XXVI. Cama, Mesa & Banho

Ah, esse tempinho frio e chuvoso… Nada melhor do que ficar embaixo das cobertas ao lado de quem a gente ama, não é verdade?

O Bom Marido é assim, um ótimo companheiro na Cama (em todos os sentidos).

Serve para tudo: travesseiro, cobertor de orelhas, apoio para a gente não cair da cama e ainda se preocupa em cobrir a dama quando percebe que o cobertor caiu no chão!

O Bom Marido é ótimo na cozinha também. Ainda que sua especialidade seja ignorar a Mesa e levar o jantar em uma bandeja para a gente degustar na cama, é inegável sua habilidade culinária, bem como seu capricho no preparo das iguarias. (Vide fotos nos posts: XIX. Pra que jantar fora? e Sessão: Macho & Fogão)

E no quesito Banho, nada como dormir abraçadinha com alguém bem limpinho e cheirosinho, não? Tomar banho juntos, então! (Falando nisso precisamos de um chuveiro duplo aqui!)

É muito bom poder apreciar as coisas simples da vida e, acima de tudo, dar valor a elas.

É isso que faz toda a diferença no cotidiano de um casal, ou seja: Será que a gente realmente precisa jantar fora toda semana? Será que a gente tem que gastar horrores com baladas só para agradar os amigos? Será que a gente deve fazer tudo o que os outros fazem, só porque a sociedade e a mídia assim nos impoem?

Para o Bom Marido e eu, não. Mas e com relação a vocês?Rindo de que?

____

Obs.: Enquanto eu estava aqui terminando esse texto, o Bom Marido, todo cuidadoso por eu estar gripada, foi até a cozinha preparar um delicioso chocolate quente para nós. E com biscoitos!

É esse tipo de mimo que a gente precisa fazer de vez em quando para demonstrar o quanto a gente se preocupa com a pessoa amada!

____

“E mais uma vez, viva a Simplicidade!”

V. Habilidades do Bom Marido

Ano novo, post novo!

Ano novo tem cheiro de recomeço, novidade, esperança. Até mesmo alguma mudança…

Mas o marido é o mesmo!pracinha

E que marido, hein! Aguentou uma viagem de 15 dias para um habitat totalmente diferente do usual: o interior da Bahia.

Isso é o que podemos chamar de “sacrifício” em prol da pessoa amada. Parece até exagero, mas para um indivíduo extremamente branco, magro, quieto e “nerd”, sair da grande São Paulo para uma cansativa viagem ao nordeste do país não é nada fácil. Mas isso ele fez por mim, afinal eu tinha que ir lá visitar minha enorme e barulhenta família (diferente da dele que é pequena e civilizada)!

Mas até que ele não reclamou do passeio! O Bom Marido se divertiu pescando na lagoa e jogando baralho com os mais velhos. Todo mundo gostou bastante dele, mesmo assim tão tímido. O bom é que ele sabe ouvir. Ele presta atenção quando alguém fala. Lá ele nunca saía da mesa quando ainda tinha alguém comendo. E também nunca deixava a vovó falando sozinha. Até aguentar meus acessos de impaciência galopante, ele aguentou. Um anjo de marido!

E não contente com tudo isso, ainda satisfez meus caprichos quando voltamos de viagem. Ontem fez pipocas e hoje fez um dos meus pratos prediletos: filé de frango com molho de requeijão e batatas fritas! Sem mencionar que ele trouxe em uma bandeja, para jantarmos na cama!

Sugiro que experimentem!

E sugiro que continuem acompanhando a trajetória desse Maravilhoso Bom Marido. ^^

comida

azeite::: Dicas:requeijão

Para o filé de frango ficar mais saboroso, Thierry não usa óleo de soja, mas sim azeite.

Atualmente ele está usando o Verdenso, da marca Olitalia.

E o molho que ele faz: ele coloca meio copo de requeijão Danubio (ele só usa essa marca!) em uma tigelinha em banho-maria, acrescenta cebolinha picada e tempera com um pouco de pimenta calabresa. Fica incrível!