LXIV. Fazendo as coisas juntos – a quatro mãos e dois corações

Em tópicos anteriores falei muito a respeito do valor que deve ser dado ao trabalho da pessoa amada. Isso também deve ocorrer quando os dois resolvem fazer alguma coisa juntos.

Como é o caso daquele casal que, cansado de bater cartão e obedecer patrão, resolve abrir o próprio negócio e ser feliz para sempre… Ou então, trabalhar para sempre!

Se um não der suporte para o outro, o casamento vai para o beleléu em dois tempos. Uma que, trabalhar para/com parentes/cônjuges exige uma boa dose de paciência e muita estrutura psicológica e administrativa para que tudo dê certo, sem desgastes, brigas ou tentativas de uma pessoa passar a perna na outra…

E outra: é preciso saber lidar com situações pessoais e situações de trabalho sem que as primeiras interfiram nas segundas. Não adianta tentar separar. A vida de cada indivíduo é uma só, no entanto as responsabilidades são várias e devem ser administradas cada uma em seu devido momento.

A pessoa deve ser parceira do seu cônjuge e não adversária. Um deve cobrir o outro, ajudar, dar suporte, instruir, elogiar, saber cobrar e aceitar ser cobrado. O relacionamento deve ser sempre uma boa parceria.

____

Não muito longe deste universo, o Bom Marido e eu costumamos fazer várias coisas juntos. Não temos uma empresa ou um negócio, mas uma coisa que sempre acontece conosco é um precisar da ajuda e dos conhecimentos do outro em determinado trabalho.

::: Exemplos:

ComoserumBomMarido_PagSeguro

1) Inventei de fazer um livro (que vocês estão carecas de saber) sobre este blog, cujo título, vocês bem sabem, é: “Como ser um Bom Marido – Porque toda mulher tem o Príncipe Encantado (ou o Sapo) que merece!”.

E a grande maioria sabe que o criador da imagem de capa foi o próprio Bom Marido, bem como alguns detalhes de cor, diagramação, fonte e tudo mais que ele fez questão e teve todo o direito de opinar. Ou seja, eu precisei dos serviços de design e arte em 3D dele para que o meu livro (meu trabalho) ficasse perfeito. Fiz minha parte (o livro) e ele deu o toque dele (a arte).

O livro está à venda em diversos sites, inclusive o do próprio Bom Marido, que deu um charme especial ao anúncio:

th.art.br/_produtos/comoserumbommarido

____

2) Meu Amado desenvolveu um curso de Redesenho para Corte a Laser e fez um vídeo super bacana para divulgar esse curso. Além da revisão e da readequação do texto, o Bom Marido precisou que eu fizesse a narração do vídeo também. Fiquei muito empolgada com a ideia e gravei o áudio com o maior prazer!

O vídeo ficou lindo! O Bom Marido caprichou em todos os detalhes, vejam:

Sem dúvida essa divulgação deu um upzinho nas vendas do curso, mas sempre é bom continuar alastrando por aí para que o Meu Amado possa vender muito mais e assim teremos dindim para finalmente oficializarmos nosso matrimônio conforme manda o figurino!!! rsrs.

Brincadeiras à parte, é muito gratificante ver um trabalho tão bem feito dando super certo e saber que tem um dedinho meu nisso tudo!

____

3) E para finalizar, um exemplo bem prático e útil que pode ilustrar diversas situações do cotidiano de um casal: UM BOLO!

Bolo_ElaineThierry Todos sabem que eu sou uma negação no fogão, mas eu tenho uma relação bacana com o forno. Pois bem, toda vez que a gente inventa de fazer um bolo ou uma torta, eu me encarrego de fazer a massa, enquanto Mon Amour se ocupa com o recheio e/ou a cobertura.

Este é o exemplo que mais se enquadra em um trabalho em equipe. Ou trabalho em dupla. Ou trabalho a quatro mãos, como eu costumo dizer!

Ou seja, se eu fizer uma massa muito pesada, não misturar direito ou esquecer algum ingrediente, o bolo inteiro vai pro saco. E se o Bom Marido deixar a cobertura queimar ou empelotar no fogo, também se tornará inútil para concluirmos o bolo.

Percebem?

Tudo deve ser feito a quatro mãos e dois corações.

Um sempre irá depender (moderada e positivamente) do outro e é assim que as coisas funcionam em um relacionamento.

É assim que as coisas funcionam na vida.

____

Espero que tenham gostado!

