IX. Tudo tem sua hora (Parte 3 – final)

“Não importa quanto tempo leva para a poeira baixar. O certo é agir quando o terreno estiver propício. Ainda que reste uma sujeirinha aqui, outra ali, logo esta será eliminada com as faxinas básicas do dia a dia!” E.Thrash – 2010

(continuação)

::: Parte 3 – Como tudo (re)começou! (ufa, aleluia e até que enfim!)

Tudo mudou após eu ter lançado um livro de poemas e crônicas chamado “da depressão à criação”. Parece que eu havia tirado um peso das minhas costas, e desde então eu amadureci tudo o que eu não havia amadurecido em 10 anos! Um verdadeiro milagre da arte!

Muitas coisas ficaram claras em minha mente. Pude reavaliar anos e anos de comportamento errôneo e mimado, até que cheguei no setor “relacionamento” da minha vida.

Bom, eu estava há um ano solteira e tranquila, tentando só cuidar de mim, da saúde e da carreira. Percebi o quanto eu havia errado ao escolher namorados que fossem parecidos comigo, ou no campo profissional ou no gosto musical. Só namorava caras que fossem tão agitados como eu. Conflito na certa! O melhor a fazer era ficar sozinha mesmo.2010

Um belo dia, conversando com algumas pessoas no msn, vi que um certo alguém estava milagrosamente online e resolvi, só por curiosidade, perguntar se estava bem, com saúde, tudo tranquilo, etc e tal… No decorrer da conversa, o assunto chegou em “dificuldade de entender certas pessoas”.

Eu disse: “Opa! Peraí! Vamos esclarecer essa história!” E então marcamos um encontro só para eu explicar a ele toda a confusão que estava acontecendo comigo no ano passado. Era o mínimo que eu poderia fazer.

Ele ainda sentia algo muito forte por mim e como ele estava bem mais maduro e conformado, entendeu numa boa tudo o que eu disse. Foi muito nobre da parte dele ter me dado a chance de me explicar. Eu não esperava mais nada além disso.

Natal2010Mas, como a vida tem dessas coisas de novela, acabamos nos beijando e resolvemos nos dar outra chance, porém com regras preestabelecidas, jogo aberto, muito diálogo e muita cumplicidade. O que quer que estivesse errado entre nós, seria discutido e resolvido na hora (falarei mais sobre isso em outra oportunidade).

E mais: fui bem sincera com ele. Disse que eu não sabia se estava pronta para um relacionamento sério, portanto só “ficaríamos” por um tempo. Nos conheceríamos melhor e da forma certa: sem joguinhos, sem mentirinhas e sem outras pessoas manipulando nossas vidas.

Passamos agradáveis dias juntos, nos divertindo, nos redescobrindo, nos curtindo e sem cobranças. Cada dia eu gostava mais do Thierry e isso foi me dando certeza e segurança para estar ao lado de um cara com um estilo de vida bem diferente do meu.

Um mês depois, 29 de Dezembro de 2010, resolvemos oficializar o que nossos corações já haviam oficializado faz tempo sem a gente se dar conta! E hoje estamos há mais de um ano juntos. E, graças Deus, felizes!2010

Não importa quanto tempo leva para a poeira baixar. O certo é agir quando o terreno estiver propício. Ainda que reste uma sujeirinha aqui, outra ali, logo esta será eliminada com as faxinas básicas do dia a dia!

E assim começa essa tal história de Como Ser Um Bom Marido!

Até a próxima aventura romântica!

4 Respostas para “IX. Tudo tem sua hora (Parte 3 – final)

  1. Muito lindo, Elaine!!

    A vida tem dessas coisas, e esse é o grande barato de tudo! Estou passando por algo semelhante, fui pego de surpresa após um tombo e, quem sabe em breve, não seja o meu conto num blog aqui tb!!

    curta mto esse momento, e seja cada vez mais feliz!!

    sucesso e felicidade ao casal!!

    beijão

    Ricardo

    Curtir

    • Muito grata, Ricardo!
      Torço muito para que pessoas que eu curto e admiro, como você, sejam tão felizes como eu!
      É muito engraçado quando a gente reclama da vida, só vê as coisas dando errado… Mas quando a gente volta um pouco no passado e começa a analisar imparcialmente tudo o que aconteceu, a gente se dá conta de que tudo isso é necessário para que a gente evolua como ser humano e aprenda a dar valor nas coisas que realmente importam para nós!
      Muito sucesso e muita felicidade a você também!
      Beijão!!!

      Curtir

  2. Pingback: XXIV. O tal passarinho do realejo… « Como Ser Um Bom Marido·

  3. Pingback: LIV. Assistindo a um bom filme juntos | Como Ser Um Bom Marido·

COMENTÁRIOS SÃO MUITO BEM-VINDOS!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s