LIV. Assistindo a um bom filme juntos

Pipoca e filme!Tudo bem que o Bom Marido é mais do tipo nerd que prefere filmes de aventura, ficção científica e seriados de humor inteligente. Mas de vez em quando ele também se rende a algum filme que eu esteja afim de assistir, nem que seja um filme estranho, que na verdade eu só assisto para usar de laboratório para alguma criação teatral…

Esses dias minha irmã (uma pisciana romântica por natureza) deixou conosco um filme que uma amiga dela havia lhe emprestado há tempos. Era um filme de amor, daquele tipo que você olha a capa e imagina aquelas cenas melosas de novela mexicana.

Imagino que Meu Amado tenha pensado que este seria um filme parado e entediante, mas fiquei feliz que ele não achou ruim por ter que assistí-lo.

Ele fez as suas famosas e maravilhosas pipocas no azeite, deixou de lado todas as atividades nerdísticas que ele estava fazendo, e deitou comigo para assistirmos juntinhos ao filme com direito a pipocas, Schweppes Citrus e o nosso felino peludo entre nós!

Eu queria muito ver o filme, pois minha irmã havia falado muito bem dele. E ela até recomendou que fosse assistido juntinho com a pessoa amada! Então assim fizemos.

Em alguns momentos do filme eu pensei que Meu Amado havia adormecido. Conhecendo bem o jeito dele, sei que esses filmes bonitos e românticos, muitas vezes o deixam sonolento. Mas ele assistiu tudo até o final. Claro que ele fez isso mais por mim do que por ele, mas se ele não tivesse mesmo gostado do filme, já teria dormido logo no começo!

Diário de uma PaixãoE foi assim que o Meu Príncipe Encantado e eu nos emocionamos juntos com o ótimo filme “Diário de uma Paixão”.

O filme começa com uma senhora bem bonita, porém com problemas de memória, que vive em um asilo sob os cuidados de enfermeiros. Todos os dias um senhor aparece para ler uma história para ela, deixando-a muito feliz e tranquila. E é claro que nos filmes a gente não apenas ouve as histórias contadas, como também as assiste, certo?

Diário de uma Paixão - filmeE enquanto o senhor lê a história, cenas de um jovem casal apaixonado vão sendo mostradas desde o seu primeiro encontro em um parque de diversões até os problemas enfrentados pelo fato de ela ser rica e ele não, além dos encontros e desencontros que eram bem comuns nesses tipos de relacionamentos de décadas e décadas atrás…

A senhora, enquanto ouve a história, fica muito curiosa com o que pode acontecer com o casal e isso desperta nela sentimentos há muito tempo adormecidos em seu coração e em sua memória.

Bom, não vou contar o que acontece nesse filme, pois quem ainda não o viu pode se irritar com o “spoiler”, mas só digo que é um filme realmente muito bonito e que vale a pena assistir com a pessoa amada, pois mostra de uma forma pura e bem construtiva os milagres que o amor verdadeiro é capaz de fazer.

E serve de consolo para aqueles que, por algum motivo tiveram que ficar longe da pessoa amada.

O mundo dá muitas e muitas voltas, mas o amor, mesmo que com tropeços e demoras, consegue driblar essas voltas e fazer com que um casal se reencontre, seja para resolver o que ficou no passado, seja para aproveitar mais uma chance de serem felizes para sempre, assim como o Bom Marido e a Boa Esposa que vos escreve!

Não sabem como tudo começou? Então acompanhem aqui:

VII. Tudo tem sua hora (Parte1)

VIII. Tudo tem sua hora (Parte2)

IX. Tudo tem sua hora (Parte3 – final)

E é isso!

Espero que tenham gostado da postagem de hoje!

Quem já assistiu a esse filme e quiser deixar um comentário logo abaixo, fique à vontade!

____

Ah! Já ía me esquecendo!