😉

Bolo_Lucky

– Vejam só! Até eu ganhei um bolo feito pela mamãe e pelo papai! *.*

Anúncios

LXIII. Histórias Engraçadas Pte. 2

Que casal não tem suas pérolas para relembrar e rir com a família, os amigos ou até mesmo a sós?

Algumas coisas de HOJE, 11 de janeiro de 2014, me fizeram lembrar de algumas histórias engraçadas que contarei logo abaixo! (Pelo menos são engraçadas para Meu Amado, as pessoas que gostam da gente e eu)

E vocês? Já viveram alguma situação engraçada com a pessoa amada? Claro que sim, né? Então deixem um comentário aqui, por favor! Estou curiosa para ler suas histórias! 😉

____

– Pizzas no Suvaco!

Hoje, após ver uma matéria no programa da Angélica – Estrelas – onde a atriz Cleo Pires aparece pilotando uma Ferrari em Las Vegas, lembrei das vezes em que pilotei, não uma Ferrari, mas o trambolhento Passat Alemão do Bom Marido.

mulheraovolanteO universo inteiro sabe que eu sou uma péssima motorista, mas se tem uma coisa que eu gosto de pilotar é um carro velho, grande e pesado. E assim é a “Jabiraca” (apelido carinhoso que o Thierry deu para seu próprio possante, tadinho!).

E pilotar a Jabiraca sempre foi uma delícia, mas sozinha, claro. Porque toda vez que eu piloto e tem alguém no banco do passageiro, seja o Meu Amado, seja meu querido Papai, tenho a impressão de estar conduzindo um filme de terror (para os passageiros, claro!).

Quando olho para o lado lá está o sujeito todo tenso, com cara de pavor, pisando em pedais invisíveis e com aquelas famosas pizzas de suor nas axilas!

É sempre assim. Vai ver é por isso que o Bom Marido deixou a caranga no mecânico e não faz a menor questão de ir buscá-la ou ver se está pronta!

____

– Moço… Que que tu é?

Hoje, após ler uma postagem da Débora Shen (minha amiga com descendência Chinesa) a respeito de uma criança no shopping que a abordou em Inglês pensando que ela não fosse nascida aqui, lembrei do dia em que fui às compras com Meu Amado, tempos atrás, no Pão de Açúcar ao lado do Metrô Ana Rosa.

Fim de ano. Tarde da noite. O mercado fica aberto 24h e resolvemos ir bem tarde porque é mais sossegado.

Chegando ao caixa, colocamos nossas compras na esteira e, antes de perguntar qualquer coisa, a moça do caixa deu uma boa olhada nos 1,87m (DE ALTURA, antes que pensem besteira!) do Meu Amado e perguntou, em um sotaque de outro Estado, além de uma entonação e um volume nada adequados para aquele horário da madruga:

int– Moço… Que que tu é???????????

Meu Loirão ficou sem entender… E como ele é de poucas palavras e muita vergonha, eu respondi:

– Belga. Ele é de família Belga.

– Ah… Tá… – ela fingiu entender. Talvez esperasse que eu fosse dizer: “Alemão”, sei lá! Só sei que foi muito engraçada a cara de espanto e o jeito estridente com o qual ela perguntou aquilo.

Depois ela ainda teceu mais alguns comentários sobre o jeitão gringo do Meu Amado e enquanto ela, toda contente e falante, passava as compras no caixa, eu me perguntava: “Que pessoa mais feliz e animada em pleno fim de ano, trabalhando a essa hora da madruga! Como pode?”

Engraçado também foi ver a cara do Meu Amado que jamais esperava ser abordado dessa forma no supermercado!

____

– A prejereba que não coube na forma!

Ah, essas pescarias! Elas rendem boas histórias, boas lembranças e GRANDES peixes!

Em uma das vezes em que Meu Amado foi pescar com o amigo Edson e o meu querido Papai, o troféu do dia foi a imensa prejereba que o Bom Marido pescou. Imensa mesmo. Mas eu não me lembrava que o bicho era tão grande assim. Mas pelo menos coube no freezer e lá ficou por quatro meses até o dia em que tanto os meus pais quanto os dele pudessem estar presentes para um almoço de domingo.

Além de eu não ter me lembrado que o bicho era tão grande, eu também não me lembrava da existência dele no congelador. Pensei que a última prejereba que degustamos tinha sido aquela que o Thierry fez no aniversário da minha amada Mamãe, em abril do ano passado! Era grande e serviu muito bem 6 pessoas (e mais um gato fominha folgado!). Mas essa de agora, pasmem, é MAIOR ainda!!!

