e nem eu tencionamos perder peso tomando suco!!! Nossa meta é mudar nossa alimentação aos poucos, deixando-a cada vez mais saudável, por isso começamos a tomar pelo menos um suco de frutas, verduras e legumes por dia, ainda assim dividindo uma porção para nós dois!

Se o Bom Marido perder um quilo sequer, o coitado sai voando!

Mas segue um spoiler aqui: a aparência dele está bem melhor. Mais corado, com mais energia e com a pele bem mais bonita.

E não foi só com o suco, pois ele passou a comer frutas, beber mais água e não torce mais o nariz para os legumes na comida! (Vide a primeira foto que postei acima, do macarrão colorido que eu fiz para ele com molho branco e… LEGUMES! Ele adorou!!!)

😉

XCVIII. Mais um ano!

IMG_8815

Eita que 2015 já acabou. Passou feito um furacão, balançou um pouco as estruturas, mas acabou muito bem.

Começou lindo, com mil passeios que fiz com o Bom Marido lá no Canadá. Aliás, não consegui atualizar cada detalhe da nossa viagem, como era o planejado, mas acho que nas próximas postagens eu consigo. Eu ACHO!

Assim que voltamos de viagem, deu aquela sensação estranha de que estávamos no lugar errado, sabe? A sensação de que não deveríamos ter voltado do Canadá. Então bateu aquela depressão pós-viagem que tanto temíamos.

No começo foi difícil. Voltamos em uma época estranha, com as coisas fora do lugar e com uma crise no país que estava afetando mais o psicológico que o bolso.

Foi então que começamos a pensar nos “e se…” da vida e isso incluiu “e se um dia, daqui a uns dois anos, nos mudássemos para o Canadá?”. Confesso que ainda está só na hipótese, pois não conseguimos notáveis progressos para que isso se realizasse.

Primeiro porque precisaríamos comprovar uma boa quantia em dinheiro para começarmos nosso processo de imigração; depois teríamos que organizar uma série de coisas aqui antes de finalmente decidirmos começar tudo praticamente DO ZERO em outro país.

Parece mais fácil estar sozinho, pegar uma mochila, largar tudo aqui e viajar para bem longe, sem vínculos, sem amarras, sem cordões umbilicais e sem arrependimentos. O que não é o nosso caso. Temos que pensar sempre em dois. Três com o gato.

IMG_8627

Mais uma coisa para resolvermos: os procedimentos para levarmos o Lucky conosco!

Fora isso, ainda teríamos que procurar um local lá para morarmos, que não fosse muito caro, que não fosse muito tosco e que aceitasse animais. Me refiro ao gato!

Levaríamos uma grana extra para nos mantermos lá enquanto não pintasse nenhum trampo para nós, mas primeiro teríamos que fazer grana aqui para termos essa reserva. O que só foi acontecer lá para Maio/ Junho, ou seja, na metade do ano já…

Mas até que o ano foi bom. Nem péssimo, nem maravilhoso. Deu para passar. Difícil foi superar a perda do vovô Leon (avô do Thierry), o que piorou ainda mais a maré de tristeza pela qual estávamos passando.

IMG_8720

Para mim, graças a Deus, muitos trampos foram surgindo, a ponto de eu não ter tempo de descansar para curar uma torção no pé, um mau jeito no ombro, gripes, resfriados, dores de cabeça e etc…

Tanto é que hoje, 05 de janeiro, ainda estou com uma tosse que começou em 27 de dezembro, por conta da mistura: calor + muito ar condicionado + semanas seguidas de trabalho sem folga!

Pra que folga? Quando se tem um objetivo em mente, folgar é algo que atrapalha. Claro, serve para descansar, curtir um pouco mais a companhia do Bom Marido, mas de forma geral me deprime, me dá a sensação de não estar sendo útil!

Ainda mais para nós que pretendemos casar e mudar de país: quanto mais freelas, melhor! Quanto mais dindim entrando, melhor! Uhuuu!!!

E só termos foco e um bom planejamento. Deixar a vida organizadinha aqui para conseguirmos construir uma vida nova lá. Nós três: Meu Amado, nosso bebê peludo e eu. E que nossos parentes possam nos visitar de vez em quando, especialmente quando pensarmos em aumentar a família.

