Matéria sobre o livro no Varal do Brasil

É tão bom quando as pessoas prestam atenção ao seu trabalho.

Melhor ainda quando essas pessoas, havendo a possibilidade, encontram um jeitinho de dar uma força na divulgação do mesmo.

É por isso que agradeço à amiga Ana Rosa Santana (Ana Rosenrot) que escreve periodicamente para a revista Varal do Brasil, uma revista que é publicada em Genebra, na Suíça, para leitores brasileiros do mundo inteiro.

A Ana publicou a sinopse do livro no blog da revista Varal do Brasil e aqui está o link do carinhoso resultado obtido por ela:

(Clique na imagem que o link da matéria abrirá em outra janela)

BlogVaraldoBrasil

No Facebook até brinquei com as hashtags #CharlieNaGlobo e #ComoSerUmBomMaridoNaGlobo, pois esse meu sapinho está tão famoso e tão metido que só falta a Rede Globo notá-lo, não é, Ana Maria Braga, Fátima Bernardes, Luciano Hulk, Jô Soares e Cia. Limitada? hehe

Quem sabe teremos boas surpresas para o ano que vem, não é mesmo? Afinal este semestre o Charlie já tem outros planos: vai passear no Canadá comigo!

Eu não disse que esse sapinho tá ficando metido? Pois é! SapinhoCharlie

____

Brincadeiras à parte, devo confessar que estou muito feliz com a incrível repercussão que este livro teve e continua tendo entre amigos, colegas, contatos, parentes e desconhecidos.

CapaLivro2KO grande barato da coisa não é ser uma escritora de best-sellers, famosa e cheia de pompas e frescuras, mas sim publicar uma obra que faz bem a quem lê. E mais do que isso, poder autografar exclusivamente essa obra para cada pessoa especial que a adquire.

Dizem que escrevo um “romance” na dedicatória, pois não me sinto confortável em escrever apenas “Obrigada pelo carinho. Beijos, Elaine”. Gosto de deixar uma mensagem especial de acordo com cada pessoa. Posso demorar um bom tempo escrevendo a dedicatória, mas é muito prazeroso e feito com carinho.

É por isso que eu divulgo tanto e faço tanta questão que as pessoas leiam esse livro. Não porque é meu, mas porque contém reflexões (balanceadas com um toque de leveza e humor) necessárias para o convívio de todos, seja no relacionamento amoroso, seja no local de trabalho.

São dicas que podem ser aproveitadas em vários setores da vida.

Espero que os novos leitores gostem!

____

Ainda não adquiriu o seu? Então entre em contato comigo que eu explico tudinho da melhor forma: elaine_thrash@hotmail. Mas caso já queira garantir seu exemplar sem muitas delongas, acesse o link: th.art.br/_produtos/comoserumbommarido.html e veja que dá para pagar em até 18x sem juros no cartão!

ComoserumBomMarido_PagSeguro

Se preferir transferência/ depósito em conta, basta escolher entre Santander, Itaú, Caixa e Banco do Brasil, que eu passo o número certinho.

Assim que o pagamento aparece na conta, o livro já é enviado para o seu endereço, através do sistema Impresso Módico, que emite um código de rastreamento. Os Correios entregam o produto dentro de 7 dias úteis, direitinho!

É bem fácil, gente! Difícil é ficar sem esse livro super bacana e divertido.

Ah, também posso autografar para outra pessoa, caso você queira presentear alguém especial! (Olha o Dia dos Pais chegando aí, gente!)

Dúvidas? Só me chamar!

____

Grande abraço e obrigada pela visita!

😉

Anúncios

E o Charlie vai também!

MapleLeafSistersMuito bem, pessoal…

Está quase chegando o dia em que minha irmã e eu faremos uma longa viagem de estudos e trabalho em Vancouver, no Canadá.

Mas e o Bom Marido? Você vai deixá-lo aqui sozinho??? Outra vez?