Prejereba grossa!A ideia era fazê-la assada. E, além dos nossos pais e do nosso gato fominha e folgado, o Bom Marido convidaria mais alguns amigos para saborear o peixe. Eu disse:

– Está doido? Você quer convidar 15 pessoas para apenas UM peixe??? Vai faltar! (eu achava que essa prejereba era do mesmo tamanho da outra!) E ele disse: – Vai dar sim.

Então tá!

Com medo de errar no tempero de tão gigantesco alimento, Thierry pediu para a melhor cozinheira do mundo temperá-lo: Mamãe.

E como (de acordo com a história anterior), Meu Amado ainda está sem seu possante, Papai teve que ir lá buscar o peixe para ser temperado aqui em casa. Detalhe: O bichão não coube inteiro no cooler e jamais caberia na forma, então tiveram que realizar uma pequena cirurgia no coitado:

Prejereba em duas partes!

Aí sim! Agora é só levar ao forno e se deliciar com esta maravilha!

Será que ficou bom? Isso nós iremos saber só amanhã! hehe

____

Onde está o gato?– Lucky não deixa o Thierry trabalhar sozinho!

Essa semana alguém me mostrou um vídeo de uns gatinhos que não deixam o dono trabalhar em paz em frente ao computador. É lógico que lembrei do Meu Amado e do nosso bebê, o Lucky!

Virou mania. O Thierry se senta em frente ao computador e o Lucky já pula em seu colo, pisoteando tudo (rs!) até encontrar a posição mais confortável para tirar um cochilo no colinho do papai!

Além das posições engraçadas, o nosso miau ainda usa a mão do Thierry ou o teclado como travesseiro! É muito fofo e folgado esse gato!

Isso sem falar na hipnose. Uma vez que o Lucky se senta e se ajeita no colo do Meu Amado, impossível ele se levantar para fazer qualquer outra coisa. Fica lá, como a gente brinca: “hipopotizado” pelo felino macio e ronronante.

– Miau!

____

Bom… Essas foram algumas das histórias engraçadas que aconteceram com a gente. Preciso lembrar de sempre registrar as coisas bizarras que acontecem em nosso cotidiano!

Espero que tenham gostado. E espero também que vocês compartilhem suas histórias aqui nos comentários, beleza?

Fico no aguardo! Hehe!

____

Um dos capítulos mais comentados do meu livro é o “Histórias Engraçadas” que lá consta, além da história do banho bizarro do Meu Amado, uma ilustração maravilhosa sobre esse banho, feita pelo genial cartunista Marcio Baraldi!

::: Querem saber qual é essa história e sua respectiva ilustração? Então adquiram o livro “Como ser um Bom Marido” que lá tem textos e ilustrações bem divertidas do já citado Marcio Baraldi!

::: Como comprar? É só entrar em contato comigo, aqui mesmo pelo blog ou através do e-mail: elaine_thrash@hotmail.com. Tem também a opção de comprar pelo PagSeguro.

Cliquem na imagem e confiram:

ComoserumBomMarido_PagSeguro

::: Quanto? 30 pratas + frete.

Molezinha, não é? Sem dúvida é um presente bem divertido também!

Aproveitem!

😉

Abraços e muito obrigada!

Sessão: Macho & Fogão (pte. 7)

Sentiram falta das gororobas do Bom Marido?

Então fiquem ligados na parte 7 da Sessão Macho & Fogão, com fotos dos jantares mais recentes que o Bom Marido preparou para a Boa Esposa. Sim, esta que vos escreve! 😉

Querem recordar as anteriores? Então se liguem nos links:

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 6)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 5)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 4)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 3)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 2)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 1)

____

Arroz, feijão, frango e... um gato?Arroz, Feijão, Filé de Frango e… um Gato???

E a batalha do Bom Marido em busca do feijão perfeito continua! E desta vez ele tentou fazer igualzinho ao da Boa Sogra dele, ou seja, a maravilhosa Mamãe da Boa Esposa.

Querem saber se ele conseguiu? Bom… Eu sou muito sincera e, como uma boa amante de feijão, digo que ainda falta alguma coisinha para ficar 100% perfeito igual ao da Mamãe, mas acho que se ele observar direitinho como ela faz, acabará pegando as manhas.

Mas não tem jeito. Feijão da Mamãe NINGUÉM faz igual!

____

DSC04225  Filé de Frango com Zóião e Batatas Fritas

O Bom Marido pode não fazer o melhor feijão do mundo, mas o ovinho frito que ele prepara fica divino!

É apenas um ovo frito, mas além de fritá-lo na manteiga, o Meu Amado ainda coloca uns temperinhos nele: pimenta do reino, pimenta calabresa e pouco sal.

