LXX. Casamento. Algumas reflexões por aí…

decoração-de-casamento5Hoje a dona Fátima Bernardes, em seu programa Encontro, falou sobre casamentos.

Um tema muito atual. Sempre atual. Mas que, no próprio programa foi dito que, hoje em dia, os casais estão buscando resgatar o romance, a pompa e a importância que um casamento (não apenas o evento em si, mas sim o relacionamento a seguir) deve ter.

Para mim, em muitos casos, isso continua sendo um momento de exibicionismo e ostentação de alguns casais que, daqui a alguns meses, estarão assinando o divórcio e, quem sabe, já preparando a próxima grande festa/ desfile/ ostentação de igual ou inferior duração.

Quem lucra com isso são os buffets, os salões de beleza, as costureiras, as quituteiras, os garçons, os padres, as lojas de alianças, as lojas onde os casais deixam suas listas de presentes e os organizadores de eventos e celebrações desse porte… É um tal de casa aqui, casa ali, numa louca disputa para ver quem faz o casamento mais louco, caro, lindo e criativo.

casóriorústicoJuras de amor. Homenagens. Filminhos passando em um telão, exibindo os melhores momentos do casal. Parentes e amigos que gastaram uma nota nas lojas de ternos e nos cabeleireiros da vida…

Sempre o mesmo ritual.

Eu venho dizendo tudo isso, mas eu adoro casamentos. Adoraria me casar de véu, grinalda, vestido branco e papai entrando comigo na igreja.

Não estou criticando o ato das pessoas se casarem, mas sim o modo como algumas o fazem. É divertido um casamento criativo, animado, com cenas inusitadas, flashmobs e surpresas (positivas) de última hora? Sim. É o máximo! Todo mundo se diverte, as fotos ficam lindas e a filmagem super divertida de se assistir em família. Sem momentos estagnados e entediantes das gravações dos casamentos de antigamente (e de alguns atuais ainda)…

Mas o que me entristece é a dúvida a respeito do futuro desses casais. Será que todo dinheiro investido na festança valerá a pena? Será que o casamento será bem aproveitado ao longo dos anos? Será que as juras diante do padre serão cumpridas à risca nos próximos dias, meses e anos, até que a morte os separe?

anel_casamentoNão quero desestimular ninguém a casar. Só quero que as pessoas reflitam a respeito desse compromisso sério e importante que é o casamento e o tratem como um momento importante e decisivo em suas vidas.

Não é só porque existe “divórcio”, que todo mundo vai sair casando ao sabor do momento, sem se preocupar com o amanhã.

Casamento é sagrado!

Pode brincar, rir, se divertir, fazer festança com muita música, muita comida, carruagem na porta da igreja e tudo mais? Pode, mas sempre pensando que o casamento é para os noivos. Gastar horrores só para agradar os outros e depois não dar conta dos gastos, da responsabilidade e do compromisso assumido, isso é para os impulsivos.

Não se casa por impulso.

Se casa por amor, mas sem deixar a razão de lado. Se casa para unir as forças, viver uma vida com altos e baixos, saúde, doença, pobreza, riqueza, alegria, tristeza… É um desafio encarar não só os momentos bons, mas também os ruins, os que desanimam, os que levam a quase desistir…

É, minha gente. Viver até que é fácil. A gente é que complica tudo e tenta bater de frente, dá murro em ponta de faca ou inventa obstáculos no dia a dia.

Mas uma coisa é certa: se cada um souber o seu lugar dentro de uma relacionamento, as chances de felicidade, união e harmonia estão garantidas.

Mas isso tem que ser muito bem pensado, antes mesmo de marcar a data e já sair convidando até mesmo os inimigos para invejarem a grande festa conjugal.

😉

COMENTÁRIOS SÃO MUITO BEM-VINDOS!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s