LXIII. Histórias Engraçadas Pte. 2

Que casal não tem suas pérolas para relembrar e rir com a família, os amigos ou até mesmo a sós?

Algumas coisas de HOJE, 11 de janeiro de 2014, me fizeram lembrar de algumas histórias engraçadas que contarei logo abaixo! (Pelo menos são engraçadas para Meu Amado, as pessoas que gostam da gente e eu)

E vocês? Já viveram alguma situação engraçada com a pessoa amada? Claro que sim, né? Então deixem um comentário aqui, por favor! Estou curiosa para ler suas histórias!😉

____

– Pizzas no Suvaco!

Hoje, após ver uma matéria no programa da Angélica – Estrelas – onde a atriz Cleo Pires aparece pilotando uma Ferrari em Las Vegas, lembrei das vezes em que pilotei, não uma Ferrari, mas o trambolhento Passat Alemão do Bom Marido.

mulheraovolanteO universo inteiro sabe que eu sou uma péssima motorista, mas se tem uma coisa que eu gosto de pilotar é um carro velho, grande e pesado. E assim é a “Jabiraca” (apelido carinhoso que o Thierry deu para seu próprio possante, tadinho!).

E pilotar a Jabiraca sempre foi uma delícia, mas sozinha, claro. Porque toda vez que eu piloto e tem alguém no banco do passageiro, seja o Meu Amado, seja meu querido Papai, tenho a impressão de estar conduzindo um filme de terror (para os passageiros, claro!).

Quando olho para o lado lá está o sujeito todo tenso, com cara de pavor, pisando em pedais invisíveis e com aquelas famosas pizzas de suor nas axilas!

É sempre assim. Vai ver é por isso que o Bom Marido deixou a caranga no mecânico e não faz a menor questão de ir buscá-la ou ver se está pronta!

____

– Moço… Que que tu é?

Hoje, após ler uma postagem da Débora Shen (minha amiga com descendência Chinesa) a respeito de uma criança no shopping que a abordou em Inglês pensando que ela não fosse nascida aqui, lembrei do dia em que fui às compras com Meu Amado, tempos atrás, no Pão de Açúcar ao lado do Metrô Ana Rosa.

Fim de ano. Tarde da noite. O mercado fica aberto 24h e resolvemos ir bem tarde porque é mais sossegado.

Chegando ao caixa, colocamos nossas compras na esteira e, antes de perguntar qualquer coisa, a moça do caixa deu uma boa olhada nos 1,87m (DE ALTURA, antes que pensem besteira!) do Meu Amado e perguntou, em um sotaque de outro Estado, além de uma entonação e um volume nada adequados para aquele horário da madruga:

int– Moço… Que que tu é???????????

Meu Loirão ficou sem entender… E como ele é de poucas palavras e muita vergonha, eu respondi:

– Belga. Ele é de família Belga.

– Ah… Tá… – ela fingiu entender. Talvez esperasse que eu fosse dizer: “Alemão”, sei lá! Só sei que foi muito engraçada a cara de espanto e o jeito estridente com o qual ela perguntou aquilo.

Depois ela ainda teceu mais alguns comentários sobre o jeitão gringo do Meu Amado e enquanto ela, toda contente e falante, passava as compras no caixa, eu me perguntava: “Que pessoa mais feliz e animada em pleno fim de ano, trabalhando a essa hora da madruga! Como pode?”

Engraçado também foi ver a cara do Meu Amado que jamais esperava ser abordado dessa forma no supermercado!

____

– A prejereba que não coube na forma!

Ah, essas pescarias! Elas rendem boas histórias, boas lembranças e GRANDES peixes!

Em uma das vezes em que Meu Amado foi pescar com o amigo Edson e o meu querido Papai, o troféu do dia foi a imensa prejereba que o Bom Marido pescou. Imensa mesmo. Mas eu não me lembrava que o bicho era tão grande assim. Mas pelo menos coube no freezer e lá ficou por quatro meses até o dia em que tanto os meus pais quanto os dele pudessem estar presentes para um almoço de domingo.