Digo o mesmo para o filé de frango que é feito na manteiga e temperado com pimentas, pouco sal e tomilho.

De lamber os beiços, não?

____

DSC04238Misto Quente Especial

Bom… Desde pequena eu chamo esse tipo de sanduba de Misto Quente, mas já vi gente chamando de Tostex, Sanduíche Quente, Torrada, Lanche Prensado, entre outros.

Mas qual é o nome desse raio de sanduíche?

Não sei, só sei que o que o Bom Marido inventou esses dias ficou extremamente supimpa!

A princípio ele mesmo fez o pão. OK, foi a máquina que fez, mas o cuidado com os ingredientes que ele escolhe também conta, não é?

Muito bem. Pão caseiro + 2 fatias de presunto + 2 fatias de queijo mussarela + requeijão + cebolinha + pimenta Tabasco = um Misto Quente que vale por uma refeição completa!!!

sanduicheiraantigaVocês não imaginam o sabor especial que a cebolinha dá a esse lanche. Cebolinha é tudo de bom, não é verdade? E com requeijão então, nem se fala!

Na casa do Bom Marido tem uma sanduicheira elétrica, mas lá em casa é aquela coisa bem primitiva que vai em cima do fogão! hehe!

Mas fica bom do mesmo jeito!

____Lentilha com Filé de Frango e Arroz

Lentilha com Arroz e Filé de Frango

Já deu para perceber que o Meu Amado é expert em filé de frango!

Mas agora tem uma outra coisa que ele tem feito bastante e muito bem por sinal: lentilha!

Desde que pegamos a receitinha básica com minha Mamãe, o Bom Marido vem se dando muito bem com o preparo dessa iguaria. Já dá até para dizer que está quase igual à que ela faz!

Segue a receita, conforme ela nos ensinou:

Escolha 1 pacote de lentilha, lave e deixe de molho enquanto o tempero é preparado. Frite aproximadamente 7 fatias finas de bacon em uma panela de pressão com óleo ou azeite. Acrescente 1 linguiça calabresa em rodelas, se tiver, e frite-a. Coloque 1 cebola picada e 3 dentes de alho bem picadinhos. Misture tudo e coloque 2 tomates maduros sem pele picados e misture bem. Coloque a lentilha já escorrida e acrescente 2 tabletes de caldo de carne, 1 folha de louro e 1 colher (sopa) rasa de sal. Cubra toda a lentilha na panela com água fervente até ultrapassar 2 dedos acima da lentilha e deixe cozinhar em fogo baixo, na pressão. Assim que a panela pegar pressão, conte 15 minutos e apague o fogo. Se quiser, coloque cheiro verde após tirar a lentilha da pressão.

____

Drink de Café com Sorvete Drink de Café com Sorvete

Variando um pouquinho a sessão de comilanças, eis agora uma bebida muito saborosa que o Bom Marido inventou de fazer esses dias.

Nada mais é do que café solúvel com leite batido com meia porção de sorvete de creme e meia porção de sorvete de chocolate.

Ele enfeitou o copo com calda de chocolate e depois colocou a bebida, dando esse efeito bem interessante, como vemos na foto.

Eu nunca tinha experimentado um drink tão cremoso e saboroso assim! Aliás, precisamos fazer mais receitinhas com café e sorvete, dois itens que nunca podem faltar na casa do Bom Marido.

Experimentem! Mesmo no frio fica uma delícia!

Depois é só entrar embaixo das cobertas com a pessoa amada e fica tudo certo! 😉

____

Fígado e FritasFígado e Fritas

Anemia vai, anemia vem… Eis que minha ilustre Mamãe, preocupada com minha alimentação (especialmente após eu ter sido recentemente submetida a uma cirurgia), resolveu colocar alguns bifes de fígado, já temperados, em um pote para levarmos para a casa do Bom Marido e assim ele só teria o trabalho de fritá-los.

Mas eu não esperava que ele fosse servir o fígado com batatas fritas!

Até que a combinação ficou boa, principalmente por causa da pimenta Tabasco e da mostardinha! Nham!

Engraçado que eu não gosto de nenhuma carne bovina, mas fígado eu sempre comi sem reclamar!

____

Fígado e Purê de Batata com Espinafre Fígado com Purê de Batata e Espinafre

Encerrando a postagem gastronômica de hoje, eis aqui mais um delicioso prato com o já citado bife de fígado que minha Mamãe temperou e o Bom Marido fritou.

Dessa vez o acompanhamento foi um curioso purê de batatas com espinafre, uma ótima invenção do meu sogrinho Joseph para que seu filhinho comesse verduras sem torcer o nariz.