Não. Não vou deixar Meu Amado aqui SOZINHO. Ele tem os pais dele, os meus pais, pouquíssimos amigos e nosso bebê Lucky para lhe fazerem companhia.

Não é o fim do mundo essa viagem. (Já fui para Vancouver em 2012, mas fiquei só 40 dias. Quem não se lembra, clique AQUI)

Acontece que o governo canadense vai começar a vetar a entrada de intercambistas que pretendem estudar e trabalhar no país, então ou eu aproveitava essa última oportunidade, ou ficaria a vida inteira lamentando e tentando imigrar para lá.

Sendo que:

1) Não sou uma profissional qualificada para imigrar para um país feito o Canadá. Sou artista, sou freelancer, não sou casada e não faço parte do grupo de pessoas que trabalham em áreas que seriam facilmente aceitas em outro país. Já disse que sou artista, né?

02_ElaineOliveira_diversos

2) Meu Noivo também é autônomo e a profissão dele não está na atual lista de profissionais aceitos no Canadá. Se bem que essa lista sempre muda. Ele tem mais chances de imigrar do que eu. Ele tem dupla cidadania, passaporte europeu, cara de europeu, fala Francês e Inglês razoavelmente bem, mas não escreve em nenhum desses idiomas… (aí já complica um pouco) Mas ele entende de computadores e outras nerdices que, vira e mexe, estão em alta nesses países bacanudos.

ThierryDurieux_3D

3) Antes de imigrar de vez, tenho que resolver algumas coisas aqui no Brasil, vender tudo o que eu tenho e me mandar de vez.

Entre as coisas para resolver, uma delas seria: como levar o Lucky? Chegar assim do nada de mala e cuia e gato não seria uma boa ideia. E com relação à moradia? Fonte de renda? Alimentação? É preciso resolver tudo isso com calma, aqui mesmo no nosso querido país, além de trabalhar dobrado para juntar uma boa grana e aí sim dar entrada nos papéis.

Thierry, Lucky e ey

Ah, Thierry e eu teríamos que casar antes, né? Para ficar tudo mais bonitinho! Mas nem para isso temos dinheiro…

Então farei esse intercâmbio de 6 meses com minha irmã, pesquisarei muitas coisas, mexerei uns pauzinhos e farei uns contatos por lá, tanto para mim quanto para o Meu Amado.

Ele vai ficar aqui chupando o dedo?

Não. Enquanto ele ajeita a vida dele aqui, dá um tapa no portifa, cuida do Lucky e trabalha mais um pouco para juntar uma graninha, estarei lá ralando e estudando muito para aprimorar meu Inglês e incrementar meu currículo também.

Mon Amour et Moi

E no último mês da minha viagem… TCHARAM!!! Ele irá para lá também!!! Tenho certeza que ele irá se apaixonar por Vancouver!

E por que ele não quis fazer esse mesmo pacote Work & Study igual o seu e da sua irmã?

Simples. Ele não gosta desse negócio de intercâmbio. A timidez dele é extrema e a impaciência com cursos de idioma presenciais também! Ele precisaria fazer uns cursos sim, acredito até que ele iria gostar um pouco, mas ele não está disposto a isso no momento, nem financeiramente falando!

E como você vai pagar, já que é uma artista e praticamente vive sem dinheiro?

Eu não vivo SEM dinheiro. Graças a Deus eu sobrevivo com meus cachês e estou sempre aceitando vários trabalhinhos que aparecem! Assim como qualquer pessoa, eu também tenho gastos (que procuro controlar ao máximo) e a maior parte do que recebo, eu guardo. De preferência na conta do meu Papai, que é sempre meu financiador para tudo.

ElaineOliveira_Lançamento2Desde que lancei meu segundo livro, venho guardando o dinheiro das vendas e utilizando em caso de emergência, como por exemplo a cirurgia que fiz ano passado, exames, remédios, a cirurgia no siso que fiz este ano, mais exames, mais remédios e outros tratamentos…

A saúde agora vem sempre em primeiro lugar.

