LXVIII. Feriado, sossego e alegria!

Lucky_sossegoQue vida boa!

Sem trânsito, sem gastos, sem furdúncio… Só o conforto do lar e do colinho do Meu Amado.

Após ter passado anos e anos trabalhando enlouquecidamente sem saber o que era sábado, domingo e feriado, eis que pude desfrutar de um feriadão sem remorso algum nos braços do Bom Marido.

Não é preciso ir longe, nem gastar rios de dinheiro para aproveitar as coisas boas da vida. Às vezes é bom ficar em casa assistindo a alguns filmes e seriados, comendo pipocas na cama.

Dormir abraçadinhos até tarde sem se preocupar com o despertador. Tomar aquele super banho juntinhos, com direito a massagem e tudo mais! E depois ainda tomar uma sopinha com pão caseiro. Hmmm…

Tem tanta coisa boa para fazer em casa no feriado! Mas às vezes também é tão bom não fazer coisa alguma!

Vivemos em um mundo tão caótico, tão competitivo, tão urgente que não podemos nos dar ao luxo de descansar. Qualquer horinha sem fazer algo “útil” já é sinônimo de improdutividade. E aí bate aquela culpa, aquela sensação de que está faltando alguma coisa.

Mas descansar também é útil. Aliás, é importantíssimo. É como deixar um liquidificador ligado ininterruptamente. Uma hora ele queima. Assim também funciona conosco. É preciso desligar de vez em quando, algumas horas, alguns dias. E não é preciso fazê-lo em uma praia paradisíaca só para depois postar as fotos no Instagram para os “amigos” verem.

Desliguemos-nos de tudo isso: obrigações, conexões, televisões, ostentações. Vamos cuidar de nossas mentes e de nossos corações.

Pipoca e filme!Se tiver uma rede, deite-se nela e leia um livro.

Se não tiver, leia no sofá, na varanda, na cama, naquele cantinho agradável da casa…

Ou então, faça palavras-cruzadas. É um passatempo leve, mas que ao mesmo tempo mantém a mente exercitada, sem cansar.

Pratique a “cozinhaterapia”! Faça um prato diferente ou até mesmo uma torta de banana para a pessoa amada! Sem dúvida o cheirinho de açúcar e canela pela casa deixa a vida mais gostosa!

Pinte, desenhe, dance, escreva! Faça algo que você gosta e que não seja trabalhoso.

Durma. Durma bastante! Durma sem culpa! Acorde, coma, beije a pessoa amada, afague seu bichinho de estimação e durma outra vez!

Aproveite bem o sossego desses dias.

E seja feliz nos dias que virão! 😉

#feriado

ELE NASCEU!!!

2013_12_07_LançamentoBM4Muito bem, pessoal!

É com muita alegria que venho lhes dizer que o livro “Como ser um Bom Marido” finalmente nasceu e está prontinho para ganhar o mundo!

2013_12_07_LançamentoBMO lançamento foi supimpa!

Parentes, amigos e apoiadores do projeto no Catarse foram lá buscar seus exemplares, além de se deliciarem com alguns quitutes e curtirem um pouco de música ao vivo, a cargo da dupla Renato Coffeé e Letícia Di Buono, integrantes da Banda BAC.

2013_12_07_LançamentoBM10Foi uma noite extremamente agradável!

Todo mundo amou conhecer minha família e a família do Bom Marido (querida sogrinha e querido sogrinho, sempre presentes nos momentos importantes da minha vida e da do Meu Amado!).

E o mais importante de tudo: o Bom Marido amou o evento!!!

2013_12_07_LançamentoBM8Justo ele que é bem tímido e não é muito fã de muvucas e aglomerações, mas interagiu com os convidados, fez algumas fotos (junto com nosso amigo-cupido Renato Rodrigues) e ainda se preocupou em ir vestido com a camiseta e a camisa que eu trouxe de presente para ele lá do Canadá! Que lindo! ^^

2013_12_07_LançamentoBM6Gente! Só sei que estamos muito felizes com o resultado!

O evento foi muito bacana e eu só tenho a agradecer aos que puderam ir lá pessoalmente buscar um exemplar autografado e prestigiar esse grande dia!

Sem palavras!!!

Querem saber como foi? Então vejam mais fotos do lançamento. É só clicar AQUI.

Quem também quiser adquirir um exemplar autografado do livro, basta entrar em contato comigo, seja via comentário (logo abaixo), seja via email, que eu respondo com o maior carinho: elaine_thrash@hotmail.com ou elaineoliveirarte@globomail.com.