O espinafre batido quem fez foi minha sogrinha Anita. O Bom Marido só teve o trabalho de tirá-lo do congelador e acrescentar ao purê de batatas que ele havia feito. Depois foi só fritar o fígado (sem torrá-lo e nem deixá-lo borrachudo) e servir!

Mas essa ideia do purê de batata com espinafre vai pegar por aqui, hein? Eu adorei e espero que o Meu Amado faça mais vezes!

____

Bom, pessoal…

Por hoje é só. Espero que tenham gostado das gororobas de hoje!

E quem souber o nome do tal sanduíche quente com presunto e queijo dentro, por favor, me diga! rs

Catarse_logoE quem ainda não sabe que o Bom Marido vai virar livro, corra lá no site do Catarse e faça parte desse casamento:

www.catarse.me/pt/comoserumbommarido

Acesse o link e apoie o projeto com quanto o seu coração mandar!

O Bom Marido agradece. E a Boa Esposa também! 😉

____

Valeu! =)

XXXV. Bom Marido à Distância!

Esse foi o recorde… 22 dias sem postar nada aqui… Motivo: total falta de tempo, afinal ainda estou viajando.

Elaine em Rocky MountainsBom, vamos lá.

Cá estou eu, aproveitando os últimos dias da minha viagem ao Canadá.

Já terminei meu curso, já peguei meu certificado, já saí da minha homestay e agora estou na casa de amigos, que por sinal merecem meus agradecimentos mais do que especiais!

Enquanto isso, no Brasil, lá está meu ilustre e amado Bom Marido naquela vidinha pacata de sempre, só esperando por mim.

Bendito seja o Skype em nossas vidas que nos permite ver e ouvir as pessoas em qualquer lugar do mundo. E durante esses quase 40 dias de viagem, consegui me comunicar com minha família e Meu Príncipe de forma rápida, eficaz e barata! Graaaaande Skype!

Papai e Mamãe no Skype

Em uma dessas conversas com Meu Amado, constatei que ele foi mais do que um Bom Marido e não deixou a casa e a louça sujas me esperando: ele limpou a casa e lavou a louça!

Mas como assim???

De vez em quando milagres acontecem, mas eu não esperava que ele fosse (juntamente com minha sogrinha, claro!) cuidar da casa na minha ausência. Eu esperava encontrar tudo de pernas para o ar, sujeira e poeira em todos os cantos da casa e mais aquela imensa pilha de louças imunda e fétida transbordando pela pia!

Mais uma vez o Meu Ilustre Namorido me surpreendeu!

Tudo bem que essa minha viagem está sendo mais do que maravilhosa, mas só o fato de eu saber que, em breve, irei voltar para os braços do Meu Amado já fico bem mais feliz.

Gato no SkypeIsso sem falar no meu Bebê também, né? Afinal toda vez que o Bom Marido me mostrava nosso gatinho no Skype, eu quase pulava na tela de vontade de abraçá-lo, apertá-lo e beijá-lo muito! *.*

Dentro de poucos dias eu abraço, aperto e beijo não só o Lucky, mas o Thierry também, claro! hehe

Bom, e para encerrar só digo que: Viajar é muito bom, mas voltar para casa é melhor ainda!

Me aguarde, Mon Amour!!!!!

XXIX. Papai, Mamãe e… Filhote!

O Bom Marido é aquele que faz de tudo para agradar sua Boa Esposa, principalmente quando o assunto é o aniversário dela.

02 de Junho de 2011.

Lembro como se fosse hoje… Eu havia passado uns dias na minha residência original, em Guarulhos, e bem nesse dia, uma sexta-feira, ao invés de ir direto para a casa do Meu Amado, resolvi me encontrar com ele na academia True Form (sim, na época a gente malhava…).

Após umas duas horas de malhação, fomos para a casa dele a pé e, no meio do caminho, vi um gato preto no quintal de uma casa e comentei: “Ai que lindo! Até parece uma estátua! Eu queria tanto ter um gatinho…”

O Thierry só olhou para a minha cara e não falou nada.

02 de junho de 2011Chegando à casa dele, assim que abrimos a porta da sala, ouvi um miado bem forte e insistente de gato bem novinho e disse: “Nossa, quem é que está miando assim? Será que é no vizinho?” Aí me veio um estalo: “É aqui????”

Mal pude conter a agitação quando ele disse que sim! Abrimos a porta da outra sala e lá estava o melhor presente de aniversário que eu já ganhei em toda a minha vida: UM GATO!!!