Eis uma questão que vem passeando pela mente do Bom Marido. Se for para termos filhotes, que nasçam no Canadá. Eu não faço muita questão de ser mamãe, por isso deixo essa decisão para quando o alarme de “Putz! Quero ser pai!” do Thierry apitar! Hahaha!

Se tivermos gêmeos, melhor! Assim os 9 meses de gestação + as dores + enjoos + o parto + a recuperação serão resolvidos numa tacada só!

Para encerrar, fiz uma bela homenagem ao meu amado no dia 29 de dezembro de 2015, dia em que completamos nossos 5 anos de namoro + noivado. Comemoramos em casa mesmo, com panquecas no café da manhã, pipocas, filmes e um jantar com direito a Strogonoff de Frango e um bom vinho tinto!

IMG_8628

Na mesma data, no ano anterior, estava eu indo buscá-lo no Aeroporto Internacional de Vancouver! Foi o melhor presente de namoro que eu poderia ganhar. Para completar, minha irmã até fez um jantarzinho gostoso para nós!

IMG_2670

Mais uma lembrança boa que nos faz querer morar no Canadá com a máxima urgência.

Será que a gente consegue?

Que Deus nos abençoe; que os anjos digam “Amém” e que o universo conspire a nosso favor para que o sonho de morar no Canadá se concretize o mais rápido possível!!!

Bora torcer!

E um Feliz 2016 do Bom Marido e da Boa Esposa! Ah, e do Bom Gatinho também! rs

IMG_8615

Agradecimentos aos amigos e leitores que já adquiriram exemplares do livro Como Ser Um Bom Marido e aos que estão para adquirir também!

Obrigada pela visita e até a próxima!

😉

XCIV. O Bom Marido no Canadá – Lighthouse Park; Trilha; A&W; Dollarama; Seabus; Lonsdale Quay Market; North Vancouver…

ComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryA sexta-feira do dia 16 de janeiro de 2015 começou muito bem para mim, pois logo cedo recebi uma mensagem de uma brasileira super legal que tinha visto a foto do meu livro em um grupo de brasucas em Vancouver, no Facebook. Ela passaria por Downtown naquela manhã e queria pegar o livro comigo.

Fui toda contente para a escola, conversei com o professor Rafael (que estava substituindo a Barbara por ela estar doente) e pedi para ele me deixar sair por alguns minutos durante a aula. Ele disse que não haveria problema, então lá fui eu entregar o livro para a Adriana Gonçalves, uma brasuca guerreira que mora, estuda e trabalha em Vancouver com muito orgulho.

IMG_3644aMaravilha! Adorei conhecer a Adriana e acabei descobrindo que ela trabalhava na Mogiana Coffee com um casal que havia comprado meu livro no evento Brazilfest Vancouver, no qual trabalhei como voluntária em setembro de 2014! (Postei sobre isso neste link AQUI!)

Após um delicioso bate-papo com a Adriana, voltei para a aula e assim que a mesma acabou, encontrei Meu Amado para irmos passear em North Vancouver e West Vancouver naquela fria sexta-feira.

Primeiro passamos no Dollarama para comprarmos uns chocolates e depois paramos no A&W para comermos um lanchinho antes de pegarmos o Seabus.

ComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryÉ tão gostoso passear de Seabus! A paisagem é linda, além da viagem ser super rápida e confortável.

ComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryChegando lá, entramos no Lonsdale Quay Market e tomamos um delicioso cappuccino enquanto estudávamos o mapa de onde nós iríamos.

ComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryPegamos o ônibus #239 até o shopping Park Royal e o #250 sentido Horseshoe Bay. Descemos no Lighthouse Park e percorremos uma trilha sinistra até o farol.

ComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryNa verdade só achamos sinistra pois quase nos perdemos, mas o bom de qualquer parque que visitamos em Vancouver, North Vancouver e West Vancouver é que sempre tem alguma placa ou alguma sinalização que leva a uma saída. É só prestar atenção e não querer explorar muita coisa quando já estiver escurecendo.

ComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryTiramos lindas fotos em uma paisagem para lá de romântica e, assim que começou a escurecer, saímos do Lighthouse Park e voltamos para a avenida principal para esperarmos pelo demorado ônibus.

ComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryComoSerUmBomMarido_Elaine_ThierryA essa altura já estávamos famintos, porém fomos salvos pelos chocolates que compramos no Dollarama. Aproveitamos para registrar que, para os próximos passeios deveríamos sempre levar água e lanche na mochila!

IMG_3669Bom, pelas fotos dá para perceber que este foi outro belíssimo passeio que fizemos em mais um dia das Aventuras do Bom Marido no Canadá. E eu devo ressaltar que foi belíssimo mesmo! Thierry que o diga!

Aliás, ele gostou tanto do norte e do noroeste de Vancouver que disse que moraria facilmente nesta região repleta de coisas interessantes para fazer. Por isso ele até já havia se programado para ir lá mais vezes durante nossa estadia no Canadá.

E assim o fizemos!

Obrigada pela visita e continue acompanhando esta maravilhosa viagem de Lua de Mel antecipada que fizemos!

Até a próxima aventura!

😉

ComoSerUmBomMarido_Elaine_Thierry

LXXXIX. Livro “Como Ser Um Bom Marido” Em Cenas de Filme

dvdNo último sábado, 23 de maio de 2015, houve a pré estreia do filme Steve Cicco II: Missão Popoviski, realizado pela V. Produções na cidade de Jacareí.

Este, que é o segundo filme da trilogia Steve Cicco, também foi feito de forma independente, cuja verba usada para finalizar o trabalho foi conseguida através do site do Catarse, uma conhecida plataforma de crowdfunding.

A pré estreia de Steve Cicco II: Missão Popoviski ocorreu às 19h no MAV – Museu de Atropologia do Vale do Paraíba e contou com a presença de grande parte do elenco, bem como a equipe de produção, figurantes, apoiadores e o público local. A reação de quem assistiu ao filme mostra que ele tem tudo para alçar altos voos e cair nas graças de todos, afinal a obra é recheada de sátiras de filmes de ação, humor não apelativo e sacadas geniais.

IMG_6777préestreia01Vinicius J. Santos, diretor e editor do filme é um artista que faz acontecer no cinema nacional independente. Steve Cicco II: Missão Popoviski é o seu terceiro longa de baixo orçamento realizado em Jacareí. Com mais este trabalho em seu currículo, o diretor ainda faz questão de promover o intercâmbio cultural ao unir com humor e sutileza cinema e literatura em um só lugar.

Por exemplo, o livro “Como Ser Um Bom Marido” aparece com destaque em algumas cenas do filme. Meu outro livro “Da Depressão à Criação” também aparece de relance por lá!

New Picture (31) E euzinha, Elaine “Thrash” Oliveira, faço parte do elenco do filme interpretando a espiã russa Isabella Arakov, irmã gêmea de Natasha Arakov que interpretei no primeiro Steve Cicco.

stevecicco1e2Posso dizer com toda certeza que este foi um dos trabalhos mais divertidos que já fiz na vida. Trabalhar com uma equipe super bacana, receber o carinho de muita gente e ainda ter meu livro divulgado no filme é, sem dúvida, o melhor presente que eu poderia ganhar até o momento. Só tenho a agradecer a todos e em especial ao Vini por acreditar no meu trabalho e me convidar para atuar nas produções dele.

Durante as gravações, boa parte do elenco também fez questão de adquirir meu livro*, o que me deixou imensamente feliz e agradecida!

* Fotos lá no álbum: Como Ser Um Bom Marido – O Livro

préestreia06É por isso que faço questão de divulgar e também de apoiar quem não fica de braços cruzados esperando uma oportunidade cair do céu. Sendo assim, o Vini e todo o pessoal que dá o sangue nas produções dele merecem muito apoio, elogios, agradecimentos e reconhecimento.

Vida longa ao cinema nacional independente!

Para assistir ao empolgante Steve Cicco II: Missão Popoviski, visite a página no Facebook e saiba como adquirir uma cópia do filme pelo preço simbólico de R$10,00.

Vamos colaborar para que Steve Cicco III venha tão ou mais explosivo que o seu antecessor.

cartazAgradecimentos especiais à minha família: minha Boa Irmã Eliane por ter pintado meu cabelo especialmente para as gravações deste filme, à minha Boa Mamãe por sempre deixar meu figurino impecável (até meu coturno ela engraxou!) e ao meu Bom Papai que, várias vezes, conseguiu me levar até Jacareí para as gravações e também para a pré estreia do filme!

préestreia05____

Obrigada pela visita e até a próxima!