Outros dindins que foram entrando, fui guardando. Já deu para pagar uma boa parte da viagem (Pacote Work & Study, acomodações, vistos, seguro internacional (obrigatório), passagens e uma graninha para passar o primeiro mês sem perrengue).

Papai, meu amado e precioso Papai está pagando tudo e sendo reembolsado por mim na medida do possível, assim como fizemos da outra vez em que viajei. (Vejam detalhes nesta página do meu outro WordPress)

Se eu conseguisse vender uns 100 livros aqui no Brasil, já estaria tranquila para poder viajar sem me preocupar. Mas estou preocupadérrima, pois a Copa atrapalhou meus freelas e agora, às vésperas de viajar, não posso aceitar alguns trabalhos que começam agora e terminam no segundo semestre. No segundo semestre já estarei lá em Vancouver, então não dá!

Luiz e Zélia - Casal Supimpa!Nessas últimas semanas só poderei contar com os livros mesmo, mas sei que seria impossível vender 100 livros em 13 dias.

Só se acontecesse um milagre em minha vida!!!

Independente disso, os livros estarão em poder dos Meus Pais e do Meu Amado Noivo aqui no Brasil. Os interessados deverão tratar comigo via e-mail, Twitter, Face, ou aqui mesmo via WordPress e minha família enviará daqui os exemplares pelos Correios para os leitores. É o jeito!

E um fio de esperança será o pacote de livros que levarei na viagem também. Cerca de 40 exemplares. Se eu tiver sorte de vender esses 40 lá nos próximos 6 meses, já será uma mão na roda! Mas ainda assim eu preferiria vender todo o meu estoque aqui mesmo antes de viajar.

– Ai, milagre! Cadê você em minha vida???

Enfim… Baboseias e desabafos à parte, espero que tenham entendido o título da postagem, afinal Charlie é o sapinho da capa do livro. E quando eu digo que ele vai também, é porque ele vai conhecer Vancouver comigo e com minha irmã!

CSUBM_Capafinal_2013aAtenção, Brasileiros em Vancouver! O Charlie está chegando aí para animar a vida de vocês!!!

Quanto?

Ah, só $15,00 (quinze doletas!!!)

Baratinho, vai?

Aos brazucas que ficarão por aqui mesmo, comprem o livro através do site do Meu Amado, assim vocês ajudam não só a mim, mas a ele também, ok?

Quanto?

Nesse caso, R$30,00 + frete (uns 35 mangos, molezinha também!)

Ah e os livros ele envia direitinho pelos Correios e até manda e-mail com o código de rastreamento, certo?

Eis o link: th.art.br/_produtos/comoserumbommarido.html

ComoserumBomMarido_PagSeguro

Espero que tenham entendido essa novela toda que eu escrevi!

Um grande abraço e muito obrigada pelo carinho, pela atenção e pelo tantão de visitas que venho recebendo aqui no WordPress ultimamente!

Beijos e abraços do Bom Marido, da Boa Esposa, do Lucky, e do Charlie também, claro! 😉

Papai, Mamãe e Bebê!

LXXV. Filho de Ouro

Thierry_et_parentsGeralmente quando uma criança recebe muitos mimos e muita atenção dos pais, acaba se tornando uma pessoa chata, frágil, manipuladora, egoísta e cheia de frescuras.

Mas quando, aliado ao excesso de carinho e mimos vem uma educação adequada, o resultado ao longo dos anos é a retribuição de todo esse amor que a criança recebeu.

O sonho de todos os pais é criar os filhos da melhor forma possível e, quando ficarem idosos (ou adoecerem), não serem abandonados por suas crias.

Muitas vezes não é isso o que acontece.

A vida inteira os pais se desdobram para atender às necessidades dos filhos, mas basta precisarem de um favorzinho para ouvirem uma porção de desculpas, fora o comportamento egoísta e uma má vontade gigantesca.