Além de eu não ter me lembrado que o bicho era tão grande, eu também não me lembrava da existência dele no congelador. Pensei que a última prejereba que degustamos tinha sido aquela que o Thierry fez no aniversário da minha amada Mamãe, em abril do ano passado! Era grande e serviu muito bem 6 pessoas (e mais um gato fominha folgado!). Mas essa de agora, pasmem, é MAIOR ainda!!!

Prejereba grossa!A ideia era fazê-la assada. E, além dos nossos pais e do nosso gato fominha e folgado, o Bom Marido convidaria mais alguns amigos para saborear o peixe. Eu disse:

– Está doido? Você quer convidar 15 pessoas para apenas UM peixe??? Vai faltar! (eu achava que essa prejereba era do mesmo tamanho da outra!) E ele disse: – Vai dar sim.

Então tá!

Com medo de errar no tempero de tão gigantesco alimento, Thierry pediu para a melhor cozinheira do mundo temperá-lo: Mamãe.

E como (de acordo com a história anterior), Meu Amado ainda está sem seu possante, Papai teve que ir lá buscar o peixe para ser temperado aqui em casa. Detalhe: O bichão não coube inteiro no cooler e jamais caberia na forma, então tiveram que realizar uma pequena cirurgia no coitado:

Prejereba em duas partes!

Aí sim! Agora é só levar ao forno e se deliciar com esta maravilha!

Será que ficou bom? Isso nós iremos saber só amanhã! hehe

____

Onde está o gato?– Lucky não deixa o Thierry trabalhar sozinho!

Essa semana alguém me mostrou um vídeo de uns gatinhos que não deixam o dono trabalhar em paz em frente ao computador. É lógico que lembrei do Meu Amado e do nosso bebê, o Lucky!

Virou mania. O Thierry se senta em frente ao computador e o Lucky já pula em seu colo, pisoteando tudo (rs!) até encontrar a posição mais confortável para tirar um cochilo no colinho do papai!

Além das posições engraçadas, o nosso miau ainda usa a mão do Thierry ou o teclado como travesseiro! É muito fofo e folgado esse gato!

Isso sem falar na hipnose. Uma vez que o Lucky se senta e se ajeita no colo do Meu Amado, impossível ele se levantar para fazer qualquer outra coisa. Fica lá, como a gente brinca: “hipopotizado” pelo felino macio e ronronante.

– Miau!

____

Bom… Essas foram algumas das histórias engraçadas que aconteceram com a gente. Preciso lembrar de sempre registrar as coisas bizarras que acontecem em nosso cotidiano!

Espero que tenham gostado. E espero também que vocês compartilhem suas histórias aqui nos comentários, beleza?

Fico no aguardo! Hehe!

____

Um dos capítulos mais comentados do meu livro é o “Histórias Engraçadas” que lá consta, além da história do banho bizarro do Meu Amado, uma ilustração maravilhosa sobre esse banho, feita pelo genial cartunista Marcio Baraldi!

::: Querem saber qual é essa história e sua respectiva ilustração? Então adquiram o livro “Como ser um Bom Marido” que lá tem textos e ilustrações bem divertidas do já citado Marcio Baraldi!

::: Como comprar? É só entrar em contato comigo, aqui mesmo pelo blog ou através do e-mail: elaine_thrash@hotmail.com. Tem também a opção de comprar pelo PagSeguro.

Cliquem na imagem e confiram:

ComoserumBomMarido_PagSeguro

::: Quanto? 30 pratas + frete.

Molezinha, não é? Sem dúvida é um presente bem divertido também!

Aproveitem!

😉

Abraços e muito obrigada!

Uma resposta para “LXIII. Histórias Engraçadas Pte. 2

  1. Pingback: LXVII. A arte do improviso! | Como Ser Um Bom Marido·

COMENTÁRIOS SÃO MUITO BEM-VINDOS!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s