2013_12_07_LançamentoBM2E muito obrigada a todos por acompanharem essa incrível e gratificante trajetória!

Seja bem-vindo, Charlie*!!!

* Charlie é o nome do sapinho da capa do livro, criado pelo designer e Bom Marido Thierry Durieux.

Até a próxima, pessoal!

😉

2013_12_07_LançamentoBM92013_12_07_LançamentoBM112013_12_07_LançamentoBM3

::: Agradecimentos mais do que especiais ao pessoal que colaborou e fez de tudo para que este lançamento pudesse acontecer da forma mais divertida e agradável possível: Renato Alves (Fagulhas D’Arte), Edson Mendes (Espaço Piccolo), Letícia Di Buono, Renato Coffeé e Arthur Santana (Banda BAC), Fabrícia Vivas e Augusto Valente (CIAVIP Cultural) e à minha família incrível e maravilhosa que se desdobrou para me ajudar com os preparativos: Maria Zélia (Mamãe), Luiz (Papai), Eliane Lilika (Irmã), Anita (Sogrinha), Joseph (Sogrinho) e Meu Amado e dedicado Bom Marido Thierry!

Muito obrigada pela força!!!

Sessão: Macho & Fogão (pte. 5)

Dando sequência a mais uma postagem de gororobas preparadas pelo Bom Marido, eis algumas das mais recentes!

Não se lembra das anteriores?

Então clique nos links:

::: Sessão Macho & Fogão (pte. 4)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 3)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 2)

::: Sessão: Macho & Fogão (pte. 1)

Agora vamos ao que interessa:

Torradas, Paté e Vinho do PortoTorradinhas com Paté de Smoked Salmon e Vinho do Porto.

O Bom Marido e eu não dispensamos um bom vinho, de vez em quando.

SeaChangeCanadáRecentemente, lembramos que havia restado uma latinha de paté que eu trouxe do Canadá. Um delicioso paté de Salmão Defumado da marca SeaChange.

Mon Amour havia guardado uma garrafa de Vinho do Porto Dom José – Ruby, da Real Companhia Velha e então, sem nenhum motivo em especial, decidimos degustar essas iguarias chiquetosas com as simples Torradas Integrais Bauducco!

____

Peixe Ensopado com Arroz e Fritas Peixe Ensopado com Arroz e Fritas

E olha o peixe ensopado aí outra vez!

Para quem não se lembra, a receita está no link: XLIX. “Tá nervoso? Vai pescar!” e quem ensinou o Bom Marido a preparar essa suculenta iguaria foi a minha querida e prendada Mamãe!

Além da receitinha do peixe ensopado, o Bom Marido ainda quer aprender a fazer um feijão igualzinho ao da minha mãe! Mas isso é um desafio para qualquer mortal, afinal ninguém faz uma comidinha tão mágica igual à dela.

As iguarias que o Meu Namorido prepara são ótimas, claro, mas quando o assunto é feijão, só minha mãe faz do jeito que eu gosto!

Mudando de assunto, alguém consegue enxergar um intruso guloso, curioso e comilão na foto ao lado? rsrs!

____

Prejereba Assada com Purê de BatatasPrejereba Assada com Purê de Batata

Falando em peixe, mãe e etc, Thierry e eu resolvemos fazer um delicioso peixe assado justamente na semana em que minha linda mamãe completou 53 aninhos!

Dissemos a ela que o Thierry queria finalmente assar a gigantesca Prejereba que ele havia pescado e convidamos os pais dele e os meus para um belíssimo almoço no Sábado, dia 27 de Abril.

Mamãe até ajudou Meu Amado a assar o peixão que ele havia temperado no dia anterior seguindo todas as orientações dela.

Além da Prejereba assada, degustamos também umas boas postas de Baiacu frito que minha mãe já trouxe temperado, além do acompanhamento do peixe: purê de batatas feito pelo mestre das batatas, o Bom Marido!

Bolo de Chocolate com Recheio de MaracujáPara surpresa de Mamãe, após o almoço colocamos na mesa um belíssimo bolo de Chocolate com Recheio de Maracujá que, pasmem, eu mesma que fiz!

Pois é. Resolvi botar literalmente a mão na massa.

Eu só fiz esse bolo por que foi para alguém muito especial: Minha Mamãe. Mas em breve eu conto detalhes dessa e de outras aventuras culinárias de minha parte. Aguardem!