Imagine alguém que passou a infância inteira querendo um gato, mas nunca pode ter, simplesmente por morar em um minúsculo apartamento com duas pessoas (pai e mãe) totalmente contra essa idéia? Pois é…

Só sei que a primeira coisa que fizemos foi procurar um nome para o pequeno chumaço de pelo. Fiquei passeando pela casa com o felino no colo e eu olhava para qualquer coisa afim de ter um insight bacana para um nome. Li rótulos de garrafas de vinho em voz alta, li embalagens de vários produtos na cozinha e me deparei com diversas latinhas decorativas do cigarro que o Thierry fuma: Lucky Strike.

gatinho novo 3 a 4 mesesQuando eu disse “Lucky”, o miante olhou para mim e miou como quem dissesse: “Esse mesmo!” rs

E assim meu presente de aniversário foi batizado!

Depois o Thierry contou a saga da adoção do Lucky… Disse ele que foi lá no Centro de Adoções juntamente com minha querida sogrinha e ficou perdido em meio a tantos gatos disponíveis… Um mais lindo que o outro! Foi aí que ele falou para sua mãe que não sabia qual gato escolher e então, do nada, um gatinho preto se aproximou dele, olhou em seus belos olhos azuis, estendeu a patinha e miou como quem dissesse: “Eeeeeuuu!!!”

O Meu Amado não resistiu e acabou levando o gatinho preto devidamente vacinado e vermifugado! E lá foi ele para a Cobasi comprar caixinha de areia, comedouro, bebedouro, ração para filhote e outras coisinhas. Enquanto isso a sogrinha ficou no carro segurando seu mais novo “neto”!Lucky Strike no bolso

Ai ai… Como é gentil, carinhoso e preocupado esse meu Bom Marido. Certamente é um ótimo Pai para o Lucky! O gato teoricamente era pra ser só meu, mas quem mais cuida é ele (afinal o bichano fica na casa dele, porque se eu levasse para Guarulhos, mamãe não iria deixar…)

Nunca pensei que eu fosse gostar tanto de ser Mamãe de Gato!

Hoje, 02 de Junho de 2012, faz um ano que eu ganhei do Bom Marido esse presente fofo e incrível: o nosso Lucky!

=^.^=

Miau! 😉

Lucky novinho no meu colo

E para encerrar o post, fiquem com alguns videozinhos que fizemos de vários momentos do nosso amado Lucky ^^

😉

XXVIII. Histórias Engraçadas

Represa de Guarapiranga - 2010

Todo casal sempre tem alguma história, algum momento ou algum acontecimento engraçado para contar.

Meu Amado é um cara extremamente tímido. Jamais contaria qualquer coisa engraçada que aconteceu entre nós. Mas como estou longe de ser uma pessoa tímida, eu conto tudo, tudo mesmoooo! (Mentira. Quase tudo!)

E agora, neste exato momento, irei contar alguns “causos” que, pelo menos para nós, foi motivo de várias risadas!

Divirtam-se e deixem comentários com suas histórias divertidas também!

=)

Banho Estranho

Thierry e eu em Bertioga ^^Quando o Thierry ainda morava no apartamento da Vila Mariana, a porta do banheiro estava quebrada, impossível de ser trancada.

Certo dia ele estava lá tomando um belo banho e eu inventei de entrar no banheiro sorrateiramente, na intenção de pregar-lhe um susto ou coisa do gênero. Tentei abrir lentamente a porta sem que a mesma fizesse o bendito ruído podre da dobradiça caindo aos pedaços e… entrei.

Para minha surpresa lá estava o Meu Amado peladão, todo ensaboado, se enxaguando e fazendo outras duas coisas ao mesmo tempo: fumando um Lucky Strike e tomando chá!!!

Eu chorei de rir ao ver a cena… Um cara loiro, alto, branquelo, magro… tomando um banho sossegado, fumando e tomando um chazinho tranquilamente! hahaha Pode uma coisa dessas?

É por isso que, quando eu ía lavar a louça, eu não encontrava os copos e as xícaras… Afinal estava tudo lá no banheiro!

🙂

Nome Estranho

É inegável que o nome do Meu Amado não é todo mundo que consegue entender e pronunciar. Lembro que, antes de viajarmos para a Bahia com a finalidade de visitar minha família, o melhor amigo do Thierry já tirou um baita sarro, dizendo que ninguém lá saberia falar o nome dele corretamente. Errou feio! Todos os meus parentes lá falaram direitinho, até mesmo com sotaque francês, Oui!