No fundo, esses pais se culpam por terem feito demais por seus filhos sem que eles precisassem se virar para resolver seus próprios problemas. Tudo muito mastigadinho, na boquinha.

E no fundo os filhos sabem que precisam fazer algo por seus pais, mas a preguiça, o egoísmo e a falta de experiência imperam…

Toda essa reflexão me surgiu com base nos últimos acontecimentos aqui na casa do Bom Marido.

Meus sogros precisaram viajar para resolver assuntos muito importantes, mas a grande preocupação seria a cachorra Fox que, sendo muito idosa e de grande porte, não poderia viajar com eles. A solução seria deixá-la aos cuidados do Meu Amado, que por sinal já foi dono da Fox em sua infância.

Fox_3

Confesso que cheguei a pensar que o Meu Amado não saberia lidar sozinho com todos os problemas da Fox, afinal, em mais de 15 anos ela nunca ficou muito tempo longe de casa e dos meus sogrinhos.

A rotina do Meu Amado foi alterada, pois ele teve que passar a limpar xixi e cocô da Fox (onde ela mora é sossegado, pois é como se fosse uma chácara com gramado, terra e bastante espaço); limpá-la com frequência, pois ela acaba pisoteando nas próprias necessidades; dar água e a comida especial dela duas vezes ao dia; proporcionar conforto e um abrigo quentinho para ela descansar; ficar sempre de olho para ver se ela não está precisando de nada; dar amor, carinho e atenção, pois todo animal de estimação precisa disso; entre outras coisas que estão por vir (sessões de acupuntura, medicamentos e etc…)

Fox_2

Qualquer outra pessoa com quintal em casa pensaria: “Mas é só um cachorro. É só deixar lá de boa e pronto”. Mas a Fox precisa de cuidados. Ela está idosa, com um probleminha na coluna, longe da própria casa e das pessoas que ela está acostumada a ver todo dia.

Ainda bem que Meu Amado está conseguindo cuidar dela, mesmo detestando ter que limpar o quintal várias vezes ao dia!

(Ele se preocupa tanto com a Fox que até construiu uma rampa para facilitar que ela suba as escadas.)

A Fox, uma mistura de Pastor Belga com alguma outra raça, deu muitas alegrias para o Meu Amado quando ele ainda morava com os pais, na chácara. Foi ele que escolheu aquela bolinha preta e peluda que corria e brincava todo dia com ele pelo gramado e era forte, robusta, atlética e cheia de vida.

Fox_4

Mas a velhice chega para todos, até para os animais. É por isso que temos que continuar cuidando muito bem deles, afinal, assim como nossos pais, os bichinhos também não merecem ser abandonados e esquecidos em um canto qualquer.

#ficaadica

Fox_1

Entrevista com Elaine Thrash Oliveira na D+TV

2014_06_13_EntrevistaDemaisTV3

O Charlie está querendo ficar famoso, hein?

No mês passado, dia 13 de junho, fui convidada a participar do programa A Vida é Uma Arte, na D+TV, onde falei sobre relacionamentos e, claro, sobre o livro “Como ser um Bom Marido”.

Confiram:

Foi uma entrevista bem bacana e eu fui muito bem recebida pela apresentadora Adriana Oliveiras e pela equipe do programa.

Confiram algumas fotos feitas por Osmário Junior:

2014_06_13_EntrevistaDemaisTV42014_06_13_EntrevistaDemaisTV62014_06_13_EntrevistaDemaisTV52014_06_13_EntrevistaDemaisTV2

Agradecimentos a toda a equipe da D+TV e do programa A Vida é Uma Arte, em especial: Adriana Oliveiras, Osmário Junior, Marcos Rodrigues e o maquiador Daniel de Paula.

____

Ainda não tem seu exemplar autografado? Então entre em contato e adquira diretamente comigo: elaine_thrash@hotmail.com

Enviamos para qualquer lugar do Brasil!

____

Obrigada e até a próxima!

😉