Só sei que todo mundo adorou o bolo e minha mãe ficou muito contente com a surpresa. Ela não esperava que fôssemos comemorar o aniversário dela e muito menos que eu tivesse a coragem de fazer-lhe um bolo!

“Te amo, Mãe!”

____

Café com Chantilly e... Neston?Café com Chantilly e… Neston?

O Bom Marido adora inventar umas gororobas estranhas.

Certo dia eu perguntei a ele se já havia comido (ou tomado) Neston. Ele disse que não se lembrava. Aí eu fiquei doida! Disse que ele não teve infância, afinal todo mundo já comeu Neston (seja na fruta, seja no mingau, seja batido no leite) alguma vez na vida. Impossível ele não se lembrar disso!

Resolvemos comprar Neston para ele experimentar. Ele adorou e resolveu então coloca-lo em tudo o que via pela frente. No pão, na fruta, no sorvete, no leite, na sobremesa e até no café.

O resultado foi essa invenção aí ao lado: café com chantilly e Neston. Pode uma coisa dessas? rsrs

____

Omelete no Capricho! Omelete de Peito de Peru

Enquanto eu mexia os ovos com um garfo (do jeito que sempre vi Mamãe fazendo!), Meu Amado dava uma leve fritada em algumas fatias de peito de peru e mussarela picadas.

Acrescentamos cheiro verde, tomilho, pimenta calabresa e sal aos ovos, mexemos mais um pouco, colocamos o peito de peru e o queijo e enfrentamos a parte mais chata do procedimento: fritar tudo isso!

Temos aquela panelinha dupla, própria para omelete, que é só encaixar uma na outra e pronto, mas mesmo assim é difícil fazer omelete sem quebrar ou grudar. Ainda precisamos aprender os segredos ideais com minha mãe…

Mas fora isso, ficou supimpa. Como podem reparar ali na foto, tem até uma pimentinha Tabasco para incrementar! hehe

____

Batata Russa com Filé de FrangoBatata Russa com Filé de Frango

Alguém já viu rolando por aí uma foto de uma tal Batata Russa cuja receita é bem complicadinha de entender? Pois é… Minha irmã mostrou essa foto para Meu Amado e eu e  então nós dois resolvemos testar por aqui…

A princípio parece simples. É só pegar uma batata com casca e tudo, fazer uns cortes sem chegar ao fim da batata e rechear intercaladamente com pedaços de manteiga e pedaços de queijo (à sua escolha, mas a receita original sugere parmesão). Por cima da batata jogue pimenta, sal e alho à gosto. Leve ao forno pré-aquecido por cerca de 1 hora.

Retirar do forno, jogar um creme branco por cima (pode ser requeijão com cebolinha picada ou creme de leite, mas a receita original sugere o famoso Sour Cream*), polvilhar com queijo ralado e levar ao forno por mais uns 15 minutinhos.

Depois é só servir com carne ou um belíssimo filé de frango e voilá! Eis um criativo jantar!

____

Frango Assado com Salada Mista e Sour CreamAos curiosos de plantão, eis a receita do Sour Cream que fizemos em casa:

*Sour Cream

Misture 1 lata de creme de leite sem soro com 1 copo de iogurte natural, suco de 1 limão e meio e 2 colheres de leite. Depois dissolva meio envelope de gelatina sem sabor em um pouco de água quente e mexa bem até esfriar. Adicione a gelatina ao creme, mexendo bastante e acrescente sal e pimenta do reino à gosto. Deixe na geladeira por, no mínimo, meia hora antes de usar.

Dicas de consumo: além de colocar na tal batata russa, é possível usar o sour cream na salada, no lanche ou em cima de alguma carne.

Na foto acima, temos um crocantíssimo Frango Assado com Salada Mista e Sour Cream.

Simples, mas incrívelmente espetacular!

____

Bom, esta foi a 5ª parte da Sessão Macho & Fogão, estrelada pelo meu ilustre e magnânimo Bom Marido.

Espero que vocês tenham gostado das dicas!

Comentem aí se vocês tiverem dúvidas, elogios, sugestões ou reclamações, rs

Farei de tudo para atender a todos com muito carinho!

E bom apetite!

😉

Sessão: Macho & Fogão (pte. 4)

Nossa! Faz tempo que não passo por aqui, hein?

Sentiram saudades das receitinhas do Bom Marido?

Não se preocupem. As deliciosas gororobas estão de volta!