Em compensação os porteiros do meu prédio… Cada dia eles inventam, não sei de onde, uma pronúncia nova e bizarra.

Gato FolgatoO interfone toca:

– “Alô, dona Elaine? O Térri chegou…”

– “Ô, dona Elaine? O Chilli tá aqui embaixo, pode subir?”

– “Alô, dona Elaine? O Thirrí tá aqui na portaria…”

Não adianta ensinar! Eles sempre falam errado… Até no consultório médico, na sala de espera, eis que a enfermeira chama:

– “Senhor Thiérry…”

Tadinho de Mon Amour! Até já se acostumou! Ainda que seja engraçado ver as pessoas se embananando para falar o nome dele, é chato pra caramba esse tipo de situação, não é mesmo? rsrsrs

😉

Beijinho do Gato

Nosso gato, o Lucky, é muito fofo, carinhoso e dependente. Não pode ficar uma horinha sozinho em casa que já fica todo desesperado de saudades.

Quando a gente chega, a primeira coisa que ele faz é dar uma bela lambida na nossa face…

Em mim, o Lucky lambe meu enorme olho. Nunca vi isso! Ele lambe tanto que até dói!

Já no Thierry, o miau ataca logo sabe o quê? O grande, enorme e protuberante NARIZ! Isso mesmo, o gato adora lamber o narigão do Meu Amado! É muito engraçado de se ver! E muito fofo também!

E no meu pai? O Lucky sobe na cabeceira do sofá e dá várias lambidas na carequinha dele! hahaha! Esse gato é uma figura! rs

Gato Folgato outra vez!

^^

A Pizza que Até Hoje Não Chegou…

Assim que meu Príncipe Encantado se mudou da Vila Mariana para a Saúde, a gente demorou para conhecer os estabelecimentos bons ao redor, principalmente os que fazem Delivery

Já havíamos pedido comida chinesa algumas vezes e, certo dia, tentamos pedir uma pizza.

Cri cri cri…

As horas foram passando e nada da pizza chegar. O Thierry até ligou reclamando e a atendente falou que a redonda já estava a caminho.

A caminho pro Alaska, só se for, né? Porque até hoje a tal pizza não chegou…

Foi daí em diante que, sempre que surge uma fome relâmpago, a gente pede uns quitutes do Ragazzo, que chegam sempre rapidinho, são deliciosos e são de qualidade garantida e comprovada!

(Ainda bem que tem um Ragazzo bem pertinho de nós!)

Almoçando em Três Corações - Rei da Traíra

=P

Bom, essas foram algumas historinhas lights que eu lembrei hoje.

Assim que eu lembrar de outras eu compartilho por aqui.

E, como eu disse anteriormente, quem tiver histórias conjugais engraçadas, conte aí nos comentários.

(Logo ao final da postagem aparecem várias palavras relacionadas à postagem e em seguida vem “Deixe um Comentário”, ou ” X Comentários”. Ou então, logo ao final da página, caso você tenha entrado diretamente pelo link da postagem, aparece a mensagem “Gostou? Deixe um comentário, por favor!” e em seguida aparece um quadro em branco. Clique e comente, uai!)

Muito obrigada e até a próxima!

=]

XXVII. Surpreendendo!

Caramba! Hoje já é 20 de Maio… Isso significa que fiquei quase 20 dias sem atualizar aqui… Mas é exatamente sobre essa demora que resolvi escrever.

Bom, como a minha rotina está cada vez mais intensa e eu mal tenho tempo de ficar na casa do meu Príncipe Encantado ( e nem na minha, diga-se de passagem), não tive tempo de postar nada aqui no “Como Ser Um Bom Marido”.

Quem acompanha meu outro blog, o Elaine Oliveirarte, sabe como a minha vida tem sido bem agitada por causa do trabalho. (Graças a Deus!)

____

Mas vamos ao que interessa.

O título de hoje, como podem ter percebido, diz: “Surpreendendo!” E agora vocês me perguntam: Qual é a surpresa?

Bem, todas as vezes em que eu ficava alguns dias na minha casa e depois vinha para a casa do Bom Marido, eu me deparava com uma imensa pilha de louça para lavar, isso sem falar nas roupas sujas espalhadas pelo quarto e dos copos, pratos e tigelas sujas, tanto no quarto onde dormimos, quanto no quarto onde Meu Amado usa como escritório.