😉

____

Olha que fofo o Charlie aparecendo no filme:

New Picture (5)New Picture (2)____

Veja também algumas imagens minhas no filme:

New Picture (1)isabellaesteveNew Picture (8)New Picture (15)New Picture (16)isabellaaravokNew Picture (21)New Picture (23)New Picture (25)New Picture (27)New Picture (29)____

Valeu, galera! E que venham os próximos!!!

____

Steve Cicco II: Missão Popoviski

Sinopse: Steve Cicco, o agente mais fodão da C.I.E está de volta em mais uma nova aventura. Depois da morte do agente Douglas, chefe Girdeaux convoca Steve para uma nova missão, investigar Miguel Vargas em Caragua’s Beach. Steve assume um disfarce e se torna Antonio Gonzalez, acaba descobrindo que Miguel trabalha para um homem misterioso conhecido como Nicolai Popoviski. Mas Steve não estará sozinho nessa missão, ele conta com a ajuda de Sabrina Montez e a espiã russa Isabella Arakov.

Missão Popoviski é mais um filme do nosso heroí Steve Cicco na guerra contra o terrorismo.

Longa-metragem. Ação/ Comédia.

Direção: Vinicius J. Santos

Realização: V Produções Cinematográficas Ltda.

Elenco: Marcelo Rodrigues, Elaine “Thrash” Oliveira, Cassiano Hasmann, Sergio Kobra, Amanda Barreto, Junior Frigi, Monica Mattos, Carol do Brasil, Alberto Capucci, Ariela Lana, Gustavo Peres, Giuliano Murgulo, Jesse Oliver, Thaise Brito, Luís Roberto.

LXXXVI. O Bom Marido no Canadá – Stanley Park, Vancouver Aquarium, peixes e livros!

IMG_3213O dia 09 de janeiro de 2015 foi especial para o Bom Marido e para mim por dois motivos: Peixes e Livros*.

Desde que visitei o Aquário de Vancouver pela primeira vez, graças aos ingressos gratuitos que minha amiga-irmã Regina conseguiu para Lilika e eu, imaginei que este seria um lugar perfeito para visitar com Meu Amado também.

Desta vez não tivemos a sorte de ganhar ingressos na faixa, porém obtive um descontinho por ter carteirinha de estudante.

E lá fomos nós para um belíssimo e recomendado passeio a ser feito em Vancouver: visitar o Aquário, localizado no majestoso Stanley Park.

Thierry me esperou no Centro e após minha aula pegamos um ônibus direto até o Stanley Park. Caminhamos tranquilamente até o Vancouver Aquarium e até tiramos algumas fotos do local. Encantador, por sinal.

IMG_3216Eu já conhecia o Aquário, mas estava morrendo de ansiedade em saber o que o Meu Amado acharia.

Sorte que ele amou o lugar!

Exploramos todos os setores, assistimos aos shows de golfinhos, baleias-brancas, cineminha 4D e muito mais!

Até tomamos um lanchinho por lá: um muffin de blueberry e um delicioso chocolate quente. Hmmm! Caiu tão bem no friozinho que estava fazendo…

DSC01158Foi um passeio super tranquilo, pois o Aquário não estava tão cheio quanto da outra vez em que o visitei no Verão. Fui bem na onda do Thierry: onde ele quisesse explorar, eu ia!

Eis algumas das belíssimas fotos que fizemos por lá:

DSC01068DSC01072DSC01073DSC01075DSC01076DSC01077Não tem como não se encantar com os shows dos golfinhos e das baleias-brancas!

DSC01098DSC01089DSC01117E também não tem como não se encantar com esses lindos bigodes:

DSC01081DSC01112E o que falar dessas hipnotizantes águas-vivas? Eu ficaria horas e horas observando o movimento delas.

DSC01123DSC01126DSC01152IMG_3275DSC01153No Vancouver Aquarium tem até uma mini floresta tropical sul-americana, uma espécie de recriação das belezas da Floresta Amazônica.

DSC01142DSC01141Em contrapartida, tem o setor dos pinguins também! Tão engraçadinhos!