(Reparem que algumas receitas são bem parecidas e aí alguém pode perguntar: “Por que você não deu uma variada no cardápio?” E o motivo é porque eu costumo colocar as receitas na ordem em que elas realmente foram feitas pelo meu Bom Marido e fotografadas por mim, OK?)

Confiram:

Frango Assado com Arroz Preto e Batata FritaFrango Assado, Arroz Preto e Batatas Fritas

Tem como resistir a esse jantarzinho feito no capricho pelo meu amado Bom Marido? Claro que não, né? Ainda mais quando ele faz esse Arroz Preto maravilhoso que eu comeria todo dia se não fosse tão caro! É, Ruzene, estamos de olho nos preços, hein?

O segredo do Meu Amado para o Arroz Preto é que ele o prepara com manteiga e curry! Fica inigualável!

E esse franguinho, hein? Não tem segredo nenhum, é só não abusar do sal!

____

Peixe Frito com Arroz 7 Grãos e FeijãoPeixe Frito, Arroz 7 Grãos e Feijão da Mamãe

Já mencionei em outra postagem o quanto o Bom Marido adora pescar, lembram? Quem tem memória de peixe, leia AQUI, rs!

Esse peixinho frito foi daquele primeira pescaria em alto mar que ele fez com seu ilustre e sábio sogro, ou seja, meu pai, claro!

Para fritar um peixinho é bem simples: deixar marinando no temperinho (sal, limão, alho, pimenta do reino), dar uma passadinha na farinha e jogar na panela com óleo.

Traindo um pouco nosso Arroz Preto Ruzene, o Bom Marido resolveu fazer o Arroz 7 Grãos Ráris, que por sinal ele fez com manteiga também.

O feijão… Bom o feijão a gente “importa” diretamente da minha casa, afinal o Bom Marido pode ser um maravilhoso e criativo “chef”, mas nunca fará um feijãozinho tão perfeito igual ao da minha mãe.

Quando a gente vai para a minha casa, a gente tem que pegar no freezer pelo menos um potinho do maravilhoso feijão que só ela sabe fazer!

Dica: Mamãe reaproveita os potes de margarina vazios. Ela os lava muito bem e, depois de secos, ela os usa para armazenar várias porções de feijão no congelador.

____

Peixe Assado e Batatas FritasPeixe Assado e Batatas Fritas (e também um feijão diferente ali no cantinho!)

Falando em potinho de feijão, outro dia minha mãe fez um feijão que o Meu Amado experimentou lá na terrinha de mamãe (Bahia) e adorou: o famoso Feijão Catador.

Ele aparece ali no cantinho, dentro de um potinho de Doriana. Super prático! Foi só colocar o potinho direto no microondas e já era!

Enquanto isso, meu amado assou um dos maravilhosos peixinhos que ele pescou e depois fritou umas batatinhas para acompanhar.

Peixe é bom de qualquer jeito e a gente adora!

____

Peixe ao Molho de Legumes e Arroz 7 GrãosPeixe ao Molho de Legumes, Arroz 7 Grãos e Batatas Fritas

Peixe, peixe e mais peixe.

Ah se Meu Amado fosse pescar todo mês! A gente nem precisaria comer outra coisa nessa vida! Que delícia!

Primeiro que, se ele pudesse pescar todo mês, já seria o homem mais feliz e desestressado da face da Terra, e segundo que peixe é gostoso, o preparo é rápido, é saudável e dá pra comer até cru!

Esse aí da foto está acompanhado por uma gororoba de cenoura (provavelmente feita pela mãe ou pela avó do Bom Marido), Arroz 7 Grãos Ráris e as infalíveis Batatas Fritas.

São três coisas que o Bom Marido não vive sem: Coca-Cola, Café e Batata Frita! Antes tinha mais uma coisa, mas graças a Deus ele eliminou da vida dele: o cigarro.

Uma vitória ele ter parado de fumar!!! Agora ele só precisava consumir menos Coca-Cola e comer mais verduras, saladas e cereais. Mas aí também já é querer demais.

____

Peixe ensopado, Arroz Preto e Batatas FritasPeixe Ensopado (à lá Mamãe), Arroz Preto e… pra variar, Batatas Fritas!

Era uma ocasião muito especial, afinal meus pais passaram o dia conosco na casa do Meu Amado e minha mãe aproveitou para ensinar a ele como fazer o incrível peixe ensopado que todo mundo come rezando!