Da última vez em que estive aqui na casa dele, eu estava cansada e debilitada demais para mover uma palha no quesito “faxina” (afinal eu estava com um problema de saúde e mesmo assim me dispus a trabalhar durante 10 dias seguidos sem folgar). Pois no 11º dia eu folguei e vim para a casa dele. Claro que ele percebeu que eu estava muito mal até mesmo para lavar uma louça e então ele se virou com a que tinha, vez ou outra lavando um copo ou um prato da enorme pilha que ele mesmo havia feito… Banana Split

Fora isso ele foi todo cuidadoso comigo e até fez um mimo para nós: Banana Split!!! Que capricho!

Após o Sábado de descanso e o Domingo de Dia das Mães, viajei a trabalho durante 5 dias e vim para a casa do Thierry novamente. Para minha surpresa ele tinha lavado quase todas as roupas que estavam espalhadas pelo quarto e pelo banheiro e, ainda por cima, lavou TODA a louça que estava na pia! Um verdadeiro milagre! Eu mal acreditei quando vi a pia limpinha! E tem mais: Ele separou e tirou todo o lixo da casa, sem eu precisar lembrá-lo!!!

Ai que orgulho! Ele sabe o quanto eu sou chata com relação a limpeza e bagunça. Nós até já discutimos por causa disso. (Vocês acham que esse namoro-casório é somente um mar de rosas? Não! De vez em quando surgem alguns espinhos, que a gente trata logo de arrancar!)

E assim, mais uma vez o Bom Marido, com esses simples gestos, consegue me deixar mais e mais apaixonada por ele!

E para encerrar esse post, segue uma foto que ele tirou Domingo passado, no Dia das Mães, afinal, mãe de gato também é mãe! E se não fosse pelo Meu Amado, eu jamais teria realizado o sonho de infância de ser mamãe de um gatinho tão lindo e fofo como o Lucky!

(Dia 02 de Junho faz 1 ano que adotamos esse precioso!)

Dia das Mães - Mãe de Gato também é Mãe!

😉

Espero que tenham curtido!

Desculpem o atraso e até breve!

XXIV. O tal passarinho do realejo…

Há alguns anos eu estava passeando pelo bairro da Liberdade quando avistei um senhor com uma espécie de gaiolinha amarela com um periquito dentro. Conforme o senhor girava a manivela, uma musiquinha intrigante era tocada na tal gaiolinha. Tão intrigante que chegava a hipnotizar.

passarinho realejoSou uma pessoa muito supersticiosa e interessada em assuntos que envolvem “sorte”. E era exatamente isso que o tal passarinho do realejo estava fazendo: escolhendo a sorte para cada pessoa que ali parava. É claro que eu queria ver de perto essa história, afinal era só pagar R$ 1,00!

O senhor, em uma espécie de código, comandou o passarinho e pediu que ele escolhesse um papelzinho para mim. Naquela hora eu li, tentei entender, mas não consegui visualizar o sentido daquelas palavras… Mas mesmo assim resolvi guardar o papelzinho como recordação.

Esses dias, fazendo aquela master faxina em todos os armários e pastas, eis que encontro o tal papelzinho que, se não me engano é de 2006… 2007… Não lembro ao certo!

E hoje, fazendo um giro pelo que aconteceu em minha vida, vejo que aquela sorte ali bicada há tempos pelo periquito, em pleno Domingo ensolarado, na Feirinha da Liberdade, tem lá suas verdades!

Ei-las:

por volta de 2006

Quem me conhece sabe que tudo isso já aconteceu em minha vida, exceto o casório propriamente dito e as tais duas lindas criaturas (se bem que o Lucky é uma linda criatura… Já não conta? hehe)

Só sei que eu acredito bastante nessas coisas. E acredito que no passado o Thierry tenha sofrido muito pela incerteza do meu amor (vamos combinar que eu dei vários motivos também, né? Ai, como eu fui má!). E desde que comecei a namorá-lo pra valer, senti que havia encontrado o Príncipe Encantado perfeito para o tipo de Princesa Pirada que eu sou! Ou seja, o passarinho do realejo estava certo!

Mas o que ainda me preocupa é esse tal lance das “duas lindas criaturas“… Será?

Diz aí, Lucky, será que a mamãe vai adotar mais um filhote felino ou vai aumentar ainda mais a família dos Oliveiras???

Lucky no balde de Heineken

- "Sei lá, mãe! Só sei que eu cansei de ser GATO. Agora sou uma HEINEKEN!" 😉

E você? O que acha? 😉

____

Para entender o que aconteceu no passado, visite os posts da sessão:

Tudo tem sua hora (Parte 1) (Parte 2) e (Parte 3)

____

Será que a sorte virá num realejo?
Trazendo o pão da manhã
A faca e o queijo
Ou talvez… um beijo teu… (Realejo – O Teatro Mágico)