Para quem ainda não sabe, “Como Ser Um Bom Marido” vai virar um livro bem legal e ele está lá no site do Catarse! Se você também quer ter o seu nome nesse projeto e ainda ganhar recompensas supimpas por isso, então entra lá no link do projeto e faça a sua contribuição! www.catarse.me/pt/comoserumbommarido

É muito fácil e muito divertido apoiar um projeto no Catarse!

Como Ser Um Bom Marido - Catarse.me 1) Primeiro você entra na página do projeto e dá uma olhadinha nele e nas recompensas;

2) Escolhe a recompensa que mais lhe agrada e clica nela (ou no próprio botão “Apoiar Este Projeto”, ao lado do vídeo);

3) Se for a sua primeira vez no Catarse, ele vai pedir um breve cadastro com seu email, seus dados e etc. É bem facinho;

4) Depois disso já aparece a página que pede o valor com o qual você quer apoiar, bem como a lista de recompensas que você pode escolher!  (A partir de R$10,00 já está ótimo!!!);

5) Lá embaixo aparece o botão “Revisar e Realizar o Pagamento”. É só clicar;

6) Em seguida é só concordar com os termos de uso e escolher a forma de pagamento desejada (cartão de crédito, boleto ou débito em conta, se for pagamento nacional, e PayPal, se for pagamento internacional);

7) Por útlimo é só aguardar o email de confirmação e pronto! Você estará contribuindo para um projeto bem legal e ainda vai ganhar uma recompensa bem bacana por isso!

Tudo bem simples e bem divertido!

E nós estamos muito felizes pois hoje, dia 21 de Julho de 2013, já temos 27 apoiadores!

São 27 pessoas que estão torcendo para que o livro “Como Ser Um Bom Marido” seja lançado!

São 27 pessoas fazendo a diferença!

E você? Quer fazer também? Então corre lá no Catarse e apoie este projeto!

Conto com o seu apoio!

😉

____

XXIII. A importância da família

O Bom Marido é aquele que se dá bem com a família da Boa Esposa. E além disso, é aquele que não só se dá bem como também gosta muito dos parentes dela.

vinho branco

06 de Abril, Sexta-feira da Paixão. O famoso dia onde é proibido comer carne. Minha mãe sempre faz dois tipos de peixe ensopado: o tradicional bacalhau e o meu predileto, o cação.

Eu nunca vi o Thierry ou a família dele expressando qualquer tipo de crença ou costume religioso, mas é sabido que os europeus tendem a ser bem rigorosos nesse assunto. Pelo menos os pais dele são.

cação ensopadoA minha sogrinha até ligou para o filhote avisando que ele não deveria comer carne na Sexta-feira Santa. Ele até respeita a data, mas não é do tipo que acredita em alguma coisa.

Mas eu acredito. E fiz questão de ir para minha casa almoçar com minha família. Meu amado foi junto, mesmo tendo um trabalho urgente a fazer. Almoçamos, curtimos o dia em família e até mesmo assistimos àquele filme do Padre Marcelo Rossi que estava passando na Globo, o “Irmãos de Fé”.

Ainda que o importante seja a mensagem do filme, Thierry não perdeu a chance de criticar o mesmo, apontando os pontos negativos do cinema brasileiro! E com razão… Os filmes feitos no Brasil, principalmente os de caráter religioso, parecem subestimar a capacidade de pensar do povo brasileiro… É um tipo de filme feito para a massa, onde tudo é muito mastigadinho, muito “legendado” e sem ritmo. Claro que nem todos se encaixam nessa crítica, mas no geral é assim que funciona.

Thierry deu uma Colomba e um Ovo para MamãeMas como o assunto de hoje não é filme e sim família, devo elogiar o comportamento do meu amado, pois ele é muito atencioso e gosta bastante dos meus pais. E é recíproco. Meus pais também gostam muito dele!

Meu Amado até fez questão de comprar uma Colomba Pascal e um Ovo de Páscoa para minha família! Um gesto simples, mas que demonstra muito carinho!

E no final das contas é exatamente isso que importa. Independente de crença, religião, costume, etc, o bom é respeitar e estar com quem a gente ama. O bom é estar em família!

Graças a Deus!família