Já postei a receita aqui antes, portanto quem quiser saber como é feita, por favor, clique AQUI.

Foi a primeira vez que meus pais experimentaram o Arroz Preto feito pelo Meu Príncipe Encantado. E eles adoraram!

Claro que o Bom Marido tem que fazer suas batatinhas fritas, com a desculpa de que molhar a batata no caldinho do peixe fica uma coisa extremamente divina!

E ele tem razão!

____

Peixe Ensopado, Arroz Preto, Rodelas de Batata e SaladaPeixe Ensopado, Arroz Preto, Rodelas de Batata e… Salada?

A receita do Peixe é a mesma da anterior. O Arroz Preto vocês estão cansados de ver por aqui.

O diferencial é a Batata que, desta vez, o Bom Marido fez em rodelas, na frigideira e a Salada, que é algo muito difícil de ser encontrado na casa do Meu Amado.

De vez em quando ele até come uma folhinha ou outra, mas tem que estar sem tempero algum. Só um tiquinho de sal e um limãozinho espremido de leve.

Menos mal. Pelo menos assim ele come!

Eu adoro salada. Quando Meu Príncipe vai ao supermercado comprar os fardos de Coca-Cola e renovar o estoque de pó de café, ele sempre lembra de comprar uma saladinha, pois sabe que eu gosto e preciso comer.

____

Bom, por enquanto é só!

Acumulei muitas gororobas para postar e agora vou ter que fazer a parte 5, a parte 6 e assim por diante…

Espero que esse post sirva de inspiração para os leitores que por aqui passam!

Bom apetite a todos!

😉

L. Matrimônio

www.almamistica.com.br

Ah, o casamento! Uma celebração tão bonita, tão pomposa e tão… cara!

O Bom Marido (apesar de eu chamá-lo assim) e eu não somos de fato casados. A gente só está um nível acima de um namoro tradicional.

Deux ans de "mariage"Ele mora sozinho, eu moro com minha família, mas passo a maior parte do tempo com ele, praticamente morando junto. Lavo, passo, limpo, guardo, organizo, ajeito, ajudo nas compras… Só não cozinho, mas aí também já é querer de mais!

Costumo manter tudo duplicado: um par de chinelos na casa dele, outro na minha casa; um par de tênis na casa dele, outro na minha casa; metade das minhas “carçolas” estão na casa dele, outra metade na minha casa, e assim por diante.

Até meus livros e cadernos ficam passendo ora pra lá ora pra cá. Eu pareço uma Tartaruga Ninja, sempre com o casco (mochilão) nas costas!

Seria mais fácil eu escolher um lugar fixo para ficar, mas eu não consigo. Por um lado não quero perder os privilégios de caçula na casa dos meus pais. Por outro lado não quero viver um relacionamento do tipo “amasiado” (eita palavra feia) ou “amancebado” (virge, pior ainda!).

Na minha cabeça, as coisas devem ser feitas da forma correta, passo a passo, direitinho, preto no branco.

Tudo bem que, só o fato de eu praticamente morar com o Meu Amado, já me faz pular umas quarenta etapas nesse lance de fazer tudo certinho e direitinho, mas a partir do momento em que eu me mudar de vez para a casa dele, de mala e cuia, o estrago estará feito. Seremos apenas um casal (éca!) amasiado.

Não que eu condene esse tipo de relacionamento, mas não é o que eu quero para mim. Quero contrair matrimônio conforme manda o figurino: no civil e na igreja, com um vestidão arrebatador, e ter todas as pessoas que eu amo – família, amigos, colegas de trabalho – ali testemunhando esse momento.

Le baiserJuro que eu nunca havia pensado em casamento antes na minha vida. Pensei que viveria para sempre morando com meus pais e namorando de vez em quando, sem pensar em algo sério. Eu tinha pavor de compromisso. Achava que nenhum homem era bom o bastante para ser meu marido, isso até conhecer o Meu Príncipe Encantado, não é?

Após dois anos de relacionamento sério, muita coisa mudou, até minha opinião sobre casórios

Mas como a grande maioria sabe, casar é bem caro, principalmente quando você não tem lá muitas pessoas para darem aquela forcinha nos gastos.