DSC01096Vimos também uma infinidade de lindos peixes, tartarugas e sapinhos de todos os tipos e tamanhos.

DSC01143DSC01135IMG_3232IMG_3239IMG_3247IMG_3267IMG_3268IMG_3280E falando em sapinho, passamos na irresistível lojinha do Vancouver Aquarium e quase tivemos um treco de tanta vontade de levar a loja inteira!

Até eu que não sou fã de bichinhos de pelúcia, fiquei louca para levar vários que vimos por lá.

DSC01160

Mas como a grana estava curtíssima, só deu para levar 2 sapinhos de pelúcia, sendo que um foi presente do Bom Marido e o outro eu comprei para sortear entre os leitores do meu livro!!!

E falando em livro, foi graças à venda de um exemplar que eu paguei o sapinho de pelúcia que eu vou SORTEAR!

Surpreendentemente, o amigo colombiano Jhonatan comprou um naquele mesmo dia.

Assim que saímos do Vancouver Aquarium, o Bom Marido e eu pegamos um ônibus até a Loja Bakana, que é do próprio Jhonatan, e entregamos o precioso exemplar nas mãos dele. Com direito à foto fazendo “duplo-merchan” e tudo mais!

DSC01163Depois seguimos a pé para o apartamento, pois era bem perto.

IMG_3282Chegando lá, o Bom Marido preparou um jantarzinho supimpa e nós dormimos muito felizes por termos feito um passeio tão lindo e por termos vendido mais um suado exemplar de Como Ser Um Bom Marido!!!

* Eis a minha maior felicidade: conseguir vender meus livros! 😉

____

Por hoje é só!

Obrigada pela visita e até o próximo episódio das Aventuras do Bom Marido no Canadá!

😉

[PROMOÇÃO] LIVROS, GULOSEIMAS E UM CHARLIE DE PELÚCIA!

ATENÇÃO, LEITORES!

Há tempos estive planejando fazer um sorteio aqui no blog.

Portanto, se você adquiriu ou pretende adquirir um exemplar de “Como Ser Um Bom Marido”, basta seguir as regrinhas abaixo e torcer para ganhar um lindo kit contendo:

  • 1 Charlie de pelúcia adquirido na lojinha de presentes do Vancouver Aquarium – no Canadá (tamanho aproximado: 15cm)
  • Chocolates deliciosos;
  • 1 exemplar de “Como Ser Um Bom Marido” para você presentear quem quiser (com dedicatória e tudo!);
  • 1 exemplar de “Da depressão à criação” (meu primeiro livro de poemas) igualmente autografado;
  • 1 pacotinho de cookies deliciosos feitos pelo Bom Marido;
  • 1 presente SURPRESA!

Cookies do Bom Marido____

::: Atenção para as regras!!! :::

  1. Ter um exemplar de Como Ser um Bom Marido (Quem não tem, pode COMPRAR AQUI e pagar em até 18x sem juros!);
  2. Curtir a página do livro no Facebook (www.facebook.com/comoserumbommarido);
  3. Comentar esta postagem dizendo que quer participar do concurso.

Charlie e os livros____

Não perca a chance de ser o(a) único(a) leitor(a) a ter um Charlie de pelúcia diretamente do Canadá! Sem falar nos outros prêmios também!

.– Prazo do sorteio: até o fim do estoque de exemplares de Como Ser Um Bom Marido – O Livro
Corram, pois os livros já estão acabando!!!
____

Como será feito o sorteio:

– O sorteio será feito de forma virtual e randômica, somente com os nomes de quem seguiu os 3 PASSOS citados acima!!!
____

Formas de adquirir um exemplar AUTOGRAFADO de Como Ser um Bom Marido:

– Compre através do PagSeguro e pague do seu jeito (mais de 20 formas, entre cartão de crédito, parcelamento em até 18x sem juros, boleto e outros);
ou
– Solicite seu livro pelo e-mail elaineoliveirarte@globomail.com e realize o pagamento através de depósito ou transferência bancária. (Opções de banco: Itaú, Santander, Caixa e Banco do Brasil)

ComoserumBomMarido_PagSeguro____

Para mais informações, basta entrar em contato por aqui ou via e-mail: elaineoliveirarte@globomail.com
E tenham todos uma ótima leitura!
😉