O ideal é juntar uma boa graninha com antecedência. Planejar que tipo de casamento o casal quer, contanto que seja original e combine com o estilo dos noivos (ou mais reservado, ou mais criativo, ou mais tradicional) e correr atrás de muitos detalhes: alianças, cartório, buffet, padrinhos, decoração, bebidas, lembrancinhas, músicos, fotografia e filmagem, aluguel de roupas, igreja, padre (ou pastor), data, lua de mel, lista de convidados, convitinhos, lista de presentes, salão de beleza, escolha do vestido, chá de cozinha, despedida de solteiro, entre muitas outras coisas que tomam tempo e custam uma nota! rs

Cozinha Ok!Bom, como sempre dizem: “quem casa quer casa”, se Meu Amado e eu resolvêssemos partir para o enlace matrimonial, pelo menos já teríamos onde morar: a casa dele!

Não é bem a casa dos meus sonhos (eu, por exemplo, faria uma super reforma ali para deixá-la mais funcional e agradável), mas é uma casa. Uma boa casa, por sinal.

E mais: a cozinha está ok, mobiliadinha, tem fogão, geladeira, microondas, cafeteira e etc. A área de serviço também está ok, afinal tem o principal: a máquina de lavar! A suíte também está bacana. Tem cama e guarda-roupa, pelo menos. Os outros banheiros também estão bons, exceto por alguns detalhes que precisam de conserto…

Sala de Jantar? Nada Ok...A sala de jantar não se parece em nada com uma sala de jantar, pois não tem MESA DE JANTAR!!!

A sala de estar está bem vazia também, pois só tem um sofá velho, um rack e algumas tralhas espalhadas pelo chão.

Enfim, se fôssemos fazer alguma lista do que precisa na casa seria algo do tipo: jogo de sofás, mesa de jantar, uma TV bacana, carpetes, cortinas, e itens de decoração. De resto, já tem tudo! Não tem muito o que inventar, fora a tal reforma que eu mencionei anteriormente, rs!

Mas enfim, um dos itens primordiais que um casal precisa quando decide se casar nós já temos: a moradia. Agora é só juntar uma bela grana para todo o resto, fazer a festança, jogar o buquê e partir pra Lua de Mel!

____

Até um bebê nós já temos! É… bem… Não é exatamente um bebê, mas é como se fosse, não? Afinal, animalzinho de estimação é um membro da família.

Nosso felino que o diga!

Gato Folgato outra vez!

Ei, mas espere aí! Nós ainda nem fizemos um jantar de noivado! Tsc tsc tsc!

😉

____

XLIX. “Tá nervoso? Vai pescar!”

Pescaria em alto mar (Bertioga)

O Bom Marido pode e deve fazer aquilo que gosta. E uma das coisas que ele gosta bastante de fazer é: pescar!

Ele já havia pescado em diversos lugares, mas nunca em alto mar, que era um dos seus sonhos.

Foram dias e dias de ansiedade, noites sem dormir e várias idas à loja de pesca em busca das tralhas perfeitas.

Combinou com dois amigos e mais um cara muito especial, o pai da Boa Esposa (sim, esta que vos escreve), de alugarem um barco e passarem um dia inteiro pescando.

Pescador Luiz - o sogro do Bom Marido Pescador Giulianno - amigo do Bom Marido Pescador Edson - amigo do Bom MaridoPescador Thierry - O Bom Marido

O Bom Marido sabia dos perigos e da possibilidade de passar mal no barco, mas não desistiu.

Luiz, o pescador!Fora o barqueiro, o único ali com mais experiência de pesca em alto mar era o Sogrão do Bom Marido que, além de ter pescado bastante, ainda cuidou para que ele não desanimasse na primeira vomitada…

Graças a Deus foi um dia bacana, tranquilo e proveitoso. Os pescadores voltaram com a caixa de isopor repleta de peixes e com uma vontade imensa de repetir a dose!

Resultado da pescaria!É uma felicidade que, só quem gosta de pescar entende, afinal, quando a gente faz aquilo que ama, tudo fica melhor em nossa vida, não é verdade?

O pescador e seu troféu!O Bom Marido, por exemplo, voltou da pescaria completamente renovado! Agora só lhe resta aprender receitinhas novas para fazer com o tanto de peixe que ele colocou lá no congelador!

Falando nisso, segue uma bem bacana, gentilmente cedida por outra pessoa incrível e maravilhosa na vida do Bom Marido: a Sogrinha linda dele! hehe

*** Delicioso Peixe Ensopado da Mamãe ***

Primeiro passo: Limpe os peixes por dentro, retirando toda aquela parte sangrenta. É bacana também dar uma boa raspada por fora e depois cortar os peixes em postas.

Delicioso Peixe Ensopado da Mamãe (Dourado)Em uma bacia grande, coloque (a gosto) alho amassado, pimenta do reino, orégano, sal, um (ou meio, vai da preferência!) limão espremido e misture bem. Em seguida, mergulhe as postas de peixe nessa mistura e deixe marinando por algumas horas.

Agora é só preparar o refogado (para aproximadamente 1 quilo e meio de peixe):

Em uma panela grande, frite 3 pedaços médios de bacon em um pouco de óleo. Acrescente uma cebola picada em pedaços não muito pequenos e deixe fritando. Enquanto isso, pique 2 tomates sem pele, meio pimentão (verde ou vermelho), coloque na panela e misture bem.

*** Dica 1: Se o refogado secar, acrescente um pouco de azeite.

Arroz, feijão e bicuda ensopada!Para dar uma corzinha, coloque uma colher de sobremesa de colorau (colorífico), depois acrescente 10 azeitonas inteiras, um pouco de sal (se necessário), um pacotinho de tempero Sazon, duas folhinhas de louro, cheiro verde picadinho e um pouco de água.

Organize as postas de peixe na panela, juntamente com o tempero que restou na bacia e deixe ferver, virando delicadamente as postas, de vez em quando.

Em cerca de 10 minutos, ou menos, o peixe está pronto!

*** Dica 2: Essa receita pode ser feita com vários tipos de peixe, como por exemplo: Dourado, Bicuda, Cação e Espada e até mesmo o Bacalhau!

Bicuda Tubarão Dourado Resultado da pescaria!

Nem preciso dizer que o Bom Marido amou o resultado, não é?

Pescadores jantando!

Peixe é um alimento tão delicioso e saudável, mas precisa ser muito bem feito para ser devidamente apreciado!

E tomara que o Bom Marido traga muito mais peixes na próxima vez!

😉

Thierry no barco.

____

XXXII. Saint Valentin

Strogonoff de Camarão com Arroz Integral e Batata Palha

Ano passado o Dia dos Namorados caiu em um belo Domingo.

Lembro que eu estava em uma época de muitos trabalhos aos finais de semana e, por sorte, para esse dia eu não havia fechado nenhum freela.

O Bom Marido até havia me perguntado se eu iria para minha casa, em Guarulhos, ou se eu ficaria ali na casa dele. Eu nem me toquei que era Dia dos Namorados e disse “Não sei… Acho que preciso ir para Guarulhos…”

Mousse de Chocolate incrível!!!Quando percebi o olhar de tristeza dele, então lembrei que eu deveria dizer que sim, que eu ficaria ali com ele!!! Puxa vida, que cabeça a minha!

Se eu tivesse ido embora, teria perdido um incrível e especial jantar que ele levou uns dois dias planejando e um dia inteiro preparando.

Teria perdido um estupendo Strogonoff de Camarão (com arroz integral e batata palha) e mais uma inigualável Mousse de Chocolate – a melhor que eu já comi em toda a minha vida!!!

Chique demais! Um jantar à luz de velas, regado a um bom Cabernet Sauvignon – Club des Sommeliers.

Inesquecível!

___

Fondue de Queijo com Geléia de Pimenta

Este ano o Dia dos Namorados caiu em uma Terça-feira e o meu Príncipe Encantado fez questão de comemorar, mesmo estando todo atarefado com orçamentos e trabalhos para fazer.

Fondue de Queijo Serrabella - VigorGeléia de Pimenta acompanhando a fondueAproveitando o friozinho que fez nesse dia, resolvemos saborear uma deliciosa Fondue de Queijo que compramos no Carrefour. Não daria tempo de preparar a massa, por isso optamos por uma já pronta da marca Vigor, chamada Serrabella.

Thierry adora fondue. Se pudesse ele comeria todo dia!

Para incrementar a fondue, Meu Amado mestre cuca fez uma incrível geléia de pimenta (receita do amigo dele, expert em gastronomia, Renato Rodrigues)

Nem preciso dizer que ficou de lamber os beiços! E tudo isso muito bem acompanhado de um chileno Casillero del Diablo – Carmenere – 2010.

Casillero del Diablo - Carmenere - 2010

E para a sobremesa, Thierry queria fazer sua famosa Mousse de Chocolate, porém não deu tempo, mas por sorte tínhamos morangos, chocolate meio amargo, rum e leite condensado e o resultado foi: morangos picados, cobertos com uma mistura de chocolate derretido com rum e um toque de leite condensado para abrilhantar. Di-vi-no!

Morango com chocolate derretido com rum e leite condensado

Um Bom Marido é assim: dedicado e criativo até nas comemorações. Deliciosas comemorações! hehe

E falando em comemorações, eis uma dica: Não é preciso esperar Dia dos Namorados, aniversário de namoro ou casamento,  Natal, Páscoa, etc, para curtir bons momentos ao lado de quem a gente ama. Não precisa ser todo santo dia, claro! Mas sempre que possível, é bom manter sempre viva a chama do amor!

Thierry e eu - Fondue na cama - Dia dos Namorados - 2012

😉

XXII. Afastamento Saudável

amor

Quando as pessoas namoram, elas adquirem uma rotina de vida de acordo com a disponibilidade de se encontrarem. Geralmente isso ocorre aos finais de semana, três noites por semana ou, dependendo da distância e das condições financeiras, a cada quinze dias.

Mas quando um casal de namorados consegue conviver praticamente todo santo dia, aí já vira uma espécie de “casamento”!

No começo tudo é incrível, tudo é lindo, tudo é aceitável. Mas a partir do momento em que uma das pessoas começa a se incomodar com certas manias e falhas de comportamento, o ideal é dar uma respirada e tirar uns dias de “férias” da pessoa amada.

Não que isso seja ruim. É perfeitamente saudável!

Ah, se todos os casamentos fossem assim! Certamente evitaria muitas brigas e muitos rompimentos gerados pelo estresse do convívio diário.

Estamos vivendo em uma época de muitas cobranças, muita competição, muitas obrigações e a eterna busca desenfreada pelo status e pela perfeição. É uma loucura! Todo dia alguém nos bombardeia com perguntas do tipo: “Está trabalhando? Qual empresa? Casou? Tem filhos? Está morando onde? Já conseguiu aquela promoção no emprego? Seu filho está indo bem no colégio? Vai cursar qual faculdade?…” E por aí vai.

Se a gente não tirar um tempo de respiro só nosso, sem ninguém enchendo o saco, cobrando, perguntando, exigindo, bisbilhotando… A gente entra em parafuso.

Não é egoísmo. Não é abandono. É botar ordem na cachola e criar mais forças para seguir em frente.

Dizem que a saudade aumenta o sentimento, certo? Mas é verdade! Sentir a falta do outro faz muito bem, pois na ausência você tende a pensar só nas coisas boas que a pessoa lhe causa.

Agora… Se, mesmo no afastamento, você só lembrar das coisas ruins, então continue afastado porque a coisa tá feia!

Por isso, o ideal em um casamento seria cada um ter seu quarto, seu espaço de privacidade total – se possível até com a plaquinha de “Não Perturbe” subentendida, ou a possibilidade de voltar para a casa dos pais sempre que fosse preciso tirar essas tais férias conjugais.

O casal mais lindo do mundo!Claro que não é todo casal que precisa. Por exemplo, meus pais e muitos casais na casa dos cinquenta, sessenta, setenta aninhos vivem em perfeita harmonia. Vidinha básica, tradicional. Mamãe faz tudo pelos “três” filhos (minha irmã, eu e meu pai, rs) e papai provém o sustento do lar. Sempre foi assim: aquela velha hierarquia familiar!

Aqui em casa não existe a necessidade de férias conjugais, pois não rola nenhum tipo de estresse, nenhum tipo de cobrança ou competição. Minha mãe não sente a necessidade de ser uma perua fútil e ostentar jóias e roupas novas para fazer inveja para as “amigas”. E papai trabalha duro para manter o conforto do nosso lar e não fica trocando de carro todo ano só para mostrar para os “amigos” e parentes. Vidinha simples e tranquila. Para eles basta ter uma casinha própria, um carrinho básico e a comidinha mais gostosa do mundo sempre à mesa.

E é exatamente para essa simplicidade que eu volto sempre que preciso relaxar, organizar a vida e sentir saudades do Meu Amado e do nosso bebê também, o Lucky! Ai, ele é tão fofo, não acham?

miau

E pelo menos ele faz companhia ao Meu Príncipe Encantado enquanto eu estou ausente, principalmente por causa da correria básica da vida artística!

Me aguarde, Mon Amour! Essa semana eu volto para seus braços!zzzz

___

Ah, gente, mas é claro que o Thierry também deve estar aproveitando esses dias sem mim, né? Porque vamos combinar que eu também não sou nada fácil com as minhas manias e exigências!